quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Cruzeiro bate o Corinthians na Arena e conquista o título de campeão da Copa do Brasil 2018

O Cruzeiro conquistou o título de campeão da Copa do Brasil 2018 ao vencer o Corinthians, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (17), em Itaquera. Campeão em 2017, o time mineiro somou seis títulos na história da competição. O confronto decisivo teve a participação do árbitro de vídeo, com duas decisões duvidosas que geraram muita polêmica. Confira os melhores momentos da partida.

Com a vitória na primeira partida, quando venceu o Corinthians por 1 a 0, no Mineirão, o Cruzeiro começou o jogo na defensiva. Mas ampliou a vantagem ao abrir o placar, ao 29 minutos do primeiro tempo. Romero tocou mal para o lateral Léo Santos na direita, que teve dificuldades para evitar o lateral e perdeu a bola para Rafinha. O atacante avançou para o ataque e tocou para Barcos dominar na entrada da grande área e bateu colocado no canto direito de Cássio. A bola bateu na trave, o rebote sobrou para Robinho bater de primeira e estufar as redes de Cássio.

Na sequência, em um cruzamento pelo alto na área corintiana, Dedé quase fez o segundo gol do Cruzeiro subindo mais que a zaga e com um cabeceio preciso mandou na trave. O Corinthians chegou a primeira vez por volta dos 30 minutos, com o zagueiro Henrique, que de cabeça mandou rente a trave de Fábio na única boa chance do Timão no primeiro tempo.

Na etapa complementar, logo aos cinco minutos, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães marcou um pênalti duvidoso para o Corinthians, por suposta falta cometida por Thiago Neves sobre Ralf. Polêmica criada, o árbitro recorreu ao VAR, Wilton Pereira Sampaio, e após rever o lance no vídeo confirmou a penalidade máxima, cobrada com perfeição por Jadson para empatar a partida.

O gol animou o Timão e a fiel corintiana, que pediu a entrada de Pedrinho. O técnico Jair Ventura atendeu o pedido da torcida. O jovem atacante entrou no lugar de Jonathas, e assim como fez na semifinal contra o Flamengo, no primeiro lance, Pedrinho aproveitou um rebote da zaga cruzeirense e bateu de fora da área para virar o placar. Um golaço, que acabou sendo anulado pela arbitragem. Após nova consulta ao VAR, o árbitro confirmou uma falta de Jadson em Dedé na origem do lance e anulou o segundo gol do Corinthians.

O Timão não desanimou e partiu em busca do gol que levaria a decisão para os pênaltis. Contudo, sobrou espaço para o Cruzeiro, que num contra-ataque fulminante matou a partida, aos 37 minutos. Raniel, que substituiu Barcos, recebeu a bola no meio campo, se livrou da marcação e tocou para Arrascaeta, que havia entrado no lugar de Rafinha. E em velocidade, o meia atacante uruguaio invadiu a área e frente a frente com Cássio tocou com classe por cima do goleiro corintiano, fechando o placar e garantindo a grande vitória do Cruzeiro, que conquista o título de campeão da Copa do Brasil pela segunda vez seguida.

Distantes dos líderes do Campeonato Brasileiro 2018, as duas equipes voltam a campo no domingo. O Cruzeiro, em 10º lugar na tabela de classificação, com 37 pontos, recebe a Chapecoense, no Independência. O Corinthians, na 11ª posição com dois pontos a menos, visita o Vitória-BA, no Barradão.     



(com informações da Gazeta Esportiva)
Imagem: reprodução/Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger