Mostrando postagens com marcador H1N1. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador H1N1. Mostrar todas as postagens

sábado, 12 de maio de 2018

Hoje é o "Dia D" de vacinação contra a gripe

Repórter Nacional/EBC - Neste sábado (12), postos de saúde em todo o país vão realizar o Dia D de mobilização contra a gripe. Devem ser imunizados idosos de 60 anos, crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, mulheres que deram a luz a menos de um mês e meio, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.
Leia Mais ►

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira no Paraná

Portal Paraná - A campanha de vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira (25) no Paraná, quando também acontece o Dia D da Vacinação. Serão ministradas mais de 3 milhões de doses e a vacinação seguirá até o dia 20 de maio.

Saiba mais sobre a imunização:



Quais são os tipos de vacina de gripe?

A vacina trivalente contra a gripe protege contra a Influenza A H1N1, Influenza A H3N2, e a Influenza B (subtipo Brisbane). A tetravalente protege, além dos três tipos de gripe da trivalente, contra o subtipo Phuket da Influenza B.

Como a vacina é elaborada?

Anualmente, a OMS convoca duas consultas técnicas, em fevereiro e setembro, para recomendação das amostras vacinais candidatas que irão compor as vacinas contra Influenza sazonal dos hemisférios Norte e Sul. Uma amostra vacinal candidata é um vírus Influenza que o Centro de Controle de Doenças (ou um dos colaboradores da OMS) seleciona e prepara para uso na produção de vacinas. Amostras vacinais candidatas são tipicamente escolhidas com base na similaridade com os vírus influenza que estão se disseminando e causando infecções em humanos, assim como na sua habilidade de multiplicação em ovos de galinha, onde os vírus vacinais são cultivados.

Por que a vacina muda todo ano?

Devido a essa mutação dos vírus, é necessário se vacinar anualmente contra a Influenza. Grupos prioritários podem receber gratuitamente a vacinação nos postos de saúde.

Para quem são indicadas as vacinas contra a gripe?

Estão indicadas para todas as pessoas, exceto para bebês com menos de 6 meses de idade. Dependendo do fabricante da vacina, um dos tipos da tetravalente só pode ser dado para crianças maiores de 3 anos de idade. A Trivalente pode ser dada para todos acima de 6 meses. Crianças de 6 meses a 1 ano tem que tomar duas doses com intervalo de 1 mês.

Qual é a vacina oferecida pelo SUS?

A vacina oferecida pelo SUS nos postos de saúde e centros de vacinação é a trivalente.

E a vacina da clínica particular?

Clínicas particulares costumam oferecer, além da vacina trivalente, a vacina tetravalente. Essa vacina também pode ser chamada de quadrivalente e já é oferecida pelo sistema público de saúde dos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália.

Qual deve ser o preço da vacina? Como denunciar preços abusivos?

Segundo o Procon, caso seja constatado reajuste abusivo, as empresas poderão ser autuadas. O órgão não informou quantos hospitais foram notificados.
O Procon investiga a informação de que houve hospitais e laboratórios privados que reajustaram o preço da vacina de R$ 120 para até R$ 215. No ano passado, segundo o órgão, o preço médio do imunizante era R$ 45.

Quanto tempo leva para a vacina fazer efeito?

Uma média de 2 a 3 semanas.

Quem tem prioridade para se vacinar gratuitamente?

– Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
– Gestantes;
-Trabalhador de saúde;
-Povos indígenas;
-Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
-População privada de liberdade;
-Funcionários do sistema prisional;
-Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis;
-Pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).

Qual é o calendário de vacinação na rede pública?

A campanha nacional de vacinação contra gripe está marcada para começar no dia 30 de abril e vai até o dia 20 de maio. Alguns estados, como São Paulo, podem antecipar a vacinação pelo SUS devido ao aumento precoce de casos da infecção. O Ministério da Saúde anunciou que começaria a enviar as doses aos estados a partir desta sexta-feira (1º).

04/04: vacinação gratuita dos profissionais de saúde.

11/04: podem ser vacinadas as crianças de 6 meses a 5 anos de idade, idosos, gestantes e portadores de doenças crônicas.

30/04: além dos grupos anteriores, podem receber a vacina puérperas de até 45 dias, detentos, funcionários da rede prisional e indígenas.

Quais são as contraindicações para a vacina?

De acordo com o Portal da Saúde, pessoas com alergia comprovada e importante ao ovo não devem receber a vacina. Quem está com imunodepressão, natural ou medicamentosa, deve receber orientações específicas do próprio médico.
 
***

Leia Mais ►

quarta-feira, 30 de março de 2016

Ministério da Saúde começa a distribuir aos estados vacina contra H1N1 no dia 1º

Aline Leal - Repórter da Agência Brasil - "O Ministério da Saúde divulgou o calendário de distribuição da vacina contra a gripe A (H1N1). A campanha nacional terá início no dia 30 de abril, porém, no dia 1º a pasta começa a distribuir o imunizante aos estados.


Normalmente os surtos de H1N1, um dos tipos da Influenza A, acontecem a partir de junho, com a chegada do inverno, mas, no estado de São Paulo, por exemplo, casos graves da doença começaram a ser registrados mais cedo. A campanha nacional vai de 30 de abril a 20 de maio, mas, com a chegada do imunizante mais cedo, os estados e municípios poderão antecipar a aplicação da forma mais conveniente para a região.

Segundo o Ministério da Saúde, nas três primeiras remessas, que vão de 1º a 15 de abril, os estados receberão 25,6 milhões de doses, que corresponde a 48% do total a ser enviado para a campanha deste ano. Desse montante, serão entregues 5,7 milhões de doses para o estado de São Paulo.
Na capital paulista, oito pessoas morreram este ano em decorrência do vírus. No ano passado não houve registro de mortes.

A ocorrência da Influenza A (H1N1) é maior no inverno. No entanto, a transmissão também pode ocorrer de forma acentuada no verão.

Os principais sintomas da gripe A (H1N1) são infecção aguda das vias aéreas e febre – em geral mais acentuada em crianças do que em adultos. Também podem surgir calafrios, mal-estar, dor de cabeça e de garganta, moleza e tosse seca, além de diarreia, vômito, fadiga e rouquidão.

A prevenção da doença é feita com regras básicas de higiene, como cobrir a boca ao tossir ou espirrar e lavar as mãos com frequência. Também se deve evitar permanecer por muito tempo em ambientes fechados, sem ventilação e com aglomeração de pessoas."

Edição: Fábio Massalli

***
Leia Mais ►

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Gripe A H1N1 - tratamento, prevenção e informação

O medicamento oseltamivir (tamiflu), que é usado no tratamento da gripe, passou a ser comercializado nas farmácias de todo o país. A determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), tem por finalidade facilitar o acesso da população ao antiviral, que já é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), às pessoas necessitadas. Para retirar, basta apresentação da receita médica.
Leia Mais ►

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Vírus H1N1 - Fim da pandemia.

O Comitê Internacional da Organização Mundial de Saúde (OMS), afirmou nesta Terça feira que o vírus H1N1, transmissor da Gripe suína, já saiu definitivamente do grau considerado como pandemia. O anúncio foi feito pela diretora da OMS, Margaret Chan, direto de Hong Kong.
Leia Mais ►

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Panda em ataque de espirro.

Se não for algum tipo de alergia, alguém terá que avisar ao simpático Panda do hábito obrigatório de lavar constantemente as mãos, usar lenço de papel, e evitar aglomerações. E, claro! Tomar a vacina contra a Gripe suína. Torcemos que já não seja portador do vírus H1N1, mesmo assim reforçamos a recomendação quanto a zelar por uma alimentação adequada, tomar vitamina D e C, e descansar em uma cama confortável.



Leia Mais ►

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Vacina H1N1 - E quem tem entre 40 e 60 anos?

Na semana passada foi divulgado através da imprensa aqui na minha região, que mesmo quem não se enquadrasse no calendário atual de vacinação contra a Gripe suína, poderia procurar um Posto de Saúde e tomar a vacina. No entanto, pude verificar pessoalmente que a vacina ainda não podia ser aplicada para as pessoas que tem entre 40 e 60 anos. Porém, fiquei sabendo que algumas pessoas pertencentes a essa faixa etária, haviam recebido a vacina H1N1. Então fui fazer uma pesquisa e solicitei esclarecimento direto no Site do Ministério da Saúde, já que não encontrei uma informação mais direta.
Leia Mais ►

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Veja o calendário de vacinação da gripe suína e relembre as formas de contágio.

Quase sempre somos vítimas da nossa própria negligência. No que diz respeito à saúde, o velho dito popular: prevenir é melhor que remediar! jamais deve ser esquecido.

A partir do mes de Março começa a vacinação contra a gripe suína. É bom relembrar as formas de contágio, e tomar conhecimento de como será o processo de imunização contra o vírus da gripe suína. Apesar do esquecimento das pessoas, ele está vivo por aí. Como o vírus da gripe comum está a espreita. Aguardando o momento oportuno para atacar novamente, através de um simples espirro.

Veja em super Slow motion a quantidade de vírus que pode ser expelido por uma pessoa que nem sabe que pode estar infectada.




Relembre as formas de contágio:



Confira o calendário de vacinação:

 
                                          Fonte: Extra online.

Leia Mais ►

sábado, 8 de agosto de 2009

Senador pode mentir, você não!

Antes de passar ao assunto, e em virtude de vários e-mails que recebi contendo meias-verdades sobre a Influenza A, chamada de gripe suína gostaria de lembrar de alguns hábitos que devemos adotar tendo em vista a prevenção quanto a contrair o vírus da nova doença.
Primeiramente uma alimentação adequada, já que comprovadamente organismos sub-nutridos seriam alvos fáceis para a instalação do vírus. Incluir no cardápio mais regularmente cebola e alho, é recomendado em virtude de suas propriedades anti-sépticas, e passar a tomar maior quantidade de água, já que ambientes secos são propícios para a propagação do vírus.
Dentre os hábitos normais deve-se dar atenção a se evitar ambientes onde exista aglomeração de pessoas, e em casa cuidar para que haja ventilação suficiente dos cômodos. É muito importante também lavar as mãos um maior número de vezes utilizando de preferência álcool gel, principalmente quando se chega da rua.
Vale lembrar, que com a suspensão das aulas, crianças e adolescentes tendem a procurar distração em shopings, cinema, ou clubes, o que não é recomendável em vista maior fluxo de pessoas nesses ambientes.
Uma fonte confiável de informação sobre o H1N1, é o blog da Dra. Iara Grisi em: o médico e o paciente.
Prevenção é um remédio imprescindível para se evitar contrair qualquer moléstia.

Pois bem, dado o recado sobre este grave problema que enfrenta a humanidade, com o qual deveriam estar se preocupando Vossas Excelências lá no senado, reporto-me ao discurso de defesa do presidente Sarney. A revista época disponibilizou um vídeo que desmente o digníssimo senador quando mencionou ser "vítima de uma campanha sistemática e agressiva" da mídia.
O que descrevera é bem diferente do que realmente aconteceu.
Além de estarmos perdidos em um mar de mentiras, num pequeno barco de indignação onde se percebe a desfaçatez dos homens públicos e a esperteza dos repórteres da grande mídia, nos encontramos entre o estágio da dúvida, e a incerteza dos destinos políticos deste país.
Assista e tire suas conclusões.



Fonte: Jornal da Mídia.

Não deixe de ler: Minha reação foi parecida.
Manifesto à Nação do Lions Clube de Blumenau.
Contenham-se Srs. Senadores.
Leia Mais ►

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Informações importantes sobre a Gripe suína.

Recebi por e-mail do prezado amigo Ednilson do Valle:



"PARIS, França (AFP) - A gripe suína, que causou 20 casos de mortes confirmadas no México e dez casos de infeção confirmadas nos Estados Unidos, vem sendo motivo de muitas interrogações entre a população ante o alerta das autoridades sanitárias.

P. O que é a gripe suína?
R. Trata-se de uma doença respiratória que começa em criadores de porcos, um vírus gripal do tipo A que pode se propagar rapidamente.

P. É transmissível ao ser humano?
R. Sim, começando, em geral, por pessoas que estejam em contacto com esses animais.

P. Pode-se contrair a doença comendo carne de porco?
R. Não, como recordou neste sábado em Paris o Ministério da Agricultura. "A gripe de origem suína no México não se transmite pela carne, mas por via aérea, de pessoa para pessoa".
A temperatura de cozimento (71º Celsius) destrói os vírus e as bactérias, precisam os Centros de Controle de Enfermidades dos Estados Unidos (CDC).

P. Trata-se de um novo tipo de gripe suína?
R. Assim como no ser humano, os vírus da gripe sofrem mutação contínua no porco, um animal que possui, nas vias respiratórias, receptores sensíveis aos vírus da influenza suínos, humanos e aviários.
Os porcos tornam-se, então, "crisóis" que favorecem o aparecimento de novos vírus gripais, através de combinações genéticas, em caso de contaminações simultâneas.
Esses tipos de vírus híbridos podem provocar o aparecimento de um novo vírus da gripe, tão virulento como o da gripe aviária e tão transmissível como a gripe humana.
Esse tipo de vírus que o sistema imunológico humano desconhece poderia ter as características necessárias para desencadear uma pandemia de gripe.

p. Quais são os países afetados até o momento?
R. Exceto México e Estados Unidos, únicos países em que se registraram casos, as autoridades de Peru, Chile, El Salvador, Honduras, Colômbia, Nicarágua, Brasil e Costa Rica ativaram planos de vigilância sanitária.
No Canadá, a ministra da Saúde, Leona Aglukkaq, pediu à população para manter-se alerta.

P. Existe vacina contra esta doença?
R. Só para os porcos. Não para o ser humano. Segundo as autoridades mexicanas, que citam a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina existente para humanos é para uma cepa anterior ao vírus, com o qual não é tão eficaz. Mas "a produção de vacina pode tornar-se possível na medida em que o vírus tenha sido identificado".
O Tamiflu, o medicamento que contéme oseltamivir, utilizado contra a gripe aviária, é eficaz diz a OMS.
A vacina contra a gripe estacionária humana não protege contra a gripe suína.

P. Por que a OMS está em estado de alerta?
R. "Porque há casos humanos associados a um vírus de gripe animal, mas também pela extensão geográfica dos diferentes focos, assim como pela idade não habitual dos grupos afetados", explicou a OMS em comunicado."

Mantenha-se informado. A informação correta nos ajuda a ajudar aos outros a enfrentar os problemas trazidos por uma pandemia, pois diz respeito à todas as nações.

Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger