Mostrando postagens com marcador Telegram. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Telegram. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de maio de 2022

Grupo bolsonarista é suspenso pelo Telegram

Publicado por Caique Lima, no DCM: O Telegram suspendeu um dos principais grupos bolsonaristas da plataforma. O "super grupo B-38 oficial", que tem 67 mil seguidores, foi tirado do ar pelo aplicativo de mensagens. Os apoiadores do presidente que tentaram acessá-lo se depararam com a mensagem de que ele está "temporariamente inacessível para dar aos administradores tempo para remover as mensagens de usuários que postaram conteúdo ilegal".
Leia Mais ►

segunda-feira, 21 de março de 2022

Alexandre de Moraes revoga ordem de bloqueio do Telegram

Por Redação do Migalhas: O ministro Alexandre de Moraes, do STF, revogou neste domingo, 20, decisão que havia determinado a suspensão do Telegram em todo o Brasil. O magistrado afirmou que a plataforma cumpriu as medidas que haviam sido impostas, dentro do prazo de 24 horas estabelecido por decisão dada neste sábado, 19.
Leia Mais ►

Eleições 2022: entenda as diferenças entre Telegram e WhatsApp

www.seuguara.com.br/Telegram/WhatsApp/eleições 2022/STF/TSE/
O número praticamente ilimitado de participantes em grupos no Telegram e o uso de ferramentas de programação aberta estão entre as principais diferenças da plataforma em relação a concorrentes como o WhatsApp. Ainda, a falta de representação no Brasil e a ausência de mecanismos que coíbam a distribuição de desinformação colocaram o aplicativo no centro de discussão sobre as eleições diste ano no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia Mais ►

MPF cobra Telegram para explicar como enfrenta desinformação

Publicado por Bernardo Gonzaga, no Poder360: O MPF (Ministério Público Federal) enviou ofício aos advogados do Telegram neste domingo (20) para que preste informações, no prazo máximo de 10 dias úteis, sobre a política de enfrentamento da rede social em relação a práticas de desinformação e violência digital no Brasil.

Leia Mais ►

sexta-feira, 18 de março de 2022

Como Allan dos Santos fez o Telegram ser bloqueado no Brasil

Publicado originalmente no DCM: por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o aplicativo de mensagens Telegram foi bloqueado no Brasil nesta sexta-feira (18). O motivo apontado pelo magistrado foi "o reiterado descumprimento de inúmeras decisões judiciais".
Leia Mais ►

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

Allan dos Santos debocha e desafia Moraes: "Pede pro Mickey vir me pegar" [vídeo]

Publicado por Alessandro Fernandes, no DCM: O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos publicou um vídeo no Twitter em que debocha do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. No vídeo ele está próximo de personagens da Disney e ironiza "pede pra eles virem me pegar". Santos está foragido da Justiça nos EUA e teve um dos seus canais no Telegram banidos do Brasil.
Leia Mais ►

domingo, 13 de fevereiro de 2022

TSE: 'Bolsonaro facilitou a vida das milícias digitais, acusa Luís Roberto Barroso

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso disse que o presidente Jair Bolsonaro (PL) beneficiou criminosos. Ele se referia ao vazamento do inquérito sigiloso do ataque hacker à Corte eleitoral.
Leia Mais ►

segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Telegram: Barroso cobra combate às 'fake news'

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, enviou um ofício ao diretor executivo do aplicativo de mensagens Telegram, Pavel Durov, solicitando uma reunião para discutir possíveis formas de cooperação sobre o combate à desinformação.
Leia Mais ►

sábado, 9 de outubro de 2021

Telegram é candidato a 'vilão digital' nas eleições 2022, alertam especialistas

www.seuguara.com.br/Telegram/eleições 2022/
Reportagem de Guilherme Caetano em O Globo: Com a avalanche de memes, vídeos, áudios, correntes e fake news, parte distribuída por meio de robôs, o WhatsApp foi um dos protagonistas da eleição brasileira de 2018. A um ano do pleito que vai definir o presidente da República, especialistas em segurança da informação apontam que um concorrente deve assumir o posto de "vilão" digital da próxima campanha: o Telegram.
Leia Mais ►

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Lava Jato: Deltan Dallagnon captava recursos de empresários para o Instituto Mude-Chega de Corrupção

Da Agência Pública - O coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, captou investimentos de grandes empresários para financiar o Instituto Mude - Chega de corrupção, criado para promover, além da própria operação, as dez medidas de combate à corrupção e suas opiniões políticas. Mensagens trocadas entre o procurador e membros do Instituto Mude no Telegram, recebidas pelo Intercept Brasil e analisadas em conjunto com a Agência Pública, revelam que ele se reuniu com empresários, às vezes a portas fechadas, na sede da Procuradoria, para arrecadar verbas para a entidade.
Leia Mais ►

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Procuradora da "lava jato" pede desculpas a Lula por ironizar seu luto

A procuradora da República Jerusa Viecili pediu desculpas ao ex-presidente Lula por ter ironizado seu luto diante de três perdas. Lula perdeu, em menos de dois anos, seu irmão Vavá, a mulher, Marisa Letícia, e o neto de sete anos, Arthur. Errei. E minha consciência me leva a fazer o correto: pedir desculpas à pessoa diretamente afetada, o ex-presidente Lula", disse em sua conta no Twitter.
Leia Mais ►

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Política: 'A radicalização invisível da direita brasileira no WhatsApp'. Por David Nemer

Por David Nemer* - Nas semanas finais da eleição presidencial, no ano passado, um boato perverso sobre Fernando Haddad se espalhou pelas redes sociais. O ex-prefeito de São Paulo e último adversário do direitista autoritário Jair Bolsonaro defendia a pedofilia gay. Era uma informação tão obviamente falsa, mas tão disseminada, que veículos de imprensa legítimos e até mesmo a campanha de Haddad forma obrigados a negá-la vigorosamente.
Leia Mais ►

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Lava Jato: Moro e procuradores planejaram divulgar dados [sigilosos] para atacar governo da Venezuela

Em agosto de 2017, após recomendação do então juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça, os procuradores da "lava jato" se mobilizaram para divulgar trechos de delações premiadas que citassem a Venezuela. Pelo teor das conversas, queriam interferir na situação política do país e contribuir com a oposição ao presidente Nicolás Maduro. "Eles têm direito de se insurgir", disse Deltan Dallagnol, no dia 5 de agosto de 2017.
Leia Mais ►

sexta-feira, 21 de junho de 2019

The Intercept Brasil vaza novos diálogos da Lava Jato

O site The Intercept Brasil vazou nesta quinta-feira (20) novos trechos de conversas ilegais de procuradores da Lava Jato acerca da prisão inconstitucional do ex-presidente Lula. As transcrições foram divulgadas pelo jornalista Reinado Azevedo, no programa "O É da Coisa!", na rádio BandNews FM.
Leia Mais ►

quarta-feira, 12 de junho de 2019

'Aqui é o hacker', diz mensagem no grupo do Conselho Nacional do Ministério Público

Do Estadão: Brasília - Mensagens enviadas a partir do celular de um conselheiro deo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) no grupo de Telegram do colegiado chamaram a atenção dos colegas para a invasão de hacker n chat de conversas. Um dos torpedos dizia que o caso revelado no domingo pelo site The Intercept envolvendo o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol era apenas "uma amostra do que vocês vão ver na semana que vem", dizia o texto.
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger