Mostrando postagens com marcador dinheiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dinheiro. Mostrar todas as postagens

domingo, 30 de julho de 2017

Saque de FGTS inativo termina amanhã


O prazo para sacar os valores disponíveis nas contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) termina na próxima segunda-feira (31). Segundo a Caixa Econômica Federal, o dinheiro que não for retirado volta para a conta vinculada do empregado. 

Quem perder o prazo, só poderá usar os recursos nos casos previstos anteriormente, como para a compra da casa própria, na aposentadoria, em caso de demissão sem justa causa, quando a conta permanecer sem depósitos por três anos ou no caso de algumas doenças. 

No entanto, quem comprovar que estava impossibilitado de sacar, poderá retirar o valor até o dia 31 de dezembro. De acordo com a Caixa, na segunda-feira o governo irá publicar um decreto definindo as normas para os casos das exceções. 

No site da Caixa existe uma página especial e um serviço telefônico que trata especificamente sobre as contas inativas. Para esclarecer dúvidas leia esta matéria

Clique aqui para obter mais informações, ou ligue para 0800-726-2017 para saber o valor, a data e o local mais próximo para fazer o saque. 

Fonte: EBC

Leia Mais ►

terça-feira, 19 de abril de 2016

Por que o presidente da Editora Abril está festejando o golpe.

Por Paulo Nogueira, no DCM - O que fez a imprensa lutar tão brutalmente pelo golpe?
Muito mais importante que questões ideológicas, a grande bandeira das companhias jornalísticas se resume em três sílabas: di-nhei-ro. Nenhuma empresa jornalística brasileira sobrevive sem dinheiro público. Remover o PT é uma garantia de que não haverá risco nenhum de interrupção no abjeto fluxo de recursos do contribuinte.


Involuntariamente, o presidente da Editora Abril deixou isso claro, nesta segunda-feira, ao mandar uma carta aos funcionários na qual dizia que uma nova fase se abre para a empresa.

Esta nova fase é esta: Temer haverá de nos ajudar. Não só com publicidade. Mas também empréstimos supersubsidiados em bancos oficiais, compras de assinaturas e muitas outras mamatas.

Isso para não falar em outros privilégios, como reserva de mercado. Os empresários da mídia falam muito em capitalismo sem, na verdade, praticá-lo. Vigora para eles uma reserva que impede empresas de outras partes de ingressar no mercado mercado brasileiro.

A Globo certa vez defendeu a reserva com o seguinte argumento. Imagine que uma empresa chinesa entre no Brasil e passe a fazer propaganda do maoísmo.

Parece coisa do Sensacionalista, mas é pura realidade. O artigo, publicado no Globo, era assinado pelo advogado da Abert, a associação de lobby das empresas de televisão.

O nome dele: Luís Roberto Barroso.

Isso me fez ver com imensa desconfiança a nomeação de Barroso para o STF, um sentimento de desconforto que voltou a mim depois da sessão em que a Suprema Corte abriu as portas para que Eduardo Cunha fizesse o que fez no domingo.

Naquela sessão, Barroso parecia ainda estar defendendo os interesses da Globo.

A internet matará as grandes empresas de mídia, isso é inevitável. Mas um presidente camarada vai retardar sensivelmente a morte, e é a isso que as famílias Marinho, Frias e Civita, para ficar nas maiores, se apegam.

Este dado da vida ajuda a entender também por que tantos jornalistas aderiram ferozmente à guerra movida pelos seus patrões.

Eles não estão defendendo apenas os interesses dos donos, mas também os próprios.

Sem o dinheiro do contribuinte em larga escala, os jornalistas que têm maiores salários serão fatalmente demitidos no futuro imediato.

As companhias jornalísticas montaram estruturas de custos obesas, típicas dos dias pré-internet. Com a perda de audiência e, em consequência, de publicidade, aquelas estruturas são insustentáveis.

Na adesão dos profissionais aos patrões, cenas patéticas foram registradas. Me contam que Eliane Cantanhede festejou na Globonews o número de votos necessários para o impeachment como se fosse uma adolescente depois do telefonema de um namorado que sumira.

Erick Bretas, diretor de mídias digitais, chegou ao cúmulo de se fantasiar de Sérgio Moro no Facebook.

Patrões e empregados poderiam organizar uma festa em que, juntos, gritariam: “Estamos salvos, estamos salvos!”

A democracia foi torturada, 54 milhões de voto obliterados, Cunha entronizado, mas os desígnios dos donos da mídia e seus capatazes foram atendidos.

A mensagem congratulatória do presidente da Abril reflete exatamente isso.

No confronto entre o Brasil e a mídia, que empurra selvagemente o país para trás, venceu no domingo a mídia.
 
***

Leia Mais ►

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Mais de 15 milhões de pessoas têm dinheiro a receber do PIS-Pasep

EBC - "Quem trabalhou antes de 1988 pode ter dinheiro a receber do PIS-Pasep. A Controladoria-Geral da União analisou o fundo de participação e constatou que 15 milhões de pessoas têm abono a receber e não sabem. Saiba detalhes nesta reportagem do Repórter Brasil."






Leia Mais ►

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

O que é uma offshore e para que ela serve

Por José Roberto Castro, em NEXO - "As offshores têm sido muito mencionadas. No imaginário das pessoas, estão ligadas a atividades criminosas ou ilícitas. Em três pontos, entenda melhor a questão.

1 – O que são empresas offshore

O significado do termo inglês offshore é fora da costa, ou no exterior. Mas no dicionário econômico as empresas offshore são aquelas registradas em jurisdições com tributação baixa ou zero, regulamentação pouco rigorosa do setor financeiro e regras mais severas de segredo bancário e anonimato.
Nesses países, grande parte das transações do sistema financeiro envolve pessoas físicas ou jurídicas não residentes na jurisdição e a maioria das instituições financeiras envolvidas são controladas por não residentes. Ilhas Cayman, Ilhas Virgens Britânicas, Panamá e Bahamas são apenas alguns dos locais preferidos para a abertura desse tipo de empresa.

Empresas offshore podem ser interessantes tanto para quem quer reduzir tributos e diversificar investimentos quanto para quem pretende esconder dinheiro ilícito. As empresas quase sempre não têm estrutura ou funcionários, e são usadas pelos beneficiários para fazer investimentos em ativos no exterior, ou em ativos no Brasil de maneira anônima.

Existem empresas e bancos que assessoram brasileiros que pretendem abrir empresas offshore e gerenciam sua manutenção. Uma delas é a Mossack Fonseca, alvo da mais recente fase da Operação Lava Jato, responsável pela criação de offshores supostamente usadas para lavar dinheiro de corrupção da Petrobras.

2 – Por que são usadas por quem quer esconder dinheiro

O anonimato que mercados offshore oferecem é chave para atrair recursos de quem pretende ocultar bens em seu país de origem. Seja dinheiro obtido de forma legal mas sobre o qual pretende-se sonegar impostos, seja dinheiro obtido através de atividades ílicitas ou criminosas. Em paraísos fiscais está parte da fortuna de ditadores e traficantes.

Existem ainda estruturas em que se pode controlar empresas offshoresem ser formalmente proprietário dela. A empresa é aberta em nome de um “laranja” e o dono do dinheiro detém apenas uma procuração que dá plenos poderes sobre a empresa. Assim, fica extremamente difícil controlar quem é o real beneficiário.

3 – Brasileiros que declaram offshores no BC

Para investir em uma empresa offshore de forma legal, o primeiro passo é que seu dono declare o dinheiro no país onde mora. Enviar dinheiro aoffshores sem declarar às autoridades é crime de evasão fiscal.

A declaração de capitais brasileiros no exterior é obrigatória a todos os residentes no Brasil que possuem mais de US$ 100 mil aplicados fora do país. Deve ser feita anualmente através do sistema disponível no site do Banco Central. Aqueles que detém mais de US$ 100 milhões devem fazer declarações a cada trimestre.

Segundo dados do BC, 33.169 pessoas físicas e 3.916 pessoas jurídicas fizeram a declaração em 2014. Destes, 4.945 declararam possuir investimento no capital de empresas nas Ilhas Virgens Britânicas, 1.235 nas Bahamas, 1.170 nas Ilhas Cayman e 369 no Panamá.

Quando feita de forma legal e com fundos provenientes de atividade lícita, a escolha por aplicar parte do dinheiro fora do país deve-se principalmente à possibilidade de diversificação de investimentos em diferentes mercados e moedas e ao eventual ganho em termos de tributação que pode ser obtido através de estruturas dentro da legalidade."
***
Leia Mais ►

sábado, 22 de agosto de 2015

Pagamento do abono salarial para os nascidos em agosto


Por: Patrícia Genroso (*) – “A agenda de pagamentos do abono salarial deste ano sofreu um atraso, consequência da crise econômica que o Brasil vem enfrentando. O abono é um benefício de um salário mínimo, pago a todos os trabalhadores que receberam até dois salários mínimos no ano passado e trabalharam pelo menos 30 dias ininterruptos durante o ano. Agora, os nascidos no mês de agosto já podem retirar o seu benefício. Este é o segundo lote de benefícios liberado. O Governo começou a pagar os lotes no mês passado.


Desde quinta-feira (dia 20), os trabalhadores nascidos em agosto e que não são correntistas da Caixa, podem se dirigir a uma agência do banco para sacar o seu benefício. É preciso levar um documento com foto. Ainda é possível sacar o abono em um dos caixas eletrônicos ou lotéricas, utilizando o seu cartão cidadão. Os correntistas da Caixa já tiveram seus benefícios liberados desde a última terça-feira (dia 18), o crédito de seus abonos é depositado diretamente na sua conta corrente. Os servidores públicos também recebem o abono diretamente em suas contas, se tiverem conta corrente no Banco do Brasil. Quem não tiver conta no BB pode sacar o benefício em uma de suas agências. O calendário é o mesmo para os não correntistas da Caixa.

O valor do benefício é equivalente a um salário mínimo, atualmente fixado no valor de R$ 788. É importante que os trabalhadores nascidos no segundo semestre do ano estejam atentos à liberação dos lotes. Segue a agenda dos próximos lotes:

– Nascidos em julho:

Não correntistas da Caixa/BB: Já liberado – a partir do dia 22/07/2015.
Correntistas da Caixa: Já liberado – a partir do dia 14/07/2015.

– Nascidos em agosto:
Não correntistas da Caixa/BB: Já liberado – a partir do dia 20/08/2015.
Correntistas da Caixa: Já liberado – a partir do dia 18/08/2015.

– Nascidos em setembro:
Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 17/09/2015.
Correntistas da Caixa: A partir de 15/09/2015.

– Nascidos em outubro:
Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 15/10/2015.
Correntistas da Caixa: A partir de 14/10/2015.

– Nascidos em novembro:
Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 19/11/2015.
Correntistas da Caixa: A partir de 17/11/2015.

– Nascidos em dezembro:
Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 17/12/2015.
Correntistas da Caixa: A partir de 15/12/2015.

– Nascidos em janeiro e fevereiro:
Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 14/01/2016.
Correntistas da Caixa: A partir de 12/01/2016.

– Nascidos em março e abril:
Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 16/02/2016.
Correntistas da Caixa: A partir de 11/02/2016.

– Nascidos em maio e junho:

Não correntistas da Caixa/BB: A partir de 17/03/2016.
Correntistas da Caixa: A partir de 15/03/2016.

Uma das críticas ao calendário deste ano é que boa parte dos trabalhadores só irá receber o benefício no próximo ano, o que pode prejudicar alguns trabalhadores, que poderiam já estar contando com o crédito. No ano passado o benefício foi pago em quatro datas entre os meses de julho e outubro. Este ano o abono será pago em mais parcelas, são nove ao total.

(*) Fonte: dinheironaconta

***

Leia Mais ►

domingo, 28 de julho de 2013

Novas cédulas de R$ 2 e R$ 5 começam a circular amanhã

De acordo com informação do Banco Central (BC), as novas cédulas de R$ 2 e R$ 5 começam a circular nesta segunda-feira (29), mantendo os mesmos elementos adicionais de segurança como a marca d'água e o número escondido. Como presentes nas notas de R$50 e R$ 100 e de R$10 e R$ 20. A novas notas mantém as mesmas cores e mudam de tamanho.
Leia Mais ►

sábado, 7 de julho de 2012

Duas regras de ouro para você lidar bem com o Dinheiro

Antes de mais nada, é bom lembrar que basta uma pequena pesquisa na grande rede para encontrarmos alguns cursinhos práticos que podem nos ajudar a lidar melhor com o vil metal. Deixo a dica logo a seguir. Antes, vamos considerar duas questões sobre finanças pessoais e como lidar com o dinheiro, ou a falta dele. De um modo que não resulte em traumas e dores de cabeça, no presente e no futuro.
Leia Mais ►

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Dizem que contar dinheiro faz bem...

Eu sinceramente tenho lá minhas dúvidas. Dentre as tarefas das profissões que exerci vida afora, estava justamente a de contar dinheiro. Muita moeda. Uma infinidade de notas de todos os valores. De seis a oito horas por dia. Portanto me permito a discordar, em parte, de um estudo publicado recentemente no Psychological Science [...]
Leia Mais ►

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Administrando melhor suas finanças pessoais.

É comum, especialmente para a classe dos assalariados verificar que no decorrer do mês em relação ao montante de dinheiro que se produz, "sobrar mês e faltar salario". A verdadeira ginástica monetária a que nos submetemos mensalmente para fechar receitas com despesas domésticas fatalmente nos leva a um estado de stress.
Basta um pequeno deslize na forma de como utilizamos nosso poder de compra para termos que executar o plano B. Transferindo algum compromisso a ser quitado para o mes vindouro.
Esta ação emergencial irá com certeza detonar alguns pequenos sonhos de consumo, que se tinha em mente. Como adquirir um novo eletrodoméstico, fazer um novo curso, ou até mesmo realizar aquela viagem que a tempos sonhamos.

A verdade é que vivemos em um sistema capitalista em que não podemos ignorar, que é cada vez mais importante sabermos lidar ou administrar com eficácia a quantia que dispomos para suprir nossas necessidades básicas. E ter em mente que entre outras coisas, poupar o excedente caso ele exista, com vistas às despesas emergenciais ou contingências futuras.
Tanto à escassez, quanto ao excedente do orçamento doméstico por mínimo que seja, deve ser dado muita atenção.
É necessário estar atento às armadilhas que sugam homeopáticamente nosso orçamento.
A primeira delas é sem dúvida o cartão de crédito, utilizado pelo comércio em geral para levar-nos a consumir muitas vezes sem necessidade. "Compre em dez vezes no cartão!". E segundo as promoções. "Leve três e pague dois", "compre agora e só comece a pagar em setembro", "compre e concorra a tal prêmio". Essa estratégia comercial muitas muitas vezes nos leva a comprar um produto sem ter a real necessidade.
Toda essa febre de consumismo envolve muito o emocional, por isso é preciso fundamentalmente tratar a questão do dinheiro da forma mais racional possível. Seria como colocá-lo em nossa frente e se convencer definitivamente que ele é um meio, não um fim. Que é nosso servo, não nosso Deus.
Levando em conta que um número razoável de pessoas depende de um orçamento familiar, há de haver a conscientização necessária para que todos os elementos envolvidos, participem da gestão em melhor administrar com seriedade esses recursos, sob pena de estes serem sempre insuficientes à medida em que vão surgindo novas necessidades.
Se cometermos abusos aparentemente insignificantes, cria-se uma bola de neve que irá crescendo lentamente, e quando nos damos conta estamos de frente à uma situação de insolvência, em um beco sem saída.
É de extrema importância definirmos a urgência e a prioridade das despesas. Isto é, gastar no que se deseja ou naquilo que é realmente necessário e acima de tudo saber quanto realmente custa para nós em relação à quantia que podemos produzir.
Vamos exemplificar isto com este quadro de Conrado Navarro, autor do livro “Vamos falar de dinheiro?” (Novatec), que pode dar uma força na Conquista da sua Independência financeira.



Então, vamos adaptar este instrumento à nossa realidade para buscarmos um resultado eficaz com foco em nossa capacidade monetária. Evidentemente se você tem diferentes possibilidades, pode adaptá-lo conforme sua disponibilidade , prioridade, e desejo próprios! Considerando sempre o que é supérfluo e o que é realmente necessário.

Reflita sobre os ditos populares de que "dinheiro não trás felicidade - manda buscar", mas "felicidade pode estar onde menos se espera". Principalmente em administrar bem aquilo que se tem em mãos!

Veja mais DICAS DE CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL. Trate do dinheiro como ele deve ser tratado.

Se você está gastando mais do que ganha uma pausa é fundamental. Lance mão de uma planilha de controle de despesas se for o caso. Pra mim não deu certo. Nunca gaste aquilo que você não tem.

Não seja avaro, mas lembre que disciplina é fundamental!

Se tiver paciência aí vai um: Planejamento Pessoal financeiro.
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger