Mostrando postagens com marcador fake news. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fake news. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 19 de junho de 2018

Rejeição a checagem de fatos no Brasil surpreende Facebook

DW/Brasil - Para reverter a fama de principal vetor de notícias falsas da internet, o Facebook firmou parcerias com agências de checagem de fatos em 14 países. Implementado no exterior, o programa ajudou a reduzir o alcance orgânico de Fake news na plataforma em até 80%. Mas no Brasil a medida provocou uma forte reação de usuários contrários.
Leia Mais ►

sábado, 16 de junho de 2018

Mídia e redes sociais: as notícias falsas e dicas simples para identificá-las


Com a popularização da internet e o vertiginoso avanço tecnológico, as notícias falsas, chamadas fake news, proliferaram de uma maneira acentuada na grande rede. Notadamente através dos blogs e das redes sociais, causando um estrago muitas vezes irreversível. Quando o assunto é política, a questão sempre foi uma ameaça constante. Durante as campanhas eleitorais, vira um fenômeno capaz de influenciar a opinião pública e induzir cidadãos e cidadãs ao erro, no momento de decidirem o voto, nesse ou naquele candidato.
Leia Mais ►

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Agência Xeque: Globo produz análise fake sobre condenação de Aécio Neves

A Agência Xeque, o mais novo serviço de checagem de fake news criada pelo jornal GGN, sob a responsabilidade e coordenação do jornalista Luis Nassif com a colaboração de leitores e assinantes, analisou o editorial de o Globo de 18/04/2018: "Aécio convertido em réu abala teoria persecutória do PT". Confira o resultado.
Leia Mais ►

terça-feira, 27 de março de 2018

Jurista e jornalista fazem fake news sobre presunção de inocência!

Por Lenio Luiz Streck, no Conjur - Para adoçar o gosto de quem costuma ler apenas o título ou o início de textos, aviso: o texto é sobre um advogado (José Cavalcanti Filho) e um jornalista (Merval Pereira), que publicaram fake news. Para usar a palavra da moda: horrível.
Leia Mais ►

sábado, 3 de março de 2018

Senado discute proposta para apagar conteúdo considerado fake news

Por Fernando Martines, no Conjur - Os limites entre liberdade de expressão, notícias falsas e interferência criminosa por meio de mentiras em assuntos de interesse nacional começa a ser debatido em nível legislativo. Na próxima segunda-feira (05/03), o Conselho de Comunicação Social do Senado discute um anteprojeto de lei que criminaliza a criação e disseminação de fake news.
Leia Mais ►

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

O desafio das "fake news" nas eleições de 2018

DW/Brasil - Enxurrada de notícias falsas nas redes levam autoridades brasileiras a discutir leis para combater o problema. Especialistas, no entanto, alertam para os riscos à liberdade de expressão. - O filho do ex-presidente Lula é dono do frigorífico JBS. A ex-presidente Dilma Rousseff tentou o suicídio ao se ver encurralada pelo impeachment. O delator Alberto Yousseff foi encontrado morto na véspera das eleições de 2014.
Leia Mais ►

domingo, 4 de junho de 2017

Pesquisa mostra campeões na divulgação de fake news da semana: G1 e O Globo

Por Antonio Mello, em seu blog - O Monitor do Debate Político no Meio Digital é um projeto que mapeia as redes analisando e medindo o compartilhamento de notícias. Eles recolhem todas as matérias de política brasileira de 118 fontes de 82 veículos de comunicação. 
Esta semana monitoraram a divulgação das principais “fake news”.

Foram dois os boatos que tomaram as redes nos últimos dias:

1. “Delegado que investigava morte de Teori Zavascki é assassinado”

2.  “Irmão de Suzane Richthofen é retirado da Cracolândia” Quem foram os campeões na divulgação desses boatos?

O do delegado da PF: G1 (das Organizações Globo) com 14 mil compartilhamentos.O do irmão de Suzane: O Globo, com 47 mil compartilhamentos. Números completos:

Dois boatos divulgados inclusive pela grande mídia nos últimos dias. O primeiro é sobre a morte do delegado Adriano Antonio Soares que a imprensa erroneamente noticiou estar investigando a morte de Teori.

O segundo é sobre o irmão de Suzane Richthofen que foi detido na Zona Sul, mas grande parte dos veículos noticiou que ele fora encontrado na Cracolândia. Veículos que noticiaram o primeiro boato com variações da manchete: “Delegado que investigava morte de Teori Zavascki é assassinado”

1) Notícias Brasil Online: 14 mil compartilhamentos
2) G1: 14 mil compartilhamentos
3) Yahoo: 13 mil compartilhamentos
4) EM: 10 mil compartilhamentos
5) Veja: 10 mil compartilhamentos
6) Debate Progressista: 10 mil compartilhamentos
7) DCM: 9 mil compartilhamentos
8) Plantão Brasil: 8 mil compartilhamentos
9) Papo TV: 7 mil compartilhamentos
10) O Globo: 7 mil compartilhamentos
11) Infomoney: 7 mil compartilhamentos
12) Exame: 5 mil compartilhamentos
13) Diário do Brasil: 4 mil compartilhamentos
14) Folha Política: 4 mil compartilhamentos
15) Esquerda Valente: 3 mil compartilhamentos

Veículos que noticiaram o segundo boato com variações da manchete: “Irmão de Suzane Richthofen é retirado da Cracolândia”

1) O Globo: 47 mil compartilhamentos
2) IstoÉ: 20 mil compartilhamentos
3) Fernando Francischini: 17 mil compartilhamentos
4) Papo TV: 8 mil compartilhamentos
5) Diário de Pernambuco: 5 mil compartilhamentos
6) Notícias Brasil Online: 3 mil compartilhamentos
7) O Dia: 3 mil compartilhamentos
8) Extra: 3 mil compartilhamentos
9) JC Online: 1 mil compartilhamentos

Cabe esclarecer que muitos desses veículos publicaram notas de retratação, corrigiram a matéria e/ou a tiraram do ar.

Já está na hora de atualizar o refrão: O Povo não é bobo / Abaixo as Organizações Globo.

Fonte: Monitor do debate político no meio digital

Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger