Mostrando postagens com marcador natureza. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador natureza. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 21 de março de 2018

Recursos hídricos: mais de 60 projetos sobre a água tramitam no Senado [vídeo]

Está acontecendo em Brasília desde o dia 18, o 8º Fórum Mundial da Água. Com término previsto para o dia 23, o evento destaca a necessidade de incentivar o uso sustentável dos recursos hídricos. São mais de 60 propostas que tramitam no Senado, tratando sobre o tema. Entre elas, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 4/2018, que inclui o acesso à água potável entres os direitos e garantias fundamentais.
Leia Mais ►

domingo, 3 de janeiro de 2016

El Niño trará "impactos enormes" em 2016, alertam cientistas

"O mais forte ciclo do fenômeno climático El Niño registrado até o momento deverá aumentar os riscos de fome e doenças para milhões de pessoas em 2016, alertam organizações humanitárias. Segundo previsões, o El Niño deverá exacerbar secas em algumas áreas e acentuar inundações em outras.

Algumas das áreas mais afetadas estão no continente africano, onde a escassez de comida poderá atingir seu pico em fevereiro. Partes do Caribe e das Américas Central e do Sul também deverão ser atingidas nos próximos seis meses.

Especialistas descrevem o El Niño como um fenômeno climático que envolve o aquecimento incomum das águas superficiais e sub-superficiais do Oceano Pacífico Equatorial. Suas causas ainda não são bem conhecidas.

Esse evento periódico, que tende a elevar temperaturas globais e alterar padrões climáticos, ajudou 2015 a bater o recorde de ano mais quente da história.
"De acordo com certas medições, esse já foi o El Niño mais forte registrado. Depende da maneira como você mede", disse o cientista Nick Klingaman, da Universidade de Reading, na Inglaterra.

- Em vários países tropicais temos observado reduções de entre 20 e 30% nas chuvas. Houve seca severa na Indonésia. Na Índia, as monções (chuvas) foram 15% abaixo do normal e as previsões para o Brasil e Austrália são de redução nas chuvas.

As secas e inundações, e o impacto potencial que representam, preocupam as agências de ajuda humanitária. Cerca de 31 milhões de pessoas estão sob risco de escassez de alimentos na África – um aumento significativo em relação a 2014.

Cerca de um terço dessas pessoas vive na Etiópia, país em que 10,2 milhões de pessoas deverão demandar assistência em 2016, segundo previsões.

El Niño

O fenômeno climático El Niño faz com que águas quentes do Pacífico central se espalhem na direção das Américas do Norte e do Sul.

Ele foi observado por pescadores na costa da América do Sul por volta de 1600, quando as águas do Oceano Pacífico ficaram estranhamente quentes. O nome, El Niño, é uma referência ao menino Jesus.

O El Niño acontece em intervalos entre dois e sete anos, normalmente atingindo seu pico no final do ano — embora seus efeitos possam persistir até os três primeiros meses do ano seguinte e durar até 12 meses.

O atual El Niño é o mais forte registrado desde 1998 e, segundo os especialistas, deve ficar entre os três mais poderosos de que se tem conhecimento. Segundo a World Water Organization (Organização Mundial da Água, ou WWO), nos três meses de pico, médias de temperatura na superfície das águas do Pacífico tropical devem ficar mais de 2ºC acima do normal.

Um forte El Niño ocorrido há cinco anos estava ligado a chuvas de monções fracas no sudeste da Ásia, secas no sul da Austrália, das Filipinas e do Equador, nevascas nos Estados Unidos, ondas de calor no Brasil e enchentes no México.

Segundo William Patzert, especialista em clima do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL, na sigla em inglês) e um dos mais importantes estudiosos do El Niño dos EUA, o fenômeno tem causado a forte seca no nordeste brasileiro, enquanto que no sul do Brasil e norte da Argentina são registradas inundações.

A combinação do aquecimento global com a intensidade do fenômeno esse ano deve fazer com que esse verão seja um dos mais quentes de todos os tempos no Brasil, com as temperaturas ultrapassando facilmente os 40ºC por vários dias seguidos em locais como Rio de Janeiro, Piauí e Tocantins. Segundo meteorologistas, os termômetros podem registrar até 4ºC acima dos valores médios.

Alerta

Segundo a ONU, cerca de 60 milhões de pessoas foram forçadas a abandonar suas casas por causa de conflitos. Organizações humanitárias como a Oxfam, por exemplo, estão preocupadas com o impacto adicional que o fenômeno climático possa provocar, tendo em vista as pressões provocadas pelos conflitos na Síria, no Sudão do Sul e no Iêmen.

As agências dizem que a falta de comida deve atingir seu ponto crítico no Sul da África em fevereiro. No Malauí, autoridades calculam que quase três milhões de pessoas irão precisar de assistência antes de março.

Secas e chuvas erráticas afetaram dois milhões de pessoas em Guatemala, Honduras, El Salvador e Nicarágua. Há previsões de mais inundações na América Central em janeiro.
"Milhões de pessoas em lugares como Etiópia, Haiti e Papua Nova Guiné já estão sentindo os efeitos da seca e das perdas de lavouras", disse Jane Cocking, da Oxfam.

"Precisamos urgentemente levar assistência a essas áreas para assegurar que as pessoas tenham água e alimentos suficientes. Não podemos permitir que outras situações de emergência ocorram em outras áreas. Se o mundo ficar esperando para responder às crises emergindo no sul da África e na América Latina, não teremos como atender à demanda", acrescentou.

Efeito inverso

Se por um lado os efeitos de El Niño serão sentidos de forma mais aguda nos países em desenvolvimento, no mundo desenvolvido o impacto será sentido nos preços de alimentos.
"Leva algum tempo para que o impacto do El Niño seja sentido nos sistemas sociais e econômicos", disse Klingaman.

"A tendência, historicamente, é que preços subam entre 5 e 10% para alimentos básicos. Lavouras de café, arroz, cacau e açúcar tendem a ser particularmente afetadas."
O El Niño deve terminar por volta do outono no hemisfério sul (primavera no norte). Mas o fim desse ciclo não é boa notícia tão pouco: esse fenômeno climático tende a ser sucedido pelo seu reverso — ou seja, eventos climáticos conhecidos como La Niña, que podem trazer efeitos opostos mas igualmente danosos.

Segundo cientistas, durante o El Niño ocorre uma imensa transferência de calor do oceano para a atmosfera. Normalmente, como aconteceu no ciclo de 1997/98, essa transferência de calor tende a ser seguida por um resfriamento do oceano — o evento La Niña.

"É possível — mas não estamos certos — que nesse período no ano que vem estejamos falando sobre o reverso de muitos desses impactos", explicou Klingaman.
"Em países onde El Niño trouxe secas, pode haver inundações trazidas por La Niña no ano que vem. É tão devastador quanto — porém, na direção inversa."

Fonte: notícias.r7.com

Leia Mais ►

domingo, 10 de agosto de 2014

Superlua acontece neste domingo

Fernanda Dutra* – Portal EBC

- Dois eventos astronômicos disputarão nos próximos dias a atenção daqueles que gostam de observar a movimentação dos astros no céu: a chuva de meteoros Perseídas e a superlua.
Na noite deste domingo (10) a Lua se apresentará até 14% maior e mais brilhante do que o habitual. O fenômeno, conhecido como superlua, ocorre quando a Lua, em sua fase cheia, se encontra no ponto mais próximo da Terra em sua órbita.

De acordo com o professor Antônio Araújo Sobrinho, presidente da Associação Norte-Riograndense de Astronomia (ANRA), a Lua possui uma órbita elíptica pela qual ela gira em torno da Terra, em um ciclo aproximado de 28 dias. “Esse processo é chamado de revolução e conforme ele vai se dando, a distância entre o nosso planeta e seu satélite vai variando.

O ponto mais distante desta órbita em relação à Terra é chamado de apogeu [406 mil quilômetros], enquanto o menor é o perigeu [356,8 mil quilômetros], por qual o satélite passará neste dia 10”, explica ele.

Segundo a Agência Espacial Norte-Americana (NASA), a ocorrência de luas cheias durante a passagem pelo perígeo acontece a cada três meses e 18 dias. O que torna o fenômeno deste domingo especial, segundo Araújo, é que este será o momento em que a lua passará mais perto de nosso planeta em todo o ano de 2014. 

Ele também aponta que o melhor momento para observar a superlua será no início da noite.

Nos dias 11, 12 e 13 será a vez da chuva de meteoros perseídas ser observada no céu. Ao contrário da chuva de meteoros delta aquarídeas austrais, que ocorreu no final de julho, esta deve ser bastante intensa. Conforme dados da NASA, o pico da chuva de meteoros perseídas deve produzir cerca de 80 meteoros por hora, incluindo bolas de fogo. 

O professor ressalta, porém, que em algumas áreas a lua poderá atrapalhar a observação deste outro fenômeno ao ofuscar com seu brilho intenso a visualização dos meteoros.

* Com informações da Agência Espacial Norte-Americana (NASA)


Leia Mais ►

terça-feira, 15 de abril de 2014

"Lua sangrenta": veja imagens do eclipse lunar

Tempo nublado na maior parte do país impediu boa visibilidade do eclipse lunar ocorrido na madrugada desta terça-feira (15). O fenômeno denominado "Lua sangrenta", ou "lua de sangue" foi melhor apreciado nas regiões norte e centro-oeste do país. Na fase final, nas localidades mais a Oeste. Veja fotos e vídeo.
Leia Mais ►

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Natureza, animais, esporte radical - vídeo espetacular


Leia Mais ►

domingo, 22 de abril de 2012

Dia da terra - 22/04/2012 [video]

O Dia da Terra foi criado pelo senador americano Gaylord Nelson, no ano de 1970. A finalidade era resgatar a consciência e direcioná-la para problemas de contaminação e conservação da biodiversidade no planeta. Congruente à necessidade de nos preocuparmos com a preservação do meio ambiente para proteger nosso planeta. Dela vem o alimento que mata a fome, o pão e o fruto. O vestuário que nos abriga do frio. Terra é o quarto elemento da natureza
Leia Mais ►

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

As sete maravilhas da Natureza - Fotos inéditas

O resultado final da votação feita pela Internet que apontará as Sete Maravilhas da Natureza em todo o mundo, está previsto para o início de 2012, quando será anunciado os vencedores. A Fundação suíça promotora do concurso divulgou uma prévia no dia 11/11/11, onde estão incluídas a Amazônia e as Cataratas do Iguaçu. Segundo o site New7Wonders, é possível que não haja mudanças na lista provisória de concorrentes.
Leia Mais ►

sábado, 12 de novembro de 2011

Prévia - Amazônia e Cataratas do Iguaçu entre as 7 maravilhas da Natureza

Foi divulgado pelo site New 7 Wonders, na tarde desta Sexta (11), o resultado preliminar do concurso que elegerá as 7 Maravilhas da natureza em todo o mundo. A Amazônia e as Cataratas do Iguaçu, estão estão entre elas. As outras cinco são: a Baía Halong, no Vietnã; a Ilha Jeju, na Coreia do Sul; a Ilha Komodo, na Indonésia; o Rio Subterrâneo de Porto Princesa, nas Filipinas; e a Montanha da Mesa, na África do Sul.

Leia Mais ►

domingo, 6 de novembro de 2011

Votação para a escolha das 7 Maravilhas da Natureza entra na reta final

Termina na próxima Sexta (11), o prazo de votação para a escolha das 7 Maravilhas da Natureza. Qualquer pessoa pode registrar seu voto pela Internet, no site new7wonders.com, e também através da rede social Facebook. No princípio milhões de internautas escolheram 77 maravilhas, partindo de uma lista prévia de 454 opções. Nova votação determinou a lista final com 28 concorrentes, de onde sairão as 7 vencedoras.
Leia Mais ►

sexta-feira, 18 de março de 2011

Um ano em 120 segundos

Certamente você já viu por aí algum vídeo de lapso de tempo. Eles proliferaram as caixas postais há algum tempo. Um dos mais compartilhados era, e ainda é, aquele que mostra uma pessoa envelhecendo rapidamente. Esse tipo de vídeo não tem muita variação temática. Porém, recentemente um fotógrafo chamado, Eirik Solheim, apresentou uma nova versão tendo como tema a Natureza. Aficionado pela tecnologia aplicada a fotografia, Solheim, vem trabalhando nisso há algum tempo. Publicou vários trabalhos em seu site. Confira o resultado de suas experiências.

Leia Mais ►

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Vulcão Eyjafjallajökull.

Um vídeo espetacular em camera lenta mostra o Vulcão da Islândia que continua provocando nuvens de cinzas e paralisando o espaço aéreo europeu. O homem pode tudo, mas diante da força da Natureza equivale a um grão de areia. Nem o nome do vulcão sabemos pronunciar corretamente.
Leia Mais ►

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Relembrando o desparecimento das Sete Quedas.

Há 28 anos desaparecia da face da terra uma das relíquias da natureza. Um dos principais pontos turísticos da cidade de Guaíra no Estado do Paraná cedeu lugar às barragens da segunda maior hidrelétrica do mundo.

Leia Mais ►

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A era digital, a Natureza e a sabedoria popular.

Assim como é na natureza, o imenso mundo da WEB pode se transformar através de um pequeno gesto, ou de um só clik. Como estaria nosso comportamento em relação ao meio ambiente e ao avanço tecnológico desta nova era?
[CONTINUE LENDO]
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger