quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Dizem que contar dinheiro faz bem...

Eu sinceramente tenho lá minhas dúvidas. Dentre as tarefas das profissões que exerci vida afora, estava justamente a de contar dinheiro. Muita moeda. Uma infinidade de notas de todos os valores. De seis a oito horas por dia. Portanto me permito a discordar, em parte, de um estudo publicado recentemente no Psychological Science [...]
Este estudo, segundo o Arco da Velha, foi conduzido por dois estudantes. Um da universidade de Minnisota, e outro da universidade do Estado da Florida que investigavam o efeito psicológico, físico e social do dinheiro. Consistia na realização de dois testes. Primeiramente, à um grupo de pessoas  foi solicitado contar 80 notas de 100 dólares. E, à outro 80 pedaços de papel. Em seguida, colocados a jogar um jogo de computador. Levando-os a acreditar que participavam de uma competição entre eles. A medida em que eram eliminados, aqueles que contaram dinheiro vivo, demostravam menos stress do que os outros. O segundo teste consistia em  que os dois grupos tinham que colocar as mãos em um  recipiente com água quente durante 30 segundos, após terem contado o dinheiro, e o papel. Aqueles que contaram dinheiro, sentiram menos dor e incomodo que aqueles que contaram apenas pedaços de papel. "Os psicólogos concluiram: "A simples ideia de dinheiro tem um considerável poder psicológico,  o suficiente para alterar as reações a exclusão social e até mesmo a dor física."  Não sei não! Levando em conta o ato simples de contar dinheiro, durante um espaço razoavelmente curto, como parâmetro para o referido teste, certamente possa validar o estudo. Mas, quando se conta dinheiro, muito dinheiro, por conta da profissão que se exerce todo santo dia, o resultado pode se reverter. Causando  o stress básico diário.
A propósito. Veja neste video, que eu vi no Blog Dormiu-pra quem não dorme no ponto, diferentes maneiras de se contar dinheiro.    
 
  
 
O que se usa por aqui é mesmo o jeito utilizado na América, Canadá e Inglaterra. Mas tem a maneira clássica que é, apoiar o maço de dinheiro em uma superfície plana, com a mão esquerda. E contar com a mão direita.
 
Conclusão: contar dinheiro dá prazer quando você sabe que é seu. Com  consciência de que é um meio não um fim propriamente dito.  
E você, caro leitor, o que acha disso?              
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger