terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Educação no sistema público virou polêmica de Estado.


Reportagem da TV Paranense-RPC Oeste, filiada da Globo gerou indignação por parte dos professores em escolas públicas do Ensino fundamental. A partir do desabafo de um pai que teve o filho aprovado sem ter a média suficiente para passar de ano, o fato ganhou ares de polêmica. Envolvendo professores, governo, alunos e pais de alunos.




De acordo com a reportagem os professores são obrigados a aprovar o aluno, dando um "empurrauzinho" conforme orientação do Conselho de classe, que atua conforme uma Legislação que não atende plenamente as necessidades de aprendizado do aluno. O resultado é o semi-analfabetismo.

No desenrolar da polêmica veja opinião da secretária de Educação do Estado e de professores revoltados com o sistema de ensino das escolas públicas.



Obviamente o assunto é complexo. Mas o que não deve ocorrer jamais, é colocar entre dois fogos aquele que deveria ser o herói e não o vilão dessa história. O sistema tira a responsabilidade do aluno perante a escola e torna refém do sistema, o profissional da educação. O professor estaria atuando em um clima de alta pressão, ora pelo Estado através das diretrizes da escola pública, ora pelos pais dos alunos.

A propósito, recebi por e-mail do amigo Carlos Rizental, um desses textos que rolam
por aí e descrevem a decepção para com as ações governamentais. Neste caso específico diz respeito à evolução do sistema educacional em "comprovar" os conhecimentos adquiridos em sala de aula.
Quem souber da autoria me avise para eu creditar os devidos méritos.

Eis aqui parte do texto:

"A Evolução da Educação.

Antigamente se ensinava e cobrava tabuada, caligrafia, redação,
datilografia...
Havia aulas de Educação Física, Moral e Cívica, Práticas Agrícolas,
Práticas

Industriais e cantava-se o Hino Nacional, hasteando a Bandeira Nacional
antes
de iniciar as aulas..


Leiam relato de uma Professora de Matemática:

Semana passada, comprei um produto que custou R$ 15,80. Dei à balconista R$
20,00 e peguei na minha bolsa 80 centavo s, para evitar receber ainda mais
moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina
registradora, aparentemente sem saber o que fazer.

Tentei explicar que ela tinha que me dar 5,00 reais de troco, mas ela não
se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos
enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem
entender. Por que estou contando isso?

Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi
assim:
*1. Ensino de matemática em 1950:*
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção é igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o lucro?
*2. Ensino de matemática em 1970:
*Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é
igual
a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

*3. Ensino de matemática em 1980:
*Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção é R$ 80,00. Qual é o lucro?

*4. Ensino de matemática em 1990:*
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$
80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00

* 5. Ensino de matemática em 2000:
*Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de
produção é R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
( )SIM ( ) NÃO

*6. Ensino de matemática em 2009:
*Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é
R$ 80,00.Se você souber ler coloque um X no R$ 20,00.
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00

*7. Em 2010 vai ser assim:
*Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é
R$ 80,00. Se você souber ler coloque um X no R$ 20,00. (Se você é afro
descendente, especial, indígena ou de qualquer outra minoria social não
precisa responder)
( )R$ 20,00 ( )R$ 40,00 ( )R$ 60,00 ( )R$ 80,00 ( )R$ 100,00

E se um moleque resolve pichar a sala de aula e a professora faz com
que ele pinte a sala novamente, os pais ficam enfurecidos pois a
professora provocou traumas na criança."

Fato é que o sistema de ensino da escola pública, e talvez o governo não tenha nenhum interesse nisso, não acompanha a evolução do progresso da humanidade.

Pense nisso na próxima reunião da Associação de Pais e Mestres da sua Escola.

Veja mais sobre a polêmica matéria.

Primeira Edição: 26/01/10-10:49 - Recebi hoje uma matéria ilustrada com as imagens abaixo:





 

Elas foram utilizadas pela matéria de Arthurius Maximus do Blog Visão Panorâmica. 
Uma opinião sensata que trata do assunto em um contexto amplo. Clik aqui para tomar conhecimento.
Contém video mostrando a realidade do ensino que oferece o poder público.


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger