sexta-feira, 12 de março de 2010

Glauco - O Humor está de luto.

O cartunista Glauco Villas Boas e seu filho Raoni, foram mortos de forma violenta nesta madrugada em sua residência no bairro de Santa Sé, em Osasco(SP). Glauco, era um dos maiores cartunistas e desenhista do Brasil.


O advogado da família, Ricardo Handro, contestou o Boletim de ocorrência da polícia, que relata que o duplo assassinato teria ocorrido fora da casa, quando os assaltantes obrigavam Glauco a entrar em um carro. Na chegada do filho, deu-se a confusão. Raoni teria entrado em desespero provocando a reação violenta dos miliantes. Segundo uma testemunha, eles já chegaram atirando, diz Handro. Portanto o suposto homicídio teria ocorrido dentro da casa.

Comunidade Céu de Maria e o Santo Daime

Nas útimas horas a polícia prendeu como suspeito, o jovem de 24 anos, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, ex-frequentador da Comunidade Céu de Maria, da qual Glauco era um dos fundadores. A prática religiosa cristã, originaria da Amazônia, contra a intolerância religiosa, segue a filosofia do Santo Daime, cujos adeptos tomam um chá do mesmo nome. E segundo eles, "a bebida amplia a capacidade perceptiva, criativa, cognitiva e de discernimento, elevando a consciência do ser humano."

Trajetória e Obras.

Glauco Villas Boas nasceu em 10 de março de 1957, em Jandaia do Sul (PR). Era da família dos sertanistas Orlando Claudio e Leonardo Villas Boas. Em 1976 foi trabalhar no jornal Diário da Manhã, em Ribeirão Prêto(SP). Em 1984 desenvolveu os personagens: Geraldão, Casal Neuras, Dou Jorge, Dona Marta, e Zé do Apocalipse. Para o público infantil, criou o Geraldinho publicado no suplento "Folhinha".
Glauco também era músico, autor de programas humorísticos, e tocava em bandas de rock.
Dentre suas obras destacam-se: Geraldão, o personagem em cartum mais famoso, Minorias, Los três inimigos - Sexo, Drogas y Guacamoles, album em parceria com Angeli e Laerte também cartunistas; e Abrobrinhas da Brasilônia.  

O mundo do entretenimento no Brasil fica entristecido. O bom humor deste dia fica por conta do personagem Geraldão. Parafraseando Claudio Leal (site Terra), se de carne e osso fosse, Geraldão indignado exclamaria:
Mãe, que merda!      

Fontes: Terra. Wiki.
   
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger