sexta-feira, 16 de abril de 2010

A polêmica entrevista do General Leônidas.

Em entrevista à GloboNews sobre os 25 anos de ditadura militar, o então chefe do Estado Maior do 1º Exército (RJ), Gal. Leônidas Pires Gonçalves, chama o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de fugitivo. Uma entrevista reveladora. O General aceitou ser entrevistado, com a ressalva de falar sobre coisas em que participou diretamente, diz não temer controvérsias.

Abaixo a primeira parte da entrevista, e os links das outras cinco encontradas no YouTube, (canal de gilgrespan) onde você encontra outra entrevista com outro General, Newton Cruz, considerado o mais "linha dura" durante os chamados anos de chumbo.
E pensar que naqueles tempos esses Senhores não deixavam ninguém chegar perto. Muito menos se era jornalista.



Parte 2
http://www.youtube.com/watch?v=xjDj7q...
Parte 3
http://www.youtube.com/watch?v=Od0qhB...
Parte 4
http://www.youtube.com/watch?v=PMSVqN...
Parte 5
http://www.youtube.com/watch?v=qRwgmn...
Parte 6
http://www.youtube.com/watch?v=FWOQRt...

Com todo o respeito ao General, apesar de não serem temerárias, há controvérsias sim. A história comprova, que a verdade vai além, através de relatos de pessoas que viveram aquela época e se transformaram em testemunhas oculares.
Parafraseando o escritor, Celso Lungaretti, "é totalmente inaceitável que os militares insistam até hoje em igualar carrascos e vítimas, na contramão de todo direito civilizado, das determinações da ONU e do milenar direito de resistência a tirania."


Em minha modesta opinião, a atitude do digníssimo General Leônidas, igualmente ao seu colega de caserna, General Maynard Marques Santa Rosa exonerado pelo atual governo, em nada contribui para o bem estar geral do povo e a manutenção da Democracia no país. Justamente no momento em que se instala a Comissão da Verdade, que o General Santa Rosa chamou de "Comissão da Calúnia". Em vista da discussão com a sociedade do Plano Nacional de Direitos Humanos 3, a ser levado ao congresso até o final deste mês.


Como cidadão comum, e sob os auspícios da Constituição Nacional, e por ainda acreditar na Democracia, quero dizer que não concordo plenamente com o que disse o digno General nesta entrevista. Não concordo com a postura daquele exército, que nem de longe representava o verdadeiro exército de Caxias. Como disse Voltaire "não concordo com o que dizes, mas defendo até a morte o direito de o dizeres." 

Há que se ouvir os dois lados da moeda.
Veja o testemunho de algumas pessoas que participaram daqueles momentos da vida nacional. É parte do documentário veinculado na TV Câmara.



RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

2 comentários:

Anônimo disse...

Bobagem menino, se meter nessa briga de cachorros. De um lado um bando de loucos tapados do outro um bando de bandidos safados. Esqueça essa gente e viva a vida, porque ela é curta!!

Guara disse...

Obrigado amigo,
Vou acatar seu conselho.
Um abraço.

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger