quarta-feira, 28 de julho de 2010

Trabalho em Equipe - Como assim?

Na última corrida da fórmula 1, vimos mais uma vez uma cena que outrora nos causou revolta e perplexidade. Filipe Massa, que pilota atualmente pela equipe da Ferrari cedeu o primeiro lugar à Alonso, primeiro piloto da Equipe. O mesmo acontecera com Rubinho Barrichello, no mesmo campeonato em outra temporada. Trabalho em equipe?  Ou valorização do individualismo?
  

Primeiramente, quando se constitui uma Equipe o primordial é a definição de uma meta. Um objetivo comum previamente determinado. Um acordo planejado entre coordenadores e colaboradores, onde todos irão se beneficiar dos resultados que se espera serem alcançados. 
Obviamente, o convívio entre os membros de uma equipe é um ponto importante, visto que cada um possui talentos e capacidade diferentes. Daí a necessidade de se desenvolver além do espírito de equipe, uma liderança genuína que estabelecida naturalmente irá definir o foco principal das ações. No caso específico da equipe de automobilismo, onde os dois pilotos são os membros mais importantes,  a atenção volta-se para àquele que apresenta no decorrer da competição, ou da execução do plano de ação, os melhores resultados. Isto é, a preferência para somar pontos para a equipe em dado momento, é facilitada àquele que somou mais para a equipe no sentido de atingir a meta principal. Aqui  prevalece a estratégia usada, para a conquista coletiva e não a individual.  Este é um ponto importante a ser considerado, posto que a competição entre as pessoas é algo que sempre existirá em todas as organizações.
Exemplo parecido é o que acontece em uma equipe de futebol. Sempre haverá um craque com maior talento que contribuirá em maior escala para o sucesso de sua equipe. Todavia, não deverá esquecer que está comprometido com o resultado de todo o time, e que a principal meta é coletiva e não individual.

Conceito e Considerações.    

Considera-se a existência de uma equipe quando duas ou mais pessoas se reúnem para trabalhar de forma cooperativa e interdependente para realização de um objetivo comum. Para que ela se estabeleça em bases fortes, dois elementos são levados em consideração. O primeiro é a hierarquia, conceito utilizado para determinar a organização dos diversos elementos da equipe. Ela define a cadeia de comando, os principais gestores e o posicionamento de todos os elementos em diversos níveis. Estabelecendo de maneira formal o relacionamento entre superiores e subordinados.
O segundo elemento que deve ser considerado na formação de uma equipe, com o qual concordam a maioria dos especialistas, é a disciplina. Na famosa enciclopédia da Web, Wikipédia, que muitos julgam não ser 100% crível, a referência é a etimologia da palavra. Que é a mesma da palavra discípulo, que significa "aquele que segue". Considerando sobre o trabalho em equipe isto é relevante, tendo em vista que o comportamento das pessoas enquanto atuam juntas, deve pautar-se pela uniformidade de procedimento. De acordo com as normas e regras pré-estabelecidas a serem seguidas. Fora disso, qualquer ato estranho praticado por qualquer um dos componentes que esteja em desacordo, será considerado como indisciplina. Estando sujeito às penalidades previstas em Lei, pelo orgão competente. E como deveras foi, no exemplo citado sobre a competição da Fórmula 1 de automobilismo. Porém, o ato que permitiu tirar  os "louros" da vitória de um, entregando a outro partiu dos superiores, obedecendo a hierarquia. No caso, os donos da equipe. Que visou tão somente avançar na competição para conquistar a meta final.
E aí? Como você interpretaria esta decisão? 

Conclusão.

A única meta que importa ser atingida é a da equipe como um todo. Metas individuais devem ser colocadas em segundo plano enquanto se está atuando em equipe. Interessante notar que, quando pessoas trabalham juntas há sempre àquelas querendo se sobressair perante os demais. Um fato comum, considerando o encontro de diversas personalidades. Cada uma com um dom diferente. Porém,  este deve ser colocado exclusivamente a favor da equipe. Jamais em benefício de si próprio, sob pena de prejudicar todo o plano coletivo.
Para finalizar, cito Darwin: "só os que se adaptam melhor, sobrevivem", parafraseando Carlos Hilsdorf, que escreveu: "para  conviver com as diferenças dentro de uma equipe, você terá que desenvolver algumas competências essenciais", são elas: tolerância (também uma virtude), flexibilidade, capacidade de suportar críticas, Timing, comunicação, administração de conflitos e vaidades, integração e confiança.
De resto posso afirmar que o sucesso, trabalhando em equipe, virá com a experiência adquirida na participação em várias equipes com as mais diversificadas metas.  E procurando sempre desenvolver as competências citadas acima.


Imagem:  Cre8tive_studios .
                
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

1 Comentário:

Maycoln Primo disse...

excelente post, trabalhar com pessoas é difícil pois temos que administrar a variedade de persoaldides dos indivíduos, e liderenaça é conduzir todas estas opiniões para um mesmo objetivo

Abraço

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger