terça-feira, 28 de junho de 2011

Não mexam com o jeito meigo de Gleisi

Sem dúvida, a grande mídia teve enorme contribuição no escândalo político em que se envolveu o ex-ministro Antonio Palocci, acusado de enriquecimento ilícito. O resultado, todos conhecem, foi convidado a deixar o governo. Fato é que, Palocci tentou se explicar publicamente seu procedimento, mas não convenceu. O caso ficou em banho-maria. Talvez o caso chegue ao STF. O alvo agora, é a atual ministra-chefe da casa civil, Gleisi Hoffmann, que há alguns dias foi citada pela revista Veja, como sendo proprietária de um apartamento de "padrão palocciano". A ministra emitiu uma nota oficial em resposta ao que foi publicado.
Na verdade, certos segmentos da imprensa brasileira se comportam como um partido político. Relegam a um segundo plano um quesito fundamental sobre o mister em produzir informações verdadeiras. Que deveria ser a imparcialidade. Notas antagônicas, como esta de autoria do colunista, Lauro Jardim, só contribuem para denegrir a imagem de pessoas públicas, independentemente de pertencerem a este ou àquele partido político. Cuja moral já é questionada injustamente, pelo simples fato de optar por uma filiação partidária de sua livre escolha, ao buscar uma carreira política.

Gleisi Hoffmann, uma mulher simpática, de aparência meiga, respondeu ao colunista em nota oficial, publicada no Blog do Planalto, assim que tomou conhecimento da publicação. Com firmeza, sem perder a ternura, como manda o figurino.

Eis aqui a nota de Lauro Jardim, divulgada no dia 25, na coluna Radar on-line:

"Gleisi Hoffmann não é a única política a proceder dessa maneira, pois a lei permite que se aja assim, mas nunca será perda de tempo lançar holofotes sobre a prática: o apartamento de 412 metros quadrados que Gleisi possui num bairro nobre de Curitiba vale 245 000 reais, de acordo com a declaração de bens feita por ela ao TSE no ano passado. O valor real, no entanto, é quase o quádruplo disso. De acordo com um corretor que vende um apartamento no mesmo prédio, um imóvel sai ali por 900 000 reais".

De bate-pronto, sem deixar cair no chão, a ministra respondeu ao colunista:

"O apartamento que possuo em Curitiba tem menos de 190 metros quadrados de tamanho e não 412 metros, como afirma nota divulgada hoje, 25, no radar on line. Há outros erros na nota. A saber: diferentemente do que informa Lauro Jardim, a lei não permite, mas DETERMINA que o valor declarado no Imposto de Renda seja o de compra. Assim, o apartamento, que adquiri em 2003, tem sido declarado pelo valor de compra desde 2004. Sobre o valor de R$ 900 mil, citado na nota: é claro que meu apartamento valorizou-se nesses oito anos após a compra, mas, se Lauro Jardim ou o corretor que, diz ele, avaliou o imóvel, desejarem comprá-lo por este preço, poderemos conversar".

Depois disso, o colunista recuou, "e publicou a seguinte correção":

"Houve um lamentável erro de apuração na nota acima. O apartamento da ministra Gleisi Hoffmann, comprado em 2003, possui 192 metros quadrados. A ministra esclarece que o imóvel valorizou-se, mas não chega a valer 900 000 reais".

Pois é. Depois do leite derramado...

Merece louvor a postura da ministra Gleisi Hoffmann. Deixou claro que pretende manter um convívio decente com orgãos privados de comunicação. Porém, não irá tolerar nuances tendenciosas do mau jornalismo. Pena que isto não tenha a repercussão necessária.

Quanto ao colunista, deveria "fuçar" em outras paragens. Não se deixe levar pelas aparências. O jeito meigo da ministra, esconde sua real capacidade de responder à altura, insinuações duvidosas. Que tal, por exemplo, emitir notas sobre os clientes atendidos pela consultoria do (in)diginíssimo ex-ministro da casa civil?


Informações: Brasil 247
Via: BrasilBrasil.
Imagem: ContrapontoPIG.
 
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger