quarta-feira, 24 de julho de 2013

Portal e-Democracia cria página para receber sugestões sobre a reforma política

O grupo de trabalho da Câmara dos deputados que debate sobre os temas da reforma política, lançou na manhã desta quarta-feira uma página para discutir e receber sugestões da sociedade. Os interessados poderão participar ao vivo através do bate-papo (chat) durante as audiências públicas.
A reforma política vem sendo protelada pelo Congresso Nacional há mais de vinte anos. Este é um momento oportuno para que as mudanças possam realmente acontecer de uma maneira democrática. O acesso à página pode ser feito por meio do endereço http://edemocracia.camara.gov.br/, e também pelo portal da Câmara dos Deputados (www.camara.leg.br). 

O grupo de trabalho se reunirá todas as quintas-feiras, a partir das 9 horas da manhã. O objetivo é finalizar três textos - uma proposta de emenda à Constituição, um projeto de lei complementar e um projeto de lei ordinária. Criado no dia 16 de julho, o colegiado terá 90 dias para concluir os projetos. 

Nos dias 8 e 15 de agosto acontecem audiências públicas com entidades da sociedade civil com centrais sindicais, igrejas, Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, informou o coordenador do grupo, Cândido Vaccarezza (PT-SP). Como todos sabem, o MCCE foi a entidade que organizou o projeto Ficha Limpa, de iniciativa popular, aprovado no Congresso em tempo recorde. A entidade agora se concentra no tema da reforma política. 

Além de Vaccarezza, o grupo é composto por: Ricardo Berzoini (PT-SP), Marcelo Castro (PMDB-PI), Marcus Pestana (PSDB-MG), Guilherme Campos (PSD-SP), Esperidião Amin (PP-SC), Luciano Castro PR-RRT), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Júlio Delgado (PSB-MG), Miro Teixeira (PDT-RJ), Antonio Brito (PTB-BA), Leonardo Gadelha (PSC-PB), Manuela D'Ávila (PCdoB-RS), Sandro Alex (PPS-PR) e Luíza Erundina (PSB-SP).

O coordenador informou que, independente do trabalho do grupo, não se opõe ao plebiscito popular sobre a reforma proposto pelo executivo, no qual insiste a presidente Dilma Rousseff. Disse que a forma de financiamento das campanhas e o sistema eleitoral, são temas com mais chance de irem a voto na Câmara. Ressaltando que mudanças no sistema eleitoral podem, sim, valer a partir de 2014.

Leia aqui, a matéria completa sobre o assunto.     

Fonte: Agência Câmara de notícias
Com informações de: revistaforum.com.br 



RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

1 Comentário:

Beth/Lilás disse...

Olá Guaraci!
Li vários posts de seu blog e gostei de muita coisa. Você aborda temas de interesse global, voltarei mais vezes,
abraço carioca


Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger