segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Papa Francisco responde à declarações de que é marxista

Ao ser classificado por setores ultra-conservadores norte-americanos como marxista, por condenar o capitalismo e a "economia da exclusão", o sumo Pontífice da igreja católica, Jorge Mario Bergoglio, respondeu às declarações. O papa Francisco, disse que considera a ideologia marxista "equivocada" e deixou claro que em seu projeto de reforma não trata de nenhuma teoria específica.
As acusações dirigidas ao papa começaram na semana passada quando o pontífice assinou exortação apostólica em referência um documento escrito especialmente para o Dia Mundial da Paz (comemorado no dia 1º de janeiro).

No documento consta o seguinte: "Enquanto os lucros de poucos crescem exponencialmente, os da maioria sitam-se cada vez mais longe do bem-estar daquela minoria feliz. Tal desequilíbrio provém de ideologias que defendem a autonomia absoluta dos mercados e a especulação financeira. Por isso, negam o direito de controle dos Estados, encarregados de velar pela tutela do bem comum".


Sobre o seu projeto de reforma da igreja, o papa Francisco disse, "Eu não falei usando um ponto de vista técnico, eu tentei apresentar um relato do que está acontecendo". "A única menção específica é a da 'recaída favorável', segundo a qual cada crescimento econômico impulsionado pelo mercado livre é capaz de por si só maior igualdade e inclusão social no mundo. Havia a promessa de quando o copo estivesse cheio, transbordaria e os pobres seriam beneficiados.

Mas o que aconteceu é que quando está cheio o copo magicamente se torna mais alto", afirmou. Disse ainda, "A sucessão de crises econômicas deve levar também a repensarmos os nossos modelos de desenvolvimento econômico e a uma mudança no estilo de vida". "Na minha vida conheci tantos marxistas bons como pessoas e não me ofendo", conclui o papa Francisco. As declarações foram feitas durante a entrevista ao jornal italiano La Stampa. 

Depois de João Paulo II, nenhum papa mobilizou tanto a opinião pública por uma postura pessoal e democrática quanto o papa Francisco. Recentemente  o sumo Pontífice da igreja católica foi eleito pela famosa revista americana Time, como "a personalidade do ano". 


Fonte: gospelprime
(com informações do diariodopoder)
Imagem: reprodução/aredação     

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger