sábado, 18 de janeiro de 2014

“Rolezinhos” - Dez considerações sobre a nova polêmica

Por Carlos Motta
Algumas poucas e desimportantes considerações sobre esta nova polêmica nacional, a dos "rolezinhos" nos sagrados shopping centers:

1) Não sei por que tanta confusão. A Constituição proíbe qualquer tipo de discriminação e assegura o direito de ir e vir;
2) Os jovens pretos, pardos, pobres e da periferia, então, podem, perfeitamente frequentar, sozinhos ou em grupos os shopping centers; 

3) Se não cometerem nenhum crime, não há nenhum motivo para a intervenção dos seguranças ou da polícia; 

4) Se, ao contrário, forem flagrados em delito, claro que a intervenção policial é necessária;
 
5) Os donos dos shoppings, acredito, conhecem, pelo menos, os rudimentos da lei, e portanto, não podem impedir a entrada dos jovens pretos, pardos, pobres e da periferia; 

6) Juiz que dá razão aos donos de shoppings que querem impedir a entrada dos jovens pretos, pardos, pobres e da periferia são qualquer coisa menos juízes; 

Charge do Angeli publicada originalmente na Folha de São Paulo e portal uol. 
7) A PM, em suas violentas, injustificadas e ilegais intervenções, não tem feito nada além do que vem fazendo desde que foi criada, que é servir como força auxiliar da oligarquia, ou, mais claramente, como jagunços de coronéis

8) Os donos de shoppings centers, seus administradores, os lojistas e grande parte do público que se indigna com a presença dos jovens pretos, pardos, pobres e da periferia e inventam pretextos para expulsá-los do sagrado recinto dos shoppings, na verdade fazem isso por um motivo simples, mas nunca revelado: eles são contra o Artigo 5º do Capítulo I da Constituição Brasileira, que diz que "todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza". Para eles, isso é um absurdo. Por isso, e para não incorrerem nas penas legais, mentem, distorcem os fatos, inventam as histórias mais absurdas para encobrir o seu preconceito e ódio de classe; 

9) São esses mesmos que acham que o Brasil de uma década atrás era uma beleza porque essa "gente feia" - uma expressão que já ouvi diversas vezes - vivia lá em seu cantinho, sem incomodar, quase invisíveis, servindo, bem baratinho, de diversas maneiras, o pessoal "bonito", de pele clara, que acha que descende de um "wasp"; 

10) Por último, e para resumir essa situação a qual tantos "intelectuais" têm se debruçados nos últimos dias e falado as mais sonoras bobagens: é a luta de classes, estúpido!

Fonte: crônicasdomotta 

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger