quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Copa Libertadores - Botafogo vence com goleada. Atlético-PR, nos pênaltis [vídeo]

O Botafogo precisava de dois gols para seguir em frente na Copa Libertadores. Fez quatro. A goleada aplicada contra o Deportivo Quito, do Equador, na noite desta quarta-feira (05), no Maracanã, garantiu o alvinegro carioca na próxima fase com todos os méritos. O Botafogo abriu o placar aos 36 minutos do primeiro tempo com Wallyson, o artilheiro da noite.
O atacante do Botafogo marcaria mais dois gols. Aos 21', e aos 33' do segundo tempo. Logo em seguida, Wallyson deixa o campo debaixo de efusivos aplausos da torcida, que compareceu em massa no Maracanã para apoiar a equipe. Em seu lugar entrou Henrique, que marcaria o quarto da goleada, aos 45'.

Sobre a importante vitória botafoguense, um dos mais ardorosos torcedores do Botafogo que conheço da Blogosfera, o jornalista Paulo César Guimarães, postou em seu blog a foto abaixo e escreveu: "Meninos, eu fui. Incontestável. 4 a 0 na bola. Sem sujeira. Sem gols duvidosos, sem lances duvidosos, sem pênaltis duvidosos, sem impedimentos duvidosos, sem expulsões duvidosas. Do jeito que o botafoguense gosta."



Confira os melhores momentos de Botafogo 4 x 0 Deportivo Quito.




O Atlético paranaense renasceu três vezes no confronto com Sporting Cristal, do Peru. Uma partida emocionante na Vila Capanema, com quatro expulsões. A permanência do rubro-negro na competição foi decidida nos pênaltis, com momentos dramáticos. Um jogo que Atlético e atleticanos jamais esquecerão. 

No tempo normal o Furacão saiu na frente com um gol do zagueiro Manoel, aproveitando cruzamento do meia Fran Mérida. Mas, tomou o gol de empate no minuto seguinte. Parecia que o destino do time paranaense estava selado.

Porém, as esperanças renasceram quando em um lance de real perigo de gol, um zagueiro do Sporting interceptou com a mão a bola que ia em direção ao gol. Sem hesitar, o árbitro da partida marcou pênalti. Aos 52 minutos de jogo, Ederson, o artilheiro do campeonato brasileiro de 2013, bateu e desempatou. Um gol classificatório depois dos 50 minutos da etapa final, certamente é muito raro na história do futebol.

Com a vitória por 2 x 1, o Atlético-PR renasceu da cinzas e partiu para a decisão nos pênaltis. Nas cobranças esteve com dois gols de desvantagem. Outra vez os deuses do futebol colocaram-se ao lado da equipe. O goleiro atleticano Weverton defende a cobrança de Delgado. O peruano Aquino mandou na trave.

Confira os principais lances, gols e as cobranças de pênalti.  




(com informações do superesportes)
Imagem: reprodução/Gazeta Press/créditos: Satiro Sodre

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger