sábado, 17 de outubro de 2015

O silêncio tragicômico de Sheherazade sobre as contas de Cunha na Suíça

Escrito por Leonardo Mendes (*), publicado no DCM – "Eduardo Cunha se casou com uma jornalista da Globo nos anos 90. Hoje talvez se casasse com Rachel Sheherazade.
Um dos melhores vídeos do ano


(https://www.facebook.com/IconoclastiaIncendiaria/videos/vb.294316114009445/862919280482456/?type=2&theater) mostra uma defesa inflamada feita por ela a respeito de Cunha, ainda na época em que a Veja o lançava como o homem mais poderoso da república.


Depois de ver o vídeo fui tomado por uma certa curiosidade mórbida e resolvi entrar no perfil da moça no Facebook para ver se ela ainda morria de amores pelo quase ex-deputado.

Vasculhei a linha do tempo semanas e nada. As únicas menções a Cunha feitas por Sheherazade se referem aos pedidos de impeachment contra a presidente Dilma.

Entre uma crítica e outra ao bolivarianismo e defesas de que família só pode ser formada por pais heterossexuais, acusações contra Lula e seus filhos, e campanhas para que o filho de Jair Bolsonaro fosse eleito o melhor deputado do país (perdeu para Jean Wyllys), nenhuma palavra sobre os milhões na Suíça da família Cunha.

Pareceu-me um tanto assombroso que alguém que se diga jornalista consiga ignorar completamente o assunto mais comentado das últimas semanas.

Que alguém que publica diversos posts diários supostamente revoltada on line contra a corrupção, não se revolte em função da fartura de denúncias e provas apresentadas contra o presidente da Câmara.

Que jornalismo é esse que escolhe tão descaradamente pesos e medidas?

Que gente é essa que compartilha a indignação seletiva de Sheherazade e sequer a questiona sobre seu silêncio?


E Sheherazade tem mais de um milhão e meio de seguidores nas redes sociais. Sua relevância no debate político nacional se resume a isso.

São pessoas que precisam ser resgatadas.

São hoje reféns de supostos jornalistas como Sheherazade que há muito tempo abandonaram a profissão para servir a interesses políticos.

Jornalistas que não informam, não investigam, não questionam nada que não faça parte da própria agenda escolhida.

Que como comentaristas nada acrescentam, e encontrar ideias novas no discurso de Sheherazade é como procurar uma cachoeira no deserto.

Talvez por isso seu novo livro “O Brasil Tem Cura” já nasça morto. A vida é muito curta para você ler o que já sabe.

E quem não sabe que a doença do Brasil para Sheherazade são os “marginaizinhos”, os homossexuais, o carnaval, a esquerda, a corrupção (da esquerda), o funk, o bolivarianismo…

E que a cura é a repressão policial, os “valores”, a moral conservadora e o neoliberalismo.
Por isso o maior problema não são suas ideias, que mantêm a profundidade do senso comum mais hidrófobo. Mas o que ela representa para a profissão de jornalista.

É um perigo para a democracia que o ofício de um jornalista se confunda com o de relações públicas. E é isso o que Sheherazade representa, e deixa claro no caso de Eduardo Cunha, não necessariamente por amor.

Naturaliza-se assim que a pauta não é o interesse público, não são os fatos, mas a própria agenda, vendida a veículos que as pré-determinam."

George Orwell disse que jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique, todo o resto é publicidade.


Sheherazade só publica o que interessa a ela própria e seus patrões. E o pior é que seu público espera dela exatamente isso.”

(*) Leonardo Mendes é catarinense, jornalista e escreve no blog Van Filosofia. http://filosofiavan.wordpress.com

Imagem: reprodução/DCM

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

3 comentários:

Anônimo disse...

"todo mundo é inocente até que prove o contrario"

o pior é seu partido defender o Dirceu como herói, mesmo sabendo que ele tinha sido preso com provas claras(mas que uma vez, por crimes diferentes).
alias o propio Cunha é da base aliada do PT, e como tal era defendido por vocês, até ele resolver fazer oposição.

GUARACI CELSO PRIMO disse...

Não sou filiado a partido algum. Não consta oficialmente que o PT tenha se posicionado a favor de José Dirceu. O que consta é o apoio da militância do partido a ele. Cunha anunciou publicamente seu rompimento com o governo e com a presidente. Outros partidos da base aliada do governo também se posicionam contra as medidas (econômicas) do governo.
Política que segue, com atores fora do meio a espalhar obscurantismo e intolerância para confundir as pessoas.
Não costumamos responder comentários anônimos, mas abrimos uma exceção por nos causar espécie uma manifestação favorável à equivocada posição da jornalista mencionada.
Volte sempre. Revele-se.

Anônimo disse...

nao ha mais politicos bom o pt mostrou que a democracia ta falida o brasil tem que mudar tudo urgente intervençao ja ou ditadura urgente.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger