quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Jornalista Paulo Henrique Amorim comenta 'O Quarto Poder' [vídeo]

O jornalista e repórter Paulo Henrique Amorim, apresentador da TV Record e responsável pelo site de política e informações, Conversa Afiada, proferiu palestra de quase duas horas na 61ª Feira do Livro de Porto Alegre, nesta segunda-feira. PHA, falou sobre a relação da imprensa com o poder, no lançamento do seu livro O Quarto Poder - Uma Outra História. Leia abaixo, a reportagem de Alexandre Lucchese publicada no jornal Zero Hora.
No dia 30 de outubro, Paulo Henrique Amorim encerrou o 1º dia do Seminário de Pauta, no Sindpd, com a sessão de autógrafos e teceu comentários sobre o conteúdo do livro "O Quarto Poder". "Obra que conta histórias escondidas e pouco conhecidas da grande mídia, passando pela criação e consolidação da Rede Globo, durante o governo militar, incluindo também momentos da história brasileira". Assista ao vídeo, em seguida.

Paulo Henrique Amorim lota auditório na Feira do Livro


"A popularidade do jornalista Paulo Henrique Amorim surpreendeu a organização da 61ª Feira do Livro de Porto Alegre nesta segunda-feira. O repórter e apresentador, que veio a Porto Alegre lançar O Quarto Poder – Uma Outra História fez uma das palestras mais concorridas do evento. As 40 vagas da Sala Oeste do Santander Cultural foram poucas diante da demanda do público. Com isso, a fala foi transferida para o Auditório Barbosa Lessa do CCCEV, atrasando pouco mais de uma hora. O espaço, com 190 poltronas, lotou.

O Quarto Poder nasceu de um curso sobre história da televisão brasileira ministrado pelo autor. O conteúdo histórico e teórico foi acrescido de histórias de bastidores da atuação de Amorim na imprensa. Ao longo de um ano e três meses, ele e um colega vasculharam dezenas de caixas com blocos de anotações de diferentes fases de seu exercício profissional – “Nunca usei gravador, pois deixa o repórter preguiçoso” – para levantar histórias que pudessem ilustrar a influência da imprensa no poder político.

O primeiro caso do livro fala de uma entrevista com Juscelino Kubitschek. Segundo o jornalista, o ex-presidente teria lhe confidenciado que mudou a capital do Rio para Brasília porque temia que a pregação de Carlos Lacerda feita na imprensa contra ele ganhasse apoio e o tirasse a força do Palácio do Catete." Matéria completa, aqui.



Fonte: Zero Hora
Canal de: Emerson Moressi

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger