sexta-feira, 18 de março de 2016

Palmeiras volta a perder para o Nacional e se complica na Libertadores 2016

O Palmeiras jogou mal neste quinta-feira (17), em Montevidéu, no Uruguai, e voltou a perder para o Nacional, por 1 a 0. Com apenas quatro pontos em quatro jogos pelo Grupo 2 da Copa Libertadores 2016, a situação do Verdão paulista não ficou desfavorável, logo na estreia do técnico Cuca no comando da equipe. Para ficar com uma das duas vagas do Grupo, o Palmeiras terá que vencer a próxima contra o Rosário, na Argentina, no dia 06/04 e o River Plate uruguaio no dia 14, em casa.
A equipe paulista enfrentou um ambiente hostil no Estádio Gran Parque Central. O jogador Gabriel Jesus foi vítima de racismo por parte de alguns torcedores uruguaios, durante o jogo. Fato que deve ter prejudicado o desempenho do jovem atacante, substituído no segundo tempo. 

O técnico Cuca tentou uma formação diferente com Gabriel, Arouca e Zé Roberto no meio campo, para tentar conter as ações ofensivas do adversário, mas não deu certo. O Verdão terminou o primeiro tempo sem nenhuma finalização a gol, apresentando um futebol inferior ao do Nacional, que não chegou a empolgar sua torcida. 


Por outro lado, o Nacional criou algumas chances, porém sem efetivamente representar real perigo. Nas poucas vezes que tentou, parou nas bos defesas de Fernando Prass. Talvez o único palmeirense que se saiu bem no decorrer da partida. Mais ou menos na metade do primeiro tempo, os uruguaios desperdiçaram uma grande chance de abrir o placar. Na falha de Edu Dracena, que cortou mal um cruzamento, Seba Fernández aproveitou e bateu rasteiro buscando o canto direito. Prass, contou com a sorte no lance. A bola passou raspando a trave.

Na volta para a segunda etapa, o Palmeiras voltou mais determinado. Robinho, que entrou no lugar de Egídio, muto mal no primeiro tempo, roubou a bola no meio campo e tocou para Gabriel Jesus, que tentou por cobertura obrigando o goleiro Esteban Conde a praticar boa defesa. Porém, logo aos 5 minutos em um momento de desatenção da zaga palmeirense, o Nacional abriu o placar.

Sebastian Fernández prendeu a bola entre os zagueiros do Verdão e rolou na esquerda para Kevin Ramírez cruzar para Nicolás López, livre, marcar de cabeça o que seria o gol da vitória do Nacional. Aos 22 minutos, o Cuca resolveu colocar o time pra frente par tentar o empate. Tirou o volante Gabriel e mandou Barrios à campo. A equipe ficou com quatro atacantes, mas a decisão do técnico estreante surtiu pouco efeito. 

Nada de finalização que representasse perigo de gol. Com o time no ataque a defesa ficou exposta e quase tomou o segundo gol não fosse pronta intervenção de Prass, que se jogou nos pés de López para evitar o arremate do atacante uruguaio. Nos minutos finais, o Palmeiras morou no campo do adversário, mas sem efetividade quase nada produziu no ataque. 

Aos 37', Robinho sofreu falta dentro da área, mas o árbitro nada marcou. Nos acréscimos, uma boa chance de igualar o placar no bom chute Alecsandro, mas o centro-avante chutou no meio do gol facilitando a defesa do goleiro uruguaio.

Assista aos melhores momentos de Nacional 1 x 0 Plameiras, pela Copa Libertadores 2016:



(com informações da Gazeta Esportiva e esportes.r7)
Imagem: reprodução/créditos da foto: Pablo Porciuncula/AFP

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger