quarta-feira, 6 de abril de 2016

Brasil tinha 15,1 milhões de domicílios com TV analógica em 2014

O TEMPO - "Em 15,1 milhões de domicílios o sinal analógico ainda era a única opção para assistir à programação da TV em 2014, mostra a Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio), divulgada pelo IBGE nesta quarta-feira (6).


O governo pretende desligar até o fim de 2018 a transmissão analógica, que será substituída pela digital. Esse processo começou com o desligamento do sinal no município de Rio Verde (GO), em março deste ano.

De acordo com o levantamento, esses 15,1 milhões de lares equivaliam a 23,1% dos domicílios com televisores no país. Essa proporção era ainda maior no ano anterior, de 28,5% (18,1 milhões).

Das cinco regiões do país, a Norte tinha a maior proporção de residências ainda dependentes exclusivamente do sinal analógico (27,7%). Essa dependência era menor na região Sudeste (21,8%).

O IBGE não tem dados mais recentes sobre a TV analógica, mas acredita-se que seu uso tenha declinado desde 2014, com campanhas do governo sobre o fim do sinal e a distribuição de conversores a famílias beneficiadas pelo Bolsa Família.

Além disso, naquele ano a TV digital crescia em alta velocidade. O número de domicílios com serviço de TV digital subiu de 19,7 milhões em 2013 para 25,9 milhões em 2014, uma avanço de 31%. Isso equivale a 39,8% das residências com televisores.

Esse proporção é ainda maior na região Sudeste: 45,7% dos lares. Já as regiões de menor penetração do sinal digital são Nordeste e Norte -30,6% e 21,1% dos domicílios não têm o sinal, respectivamente.

TV por assinatura

Além do digital, o ano foi de crescimento acelerado na TV por assinatura, que alcançou 32,1% dos domicílios do país. A presença da TV paga era maior nas áreas urbanas (35,9%) do que nas rurais (7,5%). E também maior na região Sudeste (43,6%).

Diferentemente da TV digital e por assinatura, a televisão por antena parabólica estava mais presente nas áreas rurais (78,5%). O motivo é menor presença de infraestrutura de cabos e de torres para as outras duas modalidades transmissões.

Tela plana dispara

Em 2014 existiam 106,8 milhões de televisores nos lares do país, o equivalente a uma TV para cada dois habitantes do país (eram 202 milhões em 2014), segundo dos dados da pesquisa do IBGE divulgada nesta quarta-feira.

Mais da metade desses aparelhos ainda era de tubo: 55,6 milhões, 52,1% do total.

O que chama atenção nos resultados, porém, foi o forte aumento da proporção de televisores de tela fina. Eles respondem agora por 47,9% do total, bem acima dos 38,4% em 2013. Eram 51,2 milhões de telas finas.

O forte avanço foi fruto sobretudo da Copa do Mundo, em julho de 2014. Os brasileiros compraram televisores de tela fina, com melhor resolução de imagem, para acompanhar os jogos da seleção brasil."
 
***

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger