sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

O escândalo das Teles [vídeo]

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai analisar a validade do Projeto de Lei das Telecomunicações, aprovado a toque de caixa na Câmara dos deputados e em comissão no Senado. Na segunda-feira (19), a mesa do Senado rejeitou três recursos da oposição para que o texto fosse votado em plenário, facilitando o envio da proposta direto à sanção presidencial.


Porém, na terça-feira (20), representantes da minoria do bloco de oposição ao governo interino de Michel Temer entraram com um mandado de segurança contra a aprovação do projeto. Assinaram o documento um grupo de 13 parlamentares, formado por senadores do PT, do PCdoB, e também de outros partidos, como Roberto Requião (PMDB-PR), na tentativa de colocar um fim na aprovação imediata da proposta. 

Considerado um escândalo, em vista das dificuldades econômicas que passa o país, o projeto prevê o repasse de bens pertencentes ao patrimônio da União e o perdão de multas às empresas de telefonia equivalentes a mais de R$100 bilhões. Um presente de natal do governo golpista de Michel Temer às teles, sob a alegação de "estimular a economia". Entretanto, poderá significar um grande prejuízo ao país e revertido aos consumidores. 

Por outro lado, o governo Temer penaliza ainda mais maioria do povo brasileiro com medidas duras e consideradas injustas, como as previstas na PEC do teto dos gastos públicos. Teme-se pelo fim da universalização dos servições de telecomunicações no país e a elevação dos preços de conexão de internet. Bem como, deixar as regiões interioranas desconectadas, como já vem ocorrendo. Nos últimos dias pipocou nas redes sociais, reclamações sobre a indisponibilidade de acesso através de determinada empresa de telefonia em várias localidades do Estado do Paraná.     

Afinal, nos contratos de concessões firmados com o governo as empresas de telecomunicações prometeram, mas não entregaram o serviço prometido. Daí as multas astronômicas que sofreram e não pagaram. Vale lembrar, a maior beneficiada com este "projeto-presente" será a Oi, que em junho passado entrou com um pedido de recuperação judicial no valor de R$ 65 bilhões. 

Como disse André Forastieri, este montante a ser dispendido pelo governo interino a favor das Teles, "parece ser fichinha. Mas dá para pagar quatro anos de Bolsa Família. Ou dá para cobrir os R$ 72,5 bilhões do rombo da Previdência da União em 2016 (e ainda sobra uma graninha boa, mais de trinta bi). Segundo outras fontes, talvez seja menos - só uns quarenta bilhões. Muito, muito dinheiro de qualquer jeito. Vamos dar um apelido fácil de lembrar? Que tal chamar de "Operação Oi"? "

Assista a reportagem especial do Jornal da Record sobre o escândalo das Teles:



Fonte: R7
Imagem: reprodução

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger