segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Na prorrogação: River Plate bate o Boca Juniors de virada e conquista o título de campeão da Copa Libertadores 2018

O River Plate venceu o Boca Juniors de virada, por  3 a 1, no Santiago Bernabéu, neste domingo, e sagrou-se campeão da Copa Libertadores 2018. Confira os melhores momentos do clássico decisivo entre os dois maiores times argentinos. O Boca abriu o placar numa perfeita jogada de ataque, aos 43 minutos do primeiro tempo. Nández deu um belo passe para Benedetto, que ganhou na velocidade de Pinola, driblou Maidana, e cara a cara com goleiro tocou no canto esquerdo sem chance de defesa para Armani.

No segundo tempo, apesar de River dominar o jogo com mais toque de bola, o Boca continuou presente no ataque, mas aos poucos foi sentindo a intensidade da partida. Duas substituições mudaram o panorama do jogo. Do lado do Boca, cansado, Benedetto cedeu lugar a Ábila. No River, saiu o volante Ponzio para a entrada do habilidoso Quintero. E foi através do toque de bola envolvente que o River Plate chegou ao empate, aos 23 minutos. Nacho Fernández recebeu no lado esquerdo e fez ótima tabela com Enzo Pérez e tocar para Lucas Pratto, livre, com o gol aberto deixar tudo igual no Santiago Bernabéu.

Depois do empate, o confronto ficou mais faltoso e na disputa da posse da bola sobrou cartões amarelos para os dois lados. Antes do término da etapa complementar, o Boca Juniors teve oportunidade de desempatar a partida, numa falta bem próximo a grande área. Na cobrança, Pavón rolou para Olaza, que desperdiçou a chance batendo em cima da barreira e o confronto seguiu para a prorrogação.

No primeiro minuto da prorrogação o Boca Juniors ficou com um jogador a menos. Barrios, que já tinha cartão amarelo, na dividida forte com Palacios tomou o segundo sendo expulso de campo. A vantagem numérica facilitou a vida do River Plate, que marcou o gol da virada logo no início do segundo tempo da prorrogação. Quintero tocou para Fernández que devolveu para o atacante na frente do gol bater forte de esquerda e marcar 2 a 1 River Plate. A bola bateu no travessão antes de entrar para o fundo das redes, sem nenhuma chance de defesa para Andrada. 

Nos minutos finais, o Boca ficou com nove jogadores. Gago, machucado teve que deixar o campo de jogo. Desesperado, o time do Boca partiu com tudo, incluindo o goleiro, em do gol de empate. Quase conseguiu, mas o chute de fora área de Pávon saiu fraco facilitando a defesa de Armani. No abafa, a defesa do River anulou as investidas do adversário e num rápido contra-ataque chegou ao terceiro gol. 

No último lance do jogo, após a defesa aliviar o perigo, a bola ficou com Palacios que se livrou do marcador com um ótimo drible e lançou Pity Martínez. Em velocidade o atacante entrou na grande área e tocou para o gol vazio para fechar o placar e selar a conquista do título de campeão da Copa Libertadores 2018 para o River Plate.


(com informações da Gazeta Esportiva)
Imagem: reprodução/Foto: Gabriel Bouys/AFP

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger