quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Joice Hasselmann: 'meio milhão do dinheiro público para espalhar fake news'

Em depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Fake News (CPMI da Fake News), a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), ex-aliada de Bolsonaro, afirmou que os bolsonaristas utilizam ao menos 491 mil do dinheiro publico por ano para espalhar fake news. Verba que seria destinada ao "gabinete do ódio", criado no Palácio do Planalto para cuidar da comunicação do presidente.

De acordo com a denúncia apresentada pela deputada à CPMI da Fake News, nesta quarta-feira (04), esses funcionários recebem a ordem através do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Uma vez que o alvo é identificado e as montagens e notícias falsas são criadas, estes assessores enviam para os multiplicadores via Whatsapp, "a partir deste momento não tem mais volta", disse a deputada. O próximo passo é a ativação dos robôs que espalham a notícia pela internet. Somente as contas oficiais do presidente Jair Bolsonaro e de seu filho, Eduardo Bolsonaro, somam 1,87 milhão de robôs, segundo levantamento efetuado pela deputada.

Deputados bolsonaristas temem que o conteúdo da denúncia apresentada por Joice Hasselmann à CPMI da Fake News venha a atingir em cheio o governo de Jair Bolsonaro.  Não é a primeira vez que um ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro depõe à comissão. Anteriormente, o deputado Alexandre Frota, que trocou o PSL pelo PSDB, denunciou a participação de assessores do Palácio do Planalto em um esquema de ataques a aliados e adversários do governo.  

No dossiê apresentado pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) na CPMI das Fake News,  dez parlamentares do PSL estão envolvidos na milícia digital comandada pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) e pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Em sua denúncia, Joice citou congressistas e integrantes de assembleias estaduais.

O deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP) seria um personagem importante nas redes sociais. No levantamento, Joice Hasselmann afirma que 10 assessores de Gil na ALESP atuavam durante seu horário de expediente, para divulgar memes ofensivos e boatos. 

A apresentação do PowerPoint feito pela deputada Joice Hasselmann, na CPMI das Fake News,  com prints de conversas do grupo do Gabinete do Ódio na Instagram, também foi retratado pelo Uol.

Fonte: Congresso em Foco/Forum
Imagem: reprodução

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger