segunda-feira, 4 de maio de 2020

Bilionário, secretário de privatização é beneficiado por Bolsonaro em decreto sobre coronavírus

Com uma fortuna estimada em R$ 1,8 bilhão, o secretário de "Desestatização" do governo Jair Bolsonaro, Salim Mattar, dono da Rede de locadoras de carros Localiza foi beneficiado com um decreto de Jair Bolsonaro que liberou a abertura de empresas do setor durante a pandemia por considerar o aluguel de veículos uma atividade essencial.
O decreto assinado por Bolsonaro está em vigor desde a quarta-feira passada, 29 de abril. A locadora fundada pela família de Salim é a principal empresa do setor. O secretário é um dos principais defensores do "Estado mínimo" no governo e chamou os petroleiros de "privilegiados" durante a greve do setor, em janeiro passado.

Segundo a reportagem de Julio Wiziack e Fábio Pupo, na edição desta segunda-feira (4) da Folha de S.Paulo, a lista para liberação de atividades essenciais publicada no decreto passou pelas mãos de pessoas próximas a Salim, como o secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa. 

Entidades que representam o setor de locação, como a Anav, enviaram ofícios a Bolsonaro pressionando pela inclusão. A Localiza integra a associação. 

Imagem: reprodução/Foto: divulgação

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger