quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Medicina sem partido. Por Fernando Brito

www.seuguara.com.br/Jair Bolsonaro/medicina/política/covid-19/

Por Fernando Brito, no Tijolaço - A tomada do Estado brasileiro por gente sem espírito público e dominada por fundamentalismos e ódios políticos reflete-se dramaticamente na grave crise sanitária causada pela Covid 19. Há cinco dias a contagem de casos e óbitos no Brasil está artificialmente baixa por uma estranha pane no sistema de registros do Ministério da Saúde.

www.seuguara.com.br/Bolsonaro/vacina/politica/

Aliás, já que o problema se dá por Estados, supõe-se que os estados possuam as totalizações e, como são apenas 27 (26 + DF), não há lógica em não se poder fazer o total fora do sistema eletrônico.

A uma semana das eleições, é bem conveniente que os casos e mortes sejam "baixados" artificialmente para tirar o tema da pauta política.


Mais estranha ainda é a suspensão dos testes da vacina chinesa, no mesmo dia em que se relata o sucesso de uma vacina norte-americana, por conta de um óbito ocorrido há dez dias e que o Instituto Butantã, responsável pelos experimentos, diz que não tem nenhuma relação com o teste imunológico.


É provável que, da reunião que seus cientistas estão tendo com a Anvisa bolsonarista, dirigida por um almirante, sejam restabelecidos testes. O estrago na credibilidade da vacina está feito. 

Mas nem isso pode acontecer, já que Jair Bolsonaro comemora a morte do voluntário como "mais uma que Jair Bolsonaro ganha".


Para completar o quadro, o cientista Jair Bolsonaro posta no Twitter as suas conclusões sobre os "testes" da Nitazoxanida, um vermífugo conhecido comercialmente como Anitta, como medicação para o vírus: 

"O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (...) encontrou a Nitazoxanida como remédio de reposição, cientificamente demonstrado no tratamento precoce da covid que reduz a carga viral." 


Providências práticas para que o país tenha acesso a todas as vacinas em desenvolvimento, independentemente de sua origem, não temos, apesar dos esforços do Butantã e da Fiocruz.


A saúde virou área de manobra política e "ideológica".


Imagem: reprodução


[Associação de funcionários da Anvisa lamenta politização da vacina: "Para o diretor-geral da Associação de Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Rodrigo Savini, a suspensão dos testes da vacina CoronaVac teve base técnica. Ele lamenta, no entanto, que na sequência o assunto tenha saído da esfera científica. "Após a decisão é que houve a politização da ação, isso é triste", disse ele à coluna".]

***


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger