sábado, 19 de dezembro de 2020

Supremo Tribunal Federal determina prisão preventiva de blogueiro bolsonarista, propagador de fake news

www.seuguara.com.br/blogueiro/bolsonarista/

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou nesta sexta-feira (18), a prisão preventiva de Oswaldo Eustáquio, blogueiro e apoiador de Bolsonaro. Investigado no inquérito que apura o financiamento e a organização de manifestações com pautas antidemocráticas, Eustáquio descumpriu as regras da prisão domiciliar.
ww.seuguara.com.br/blogueiro bolsonarista/prisão preventiva/

A tornozeleira eletrônica usada pelo blogueiro bolsonarista revelou que ele se deslocou da sua residência em Brasília e se dirigiu à sede do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, no centro da capital federal.


A Vara de Execuções Penais da Justiça do Distrito Federal disse ao STF que o blogueiro não teve autorização para deixar a prisão domiciliar. 

O ministro Alexandre de Moraes justificou a prisão preventiva dizendo que Eustáquio "continuou circulando livremente além do limite permitido".


"Após sucessivas oportunidades concedidas ao investigado, ele continuou a insistir na prática dos mesmo atos que lhe foram anteriormente vedados por expressa determinação da Justiça, situação que revela a inutilidade das mediadas cautelares, bem como a própria ineficácia da prisão domiciliar, haja vista que Oswaldo Eustáquio Filho, ao invés de permanecer no interior da sua residência cumprindo o que lhe fora determinado, continuou circulando livremente além do limite permitido", escreveu o ministro.


A prisão domiciliar do blogueiro bolsonarista foi cumprida pela Polícia Federal em 17 de novembro. A medida tomada pelo ministro Alexandre de Moraes foi motivada pelo descumprimento de restrições impostas pelo próprio magistrado em junho, quando Eustáquico foi preso. Dentre elas, a proibição ao blogueiro de sair de Brasília e de usar as redes sociais. 


Oswaldo Eustáquio foi a São Paulo gravar um vídeo no qual aponta suposto esquema de uso de empresas fantasmas pela campanha de Guilherme Boulos, que foi candidato do Psol à prefeitura da cidade de São Paulo. A Justiça Eleitoral considerou que o vídeo contém informações falsas e ordenou sua retirada do ar e também obrigou o WhatsApp a bloquear sua circulação.

      

Fonte: Poder360

Imagem: reprodução/Foto: CNN Brasil


[Pastor "ungiu" tornozeleira de Oswaldo Eustáquio um dia antes de blogueiro ser preso: "Nesta sexta (18), o blogueiro de fake news Oswaldo Eustáquio teve prisão preventiva decretada pelo STF. No dia anterior, um pastor "ungiu" sua tornozeleira mecânica em prisão domiciliar. 

E Oswaldo postou no Twitter: "Jeová Nissi. Essa é a minha bandeira. Deus levantou um homem de coragem para decretar a justiça divina. Começou a contagem regressiva. Os inimigos vão tremer. ASCOM OE". 

***


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger