segunda-feira, 22 de março de 2021

Mandetta rebate Bolsonaro e diz que o Brasil pode voltar à estaca zero no combate à pandemia do coronavírus

www.seuguara.com.br/Mandetta/Bolsonaro/pandemia/
O ex-deputado federal e ex-ministro da saúde do atual governo, apontado como um dos candidatos da direita a concorrer à presidência da República nas próximas eleições, Luiz Henrique Mandetta rebateu os ataques que sofreu do presidente Bolsonaro. Ele disse em entrevista, que o Brasil pode voltar à estaca zero no combate à pandemia do coronavírus devido ao "negacionismo do presidente".
www.seuguara.com.br/Mandetta/Bolsonaro/pandemia/

Segundo o ex-ministro, afastado por Bolsonaro do cargo na pasta por posições e divergências nos métodos de enfrentamento à pandemia, o presidente está terceirizando a culpa pelas mortes por Covid-19 desde o início - eram quase 290 mil até este sábado - e pelo colapso do sistema de saúde de diversos estados.


"Nós temos claramente um presidente [que] não está sabendo lidar com a crise de saúde", afirmou Mandetta, em entrevista ao portal Yahoo!. "Ele foi ao STF para falar que governadores e prefeitos não devem recomendar nada, que quem deve recomendar é ele. Calcula ele fazendo a recomendação? Será que ele ia mandar 'dilui cloroquina nas caixas d'água das cidades'? Acho que essa que ia ser a medida dele".


Mandetta resolver rebater ao presidente porque, na quinta-feira (18), Bolsonaro voltou a criticar o ex-ministro em sua live semanal. "Se você é contra, sem problemas, segue a receita do ministro Mandetta. Quando você tiver falta de ar, vai pro hospital. Eu perguntei pro Mandetta. 'Ele vai sentir falta de ar e vai pro hospital fazer o quê? Vai ser intubado'", afirmou o presidente na ocasião, imitando uma pessoa com falta de ar. 


"O governo tenta terceirizar essa culpa. Já terceirizou para China, era o vírus chinês, depois para a Organização Mundial da Saúde, depois o ministro, troca ministro, põe um militar, Congresso Nacional, pau no Rodrigo Maia, pau no Davi Alcolumbre, depois era o STF", falou Mandetta na entrevista ao Yahoo. "A imprenssa brasileira, ela apanha e é culpada. Ele que matar o carteiro porque a notícia que está na carta é ruim para ele. Então, ele quer dar um tiro no carteiro. Tá louco para fechar veículos" [de comunicação], disse.


O ex-ministro sugeriu até que Bolsonaro pode até ir parar na corte de Haia (Holanda), onde os líderes mundiais são julgados por genocídio. "Bolsonaro agora deveria estar de joelho, no milho, rezando, com um oratório bem grande. Porque se tiver uma variante, com essa quantidade de vírus que está circulando no Brasil, e essa variante a vacina, e fazer o mundo voltar à estaca zero por conta desse negacionismo dele, acho que ele vai ser levado diretamente daqui para Haia", disse Mandetta. 


Via: Bem Paraná

Imagem; reprodução/Foto: Agência Brasil


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger