terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Internautas cobram punição a Malafaia, que chamou vacinação de "infanticídio"

A hashtag #DerrubaMalafaia chegou aos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil nesta segunda-feira (10). O motivo: internautas, incentivados pelo perfil "Desmentindo Bolsonaro", cobram a retirada de um vídeo e punição ao pastor bolsonarista Silas Malafaia, que chamou a vacinação contra a Covid-19 em crianças de "infanticídio".
www.seuguara.com.br/Malafaia/vacina/Covid-19/infanticídio/

Malafaia, além de associar a vacinação infantil a assassinato, afirmou que não existiram casos suficientes de Covid em crianças a ponto de se necessitar de uma campanha de imunização para este público. O pastor, no entanto, omitiu que cerca de 2,5 mil crianças morreram de Covid no Brasil durante a pandemia. Ele ainda defendeu o presidente Jair Bolsonaro.


"Silas Malafaia disse em seu perfil que vacinar as crianças contra a Covid-19 é um INFANTICÍDIO! Nos ajudem na tag #DerrubaMalafaia para que o @TwitterBrasil tome alguma atitude. Além disso denunciem como ofensivo, terrorismo ou outra opção", convocou a página "Desmentindo Bolsonaro" após a postagem do pastor bolsonarista.     


Twitter retirou publicação, mas manteve vídeo de Malafaia no ar

Malafaia, compartilhou o vídeo por diversas vezes, mas somente uma com "infanticídio" na legenda. Esse foi derrubado, porém, até a publicação desta matéria, o vídeo de Malafaia continuava no ar.


O Twitter, em suas rregras, veda não só a divulgação de fake news, como também possui uma política específica voltada para publicações relacionadas à Covid-19.


"Conteúdo que seja comprovadamente falso ou enganoso e que possa causar risco significativo de danos (como aumento da exposição ao vírus ou efeitos adversos sobre os sistemas de saúde pública) não pode ser compartilhado no Twitter. Isso inclui compartilhar conteúdo que induza as pessoas ao erro quanto à natureza do vírus COVID-19; eficácia e/ou segurança de medidas preventivas, tratamentos ou outras precauções para mitigar ou tratar a doença; ou prevalência do vírus ou risco de infecção ou morte associados à COVID-19, diz a rede social.


Por Victor Dias no DCM

Imagem: reprodução


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger