sábado, 19 de março de 2022

Política: Pastores transformam MEC em balcão de interesses privados no governo Bolsonaro

Por Marcelo Hailer, no Forum: Desde que Bolsonaro assumiu o poder, em 2019, o Ministério da Educação se tronou alvo de sua base mais redical: os fundamentalistas religiosos, que acreditam estar em uma "batalha cultural" contra feministas, LGBTQIA+ e comunistas. E são os religiosos obscurantistas que hoje dão as cartas no MEC.

www.seuguara.com.br/Pastores/MEC/governo Bolsonaro/

Segundo reportagem do Estadão, os pastores têm passe livre para atuar nos escaninhos do Ministério que, ao lado da pasta da Saúde, é o mais importante do governo Federal.


Levantamento feito pelo jornal mostra que os religiosos atuam como representantes diretos do ministro da Educação Milton Ribeiro, mesmo que não tenham cargos oficiais para aturam como tais. 

"Estamos fazendo algo que ninguém nunca fez", diz o pastor Gilmar Santos ao definir o modelo adotado atualmente pela governança em torno da pasta da Educação.


De acordo com o levantamento da publicação, há um "gabinete paralelo da Educação", mas, o que não se sabe até agora é se estes representantes religiosos são remunerados ou não.


Imagem: reprodução/redes sociais

***



 ***

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger