sexta-feira, 29 de abril de 2022

Eleições 2022: Militares tentarão "convencer" TSE de propostas, diz Bolsonaro

Por Emilly Behnke, no Poder360: O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (28), que representantes da Forças Armadas continuarão a ter reuniões para "convencer" o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de sugestões para as eleições deste ano.
www.seuguara.com.br/eleições 2022/Bolsonaro/live/Forças Armadas/

"As Forças Armadas foram convidadas, continuam trabalhando, e com toda  certeza terão mais reuniões para convencer o TSE de que as sugestões para o bem de todos deveriam ser acolhidas", disse Bolsonaro durante live semanal nas redes sociais. 


O chefe do Executivo afirmou ter visto "notícias na imprensa" de que "não querem aceitar as observações das Forças Armadas". Entre as recomendações, os militares sugeriram a adoção de "medidas que permitam a validação e a contagem de cada voto sufragado" e "providências em caso de irregularidades nas eleições".


"A gente não fala nas observações de voto em papel. São 9 observações. O TSE não basta apenas trazer para si, tem que despachar, convencer a equipe técnica das Forças Armadas de algo diferente, que eles estão errados", afirmou.


Em "ato pela liberdade de expressão" junto de congressistas na quarta-feira (27), o presidente afirmou que o Brasil não precisa implantar voto com comprovante impresso para garantir a "lisura" das eleições de outubro. Defendeu, porém, a implantação de outros mecanismos de fiscalização.


Também disse que as Forças Armadas sugeriram oficialmente à Corte Eleitoral a implantação de um "computador das Forças Armadas" para a contagem de votos e que seria uma "ramificação da sala-secreta".


Na transmissão ao vivo nesta quinta-feira, o chefe do Executivo afirmou que uma reunião para tratar das sugestões das Forças Armadas para o TSE foi realizada e "não se chegou a conclusão de nada".

"Ou seja, para o TSE está uma maravilha e vamos confiar nas eleições. E quem desconfiar? Ué, continua desconfiando. O que posso garantir para vocês: nós teremos eleições limpas no corrente ano. Isso é o que todo mundo quer, acredito, que sem exceção, a não ser aquelas pessoas que pensam em fazer algo que não concordamos", declarou.


O presidente falou sobre as eleições e o TSE ao comentar declaração do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso. Recentemente, o ministro afirmou que as Forças Armadas estão sendo "orientadas" a atacar o processo eleitoral brasileiro, na tentativas de "desacreditá-lo".


Na quarta-feira (27), Bolsonaro afirmou que o ministro, que presidiu o TSE em 2021, "mente" ao dizer que o inquérito sobre a segurança das urnas eletrônicas é sigiloso. Foi na gestão de Barroso que as Forças Armadas foram convidadas para compor a Comissão de Transparência das Eleições.


Imagem: reprodução


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger