terça-feira, 12 de abril de 2022

Política: Denúncias contra Ciro Nogueira geram crise no governo Bolsonaro

Por Ezequiel Vieira, no site DCM: Desde a semana passada, após denúncias de irregularidade e corrupção por parte do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, o governo Bolsonaro tem passado por desgastes. Os problemas começaram com a divulgação das supostas irregularidades na gestão do Fundo de Desenvolvimento da Educação (FNDE), presidido por Marcelo Ponte, ex-chefe de gabinete do ministro.
www.seuguara.com.br/governo Bolsonaro/denúncias/Ciro Nogueira/FNDE/

Além disso, na última sexta-feira (8), a Polícia Federal concluiu que Nogueira praticou os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Esses últimos acontecimentos geraram clima tenso no Palácio do Planalto, principalmente entre integrantes do setor militar.


No entanto, o ministro não deve sair do cargo, já que a sua saída poderia causar prejuízo político à campanha à reeleição de Bolsonaro, da qual ele é um dos coordenadores. Auxiliares de Bolsonaro passaram a questionar o custo da parceria com os líderes do Centrão.


Presidente Licenciado do PP, Nogueira tomou posse em agosto do ano passado, ao afirmar que desempenharia o papel de "amortecedor" no governo Bolsonaro. Com isso, houve uma perda de influência do militares no Planalto. Os antecessores imediatos de Nogueira são de origem das Forças Armadas. 


Apoio de Nogueira a partidos continua

Entretanto, a reforma ministerial realizada no fim de março devolveu poder aos militares. Flávia Arruda, deputada federal do PL, deixou a Secretaria de Governo e foi substituída por Célio Faria Júnior, ex-chefe de gabinete de Bolsonaro. Ao mesmo tempo, Braga Neto, que estava na Defesa, voltou ao Planalto, mas agora como assessor da Presidência.


No último domingo (10), foi divulgado que 75% dos recursos destinados pelo FNDE para a compra de caminhões frigoríficos foram destinados para 14 cidades comandadas por prefeitos do PP, partido do qual Nogueira é presidente licenciado.


Dessas cidades, nove ficam no Piauí, estado do ministro. Parte dos prefeitos agraciados se reuniu com o ministro pouco tempo antes de suas cidades receberem os veículos. O presidente do FNDE é Marcelo Ponte, que foi chefe de gabinete de Nogueira no Senado.


Além disso, o PP e o PL foram os partidos mais beneficiados com obras feitas pelo FNDE desde 2021. Cidades comandadas pelas duas siglas receberam, proporcionalmente, mais melhorias do que outros partidos, tanto em número de cidades agraciadas quanto em número de construções.


Imagem: reprodução


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger