terça-feira, 28 de junho de 2022

Eleições 2022: Bolsonaro: "Inquérito de fake news sério investigaria Datafolha"

Mariah Aquino, no Metrópoles: O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), questionou mais uma vez a confiabilidade nas pesquisas eleitorais do Datafolha, que o colocam atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas intenções de votos dos brasileiros.
www.seuguara.com.br/Bolsonaro/Datafolha/fake news/

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, nesta segunda-feira (27), o mandatário afirmou que "se tivesse um inquérito sério de fake news, investigaria o Datafolha.

Bolsonaro faz referência à investigação conduzida pelo ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga notícias falsas e ataques à democracia.


Em maio, o presidente já havia insinuado que a pesquisa Datafolha, que apontou Lula com 48% das intenções de voto, foi "comprada". "Então os caras compraram pesquisas para divulgar índices favoráveis ao PT. Quando chegava pesquisa contrária, a pesquisa era engavetada, jogada no lixo, triturada, incinerada. É assim, E não há diferença hoje em dia no Datafolha", afirmou, na ocasião.


A um apoiador, Bolsonaro se esquivou de responder o que pode ser feito em relação às urnas eletrônicas, alvos constantes do presidente por, segundo ele, não serem "confiáveis e auditáveis". "não vou te responder isso daí. Está sendo tratado isso daí. Está sendo tratado", limitou-se a comentar.


O presidente também disse que existe uma "chance" de o Brasil comprar diesel da Rússia. Se confirmada, a medida iria na contramão de vários países que têm adotado uma série de sanções contra os russos - como o embargo a importações de petróleo e derivados - em razão do conflito com a Ucrânia, que já dura quatro meses.


Durante conversa com apoiadores, no Palácio do Alvorada, o chefe do Executivo federal comentou a conversa por telefone que teve com o presidente russo, Vladimir Putin, nesta segunda. Segundo ele, foram tratados de temas como segurança alimentar e energética e a aquisição de combustível.


"Conversei com o presidente Putin hoje, da Rússia. Trocas comerciais entre nós. Temos aí a segurança alimentar e a segurança energética. Então, há chance de comprarmos diesel de lá. Fica, com toda certeza, um preço mais em conta", afirmou.


Imagem: reprodução/Foto: Hugo Barreto


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger