quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Acácia: misticismo e simbologia.

Acácia é uma árvore da família das leguminosas-Mimosóideas, espinhosa, de madeira dura. Existe praticamente no mundo todo, e todas as espécies produzem flores brancas ou amarelas. Algumas fornecem fruto comestível, e dela que se extrai a goma arábica. É uma das riquezas da flora no Estado do Rio Grande do Sul, onde predomina a espécie Acácia Negra. Seria mais uma importante árvore não fosse a simbologia e o misticismo que a envolve desde os tempos bíblicos. Povos antigos que ajudaram a escrever a história da humanidade, tinham-na como sagrada. Em torno dela criaram-se mitos, superstições, e lendas. A Acácia, e o que ela representa, tornou-se um dos mais importantes símbolos adotados pela Maçonaria moderna.

               

O sentimento místico em relação à Acácia, começa com os israelitas nos tempos de Moisés, que utilizavam a sua madeira na construção de elementos considerados sagrados. Como a arca, a mesa, e o altar. O grande profeta quando recebia os desígnios do Supremo Arquiteto (Deus), para a construção do Tabernáculo e dos móveis que nele seriam usados, era orientado a utilizar a madeira da Acácia, ou a madeira de Cetim. Termos usados para a tradução da palavra original em hebraico Shitat. Linguagem em que foi escrita grande parte do Velho Testamento das Sagradas Escrituras. Os dois termos: acácia e cetim, aparecem distintamente conforme os conhecimentos do tradutor, em diversas edições da Bíblia que existem por aí. Notadamente nos capítulos 25,26, e 27 do livro de Êxodo. No livro de Números (33:49), aparece a denominação de um lugar, Abel-Sitim, no hebraico, Vale da Acácias. Igualmente em Juízes (7:22), (algumas versões da Bíblia nem possuem este livro) temos: Bete-Sita, significando, lugar da Acácias. É importante observar que as traduções livres, são utilizados conforme os critérios dos próprios historiadores. Por curiosidade, lancei mão do Tradutor do Google, usando os termos alternadamente, e o resultado foi satisfatório.

O misticismo que cerca a Acácia, está presente na Lenda de Hiram Abiff, adotada pelos maçons em seus rituais. Reza a lenda, que Hiram Abiff, arquiteto responsável pela construção do Templo de Salomão, fora traído por três de seus companheiros. Em uma emboscada, exigiram do mestre os segredos dessa construção, ordenada pelo Rei. Diante da recusa de Hiram, estes vieram a assassiná-lo. Enterrando o corpo em um monte chamado Moriah. Outros companheiros construtores do Templo revelam ao Rei o complô articulado pelos traidores. Imediatamente, o Rei Salomão determina a um grupo de mestres que parta em busca para resgatar o corpo do Mestre assassinado. Em um certo ponto encontram a terra removida. Plantam ali um galho de Acácia para demarcar o lugar, e posteriormente remover o cadáver. Daí em diante o que se segue são esclarecimentos de pesquisadores e historiadores acerca da Lenda. 

Uma importante significação simbólica da Acácia foi registrada pelo escritor maçom, Albert Galattin Mackey, um dos precursores dos rituais maçônicos praticados atualmente, e reconhecido como uma das autoridades mais respeitadas nesse meio. Diz ele, que a Lenda se propõe a  - ...ensinar a imortalidade da alma. Esse ainda é o principal propósito do terceiro grau da Maçonaria. Esse é o escopo e objetivo do seu ritual. O Mestre maçom representa o homem, quando jovem, quando adulto, quando velho, e a vida que passa como sombras efêmeras, porêm ressuscitado do túmulo da iniqüidade, e despertado para uma outra e melhor existência. Por sua lenda e por todo seu ritual, é implícito que fomos redimidos da morte do pecado (...) o Mestre Maçom representa um homem salvo do túmulo da iniqüidade, e ressuscitado para a fé da salvação.
Não se sabe ao certo a época em que a lenda de Hiram que envolve a árvore Acácia reconhecida como um dos símbolos legítimos da Maçonaria, foi incorporada aos seus rituais. Desde os tempos em que se tornou especulativa, em 1717, segundo algumas vertentes. Porém, comprovadamente há a certeza que Ela faz parte do cabedal de ensinamentos filosóficos da milenar Ordem iniciática na maioria de suas potências.

A árvore Acácia está presente em muitas histórias seculares dentro da cultura das nações. Tomei conhecimento de algumas delas recebendo informações por e-mail. Ou como fruto de minhas próprias pesquisas. Por isso, em breve volto a postar sobre o tema. 

Fonte: freemasons-freemasonry.    
Imagem: scidev.                  

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger