sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Privataria Tucana - Paródia desvenda relação com a grande imprensa

Impressionante como o livro A Privataria Tucana tem produzido matérias interessantes na mídia alternativa e na Blogosfera. Quem ganha é o leitor internauta em busca de informação genuína, isenta de partidarismo político, o que quase não se vê na grande mídia. Aliás, o livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr. não sei exatamente o porque, não tem merecido a devida atenção por parte dos grandes meios de comunicação do país. Apesar de constar entre os mais vendidos, e frequentemente mencionado na Blogosfera e redes sociais.
Dentre as paródias surgidas na grande rede sobre o livro, existe uma bem recente carregada pelo usuário do YouTube, Fabioall, sobre o tema do livro. Em termos de criatividade, chegou junto às versões em que se utilizou dos personagens Hitler e Smeagol.

Retratou de forma oportuna sobre o silêncio da grande mídia em relação ao sucesso do livro. Desvenda que há uma relação de cumplicidade permissiva, entre esta e o principal partido de oposição ao Governo. A Privataria Tucana, denuncia com uma enxurrada de documentos oficiais, o processo escandaloso das privatizações ocorridas no Governo FHC. Em que tucanos de alta plumagem (PSDB), figuras públicas e personalidades importantes a eles ligados, são os principais elementos da denúncia relatada na obra.

O livro inclusive não poupa nem elementos chaves do Partido do Trabalhadores (PT). Que durante a campanha de Dilma Rousseff, se envolveram em disputa interna pelo poder (fogo amigo), que quase colocou por terra a candidatura da atual presidente.

A paródia foi longe. Buscou inspiração em um filme que fez muito sucesso nos anos 70, dirigido por Alan J. Pakula, com roteiro de William Goldman, Todos os Homens do Presidente. Uma história que envolve política e jornalismo, baseadao no único escândalo ocorrido em 200 anos de Democracia nos EUA. E que resultou na renúncia do presidente Richard Nixon. O filme é estrelado pelos atores, Robert Redford e Dustin Hoffman, na pele de dois jovens repórteres do jornal Washington Post, que foram a fundo na investigação do escândalo  da época chamado, Caso WaterGate, tema principal da trama.


Imagem reprodução/50AnosdeFilmes.

A paródia ganhou o título "Todos os homens do quase Presidente". Diria que ficou tão bom quanto o filme (veja trailer). Interessante notar no enredo, a menção de um tal Stanley Burburinho, que seria o informante do repórteres, infiltrado na comunidade do chamados "Blogueiros Sujos" da atualidade. Stanley, é leitor ávido da Blogosfera. Mais influente  que muito deputado brasileiro, segundo o jornalista Luiz Carlos Azenha. Tão enigmático quanto o famoso personagem, Jack o estripador. É regularmente citado pelo jornalista Paulo Henrique Amorim em seu blog.

Dei umas fuçadas pelo Google e percebi que tem muita gente querendo saber quem será Stanley Burburinho. Comprovadamente, Stanley, costuma postar comentários relevantes em matérias exclusivamente voltadas para denuncias e escândalos que envolvem o atual Governo e a oposição.

Veja o vídeo da paródia nota 10, abaixo.





Confira aqui o Torrent para baixar o filme original.


 

Imagem: MaisAção.
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger