quarta-feira, 18 de maio de 2016

Protesto em Cannes contra o impeachment no Brasil ganha repercussão mundial [vídeo]

Uma mensagem de protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, feita pelo elenco do filme Aquarius no festival de cinema de Cannes, repercutiu instantaneamente no Brasil e no mundo através da internet na redes sociais, sites e blogs. Assista ao vídeo (com legendas da narração), no momento em que no tapete vermelho a equipe e o elenco do novo longa do filme brasileiro de Kleber Mendonça Filho posou segurando cartazes que diziam: O Brasil não é mais uma democracia e "O mundo não pode aceitar esse governo ilegítimo".

Mais um fato que consolida a ideia do que aconteceu na política brasileira, na realidade foi um golpe. Meticulosamente engendrado pelos partidos de oposição ao governo e pelo PMDB, até então o principal partido político de apoio ao governo de Dilma Rousseff, ao qual pertencem as duas principais figuras do cenário atual da política brasileira.


O próprio vice-presidente da República, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos deputados (afastado do cargo pelo STF) comandaram todo o processo que resultou no afastamento da presidente, ainda em julgamento no Senado. Cunha, alvo de processo de cassação na Câmara, agiu rápido. Depois que Dilma lhe negou apoio, rompeu com o governo e comandou o início do processo de impeachment da presidente.

Depois do resultado da votação, com um verdadeiro circo de horror montado na Casa, Temer, começou a agir pessoalmente no sentido de contribuir a favor do impedimento de Dilma Rousseff. Escreveu uma carta para a presidente, que deliberadamente deixou vazar para a imprensa e fez o mesmo com um áudio de um discurso dado aos seus pares e comensais. Como se o impeachment já estivesse consolidado, antes de o processo seguir para a votação no Senado.

Além das ações criminosas da dupla na demanda deletéria pelo poder, contra a democracia, e com mais esta mensagem épica anti-golpe somada a várias manifestações mundo afora, os brasileiros começam a entender a incoerência do impeachment, conforme afirmou em entrevista, o advogado geral da União, José Eduardo Cardozo. Acrescente-se ao fato, que também "a Globo e a oposição liderada pelo PSDB fracassaram miseravelmente na tentativa de transformar uma quartelada parlamentar e jurídica num ato de "salvação nacional". Conforme relatou o jornalista Paulo Nogueira em matéria sobre o manisfesto em Cannes, publicada no site DCM.

Mesmo que daqui a alguns meses o impeachment da presidente Dilma Rousseff seja confirmado pelo Senado, a pressão no Congresso Nacional será muito grande. Tudo leva a crer que é possível que as eleições majoritárias no Brasil, sejam antecipadas.    



Imagem: reprodução/créditos: Jean-Paul Pelissier/Reuters

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger