segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Pesquisa do Insper mostra eficiência do PT no combate à desigualdade

Por Chico Alves, colunista do Uol: Há muitas décadas especialista repetem, com razão, que a desigualdade é o maior problema do Brasil. O país é tão rico que costuma figurar entre as 10 maiores economias do mundo, enquanto boa parte da população está mergulhada em índices de pobreza comparáveis aos de nações miseráveis.
www.seuguara.com.br/pesuisa/Insper/pobreza/Lula/Dilma/

Foi justamente no enfrentamento a essa questão fundamental que os governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff tiveram desempenho destacado. A constatação é do insuspeito Insper, instituto que ninguém poderá acusar de ser petista. Os resultados da pesquisa foram publicados na Folha de S. Paulo.


O levantamento mostra que o índice Gini do Brasil, que mede o nível de pobreza, recuou de 0,583 para 0,547, entre 2022 e 2017. De acordo com os economistas, isso significa que 16 milhões de pessoas deixaram de ser pobres. A redução da desigualdade durou até 2015 e voltou a subir em 2016, mas a níveis menores que os de 2002.


Para ser justo, é preciso marcar que a redução na pornográfica disparidade econômica brasileira começou no último ano do governo de Fernando Henrique Cardoso. A partir do início da gestão petista, porém, a queda passou a ter um ritmo vertiginoso. E continuou até o último ano em que Dilma esteve na Presidência, antes do impeachment.


Não será descabido se algum adversário argumentar que a crise econômica verificada em 2015 colaborou para o recrudescimento da desigualdade nos anos seguintes. Mas a seu favor, a presidente tem cinco anos de bom desempenho nessa área.


Seja qual for, a verdade é que Lula, que lidera as pesquisas de intensão de voto, terá à mão um excelente argumento para desmontar a tese de adversários que repetem que o PT quebrou o Brasil.


Ainda restarão muitos motivos para criticar as gestões petistas. Os oponentes não vão esquecer do Mensalão e do Petrolão - este último, apesar dos absurdos cometidos pela força-tarefa da Lava Jato e pelo ex-juiz Sergio Moro - , dos gastos astronômicos na construção de estádios para a Copa do Mundo e outros temas. Mas fazer o país menos desnivelado socialmente é um feito que chama a atenção.


Principalmente nesses tempos em que a desigualdade chegou ao ponto de obrigar os brasileiros pobres a comprarem ossos e pés de galinha para terem alguma refeição - isso quando não comem o que cata no lixo, como se viu em Fortaleza -, esse trunfo que a pesquisa do Insper dá a Lula pode fazer muita diferença em um debate presidencial.


Pensando justamente na eleição, Jair Bolsonaro tratou de criar o Auxílio Brasil. Falta saber o que o candidato da chamada terceira via - se algum nome realmente vingar - apresentará para atrair os votos da população mais pobre. Seja como for, nessa área qualquer um deles terá muita dificuldade para superar a credencial que o petista tem na manga. 


Imagem: reprodução


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger