Mostrando postagens com marcador golpe. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador golpe. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 17 de junho de 2022

O incrível negacionismo do golpe. Por Eduardo Guimarães

Por Eduardo Guimarães, para o 247: Em 17 de junho de 2022, o site do jornal O Globo publica a manchete "Integrantes do governo admitem que Bolsonaro pode atuar para barrar eleições em risco de derrota iminente". Sim, esse período quilométrico é um título.
Leia Mais ►

terça-feira, 7 de junho de 2022

A dúvida maior: o golpe será bem sucedido? Por Luis Nassif

Por Luís Nassif, no GGN: São curiosos os cenários traçados pelo mercado. Em geral, pegam séries históricas e projetam levando em conta fatores macroeconômicos que surgem no horizonte: aumento da inflação global, queda no PIB mundial, inflação brasileira etc. Em qualquer cenário que se trace, o fato mais relevante são as análises de probabilidade de um golpe de Estado bolsonarista ser bem sucedido.

Leia Mais ►

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Política: 'Vamos falar de golpe?' Por Guilherme Scalzilli

Por Guiherme Scalzilli, no Zona Curva: Golpe - o campo democrático exibe uma irresponsabilidade chocante apegando-se às frágeis narrativas do TSE sobre a segurança do voto eletrônico. Pessoas que temem um golpe fascista desconsideram os meios potencialmente mais simples de viabilizá-lo.
Leia Mais ►

segunda-feira, 23 de maio de 2022

Bolsonaro compartilha artigo que fala em golpe do STF

Poder360: O presidente Jair Bolsonaro (PL) compartilhou em seus grupos de mensagens neste domingo (22) um artigo do jornalista José Roberto Guzzo, conhecido como J.R. Guzzo, para a Revista Oeste e reproduzido no site Jornal da Cidade Online - foi o link postado pelo atual chefe do Executivo.

Leia Mais ►

segunda-feira, 16 de maio de 2022

Política: 'Discutindo, com os pés no chão, o golpe de Bolsonaro'. Por Pepe Damasco

Por Pepe Damasco, em seu blog: 1) Bolsonaro sabe que são enormes as chances de perder a eleição. Por isso, elegou o sistema eleitoral como inimigo número 1. Com o fascismo vive da mentira e da criação de realidades paralelas, ele ataca a urna eletrônica brasileira, cuja confiabilidade já foi testada e aprovada em diversas eleições e é elogiada no mundo inteiro. A cúpula das forças armadas se associou a Bolsonaro nessa empreitada antidemocrática.
Leia Mais ►

quarta-feira, 11 de maio de 2022

Mobilização popular é antídoto contra o golpe. Por Helena Chagas

Publicado originalmente por Helena Chagas, no Jornalistas pela Democracia: Golpes contra a democracia não costumam ser bem sucedidos sem apoio da sociedade, ou de setores significativos, como a classe média que foi às ruas em 1964 em suas marchas. Não é provável que Jair Bolsonaro leve às ruas, antes ou depois da eleição, mais do que um punhado de sua milícia troglodita, ainda que barulhenta e armada, para apoiar eventual medida de exceção contra as eleições ou seu resultado.

Leia Mais ►

terça-feira, 29 de março de 2022

Devemos condenar a Rússia pela invasão da Ucrânia?, por Régis Richael Primo da Silva

Por Régis Richael Primo da Silva*: 1. Compreender, antes de julgar - A guerra é o maior fracasso da humanidade e ninguém em sã consciência pode deixar de condená-la. Não há como apoiar a destruição de vidas humanas, a separação de famílias e os dramas dos refugiados que a guerra acarreta. A operação militar russa que deu início a mais uma guerra neste século ainda tem um agravante. Ela nos traz de volta a ameaça nuclear e a sensação de impotência diante das grandes disputas geopolíticas pelo poder. E nos traz também uma pergunta incômoda: quem devemos condenar pela guerra?
Leia Mais ►

segunda-feira, 7 de março de 2022

Política: 'Xadrez do golpe que será dado nas eleições'

"Esse é o drama nacional: um país cujas principais instituições não consolidaram princípios democráticos. E, por trás de tudo, as ondas que vêm dos centros políticos internacionais, de que todo arbítrio será tolerado, e nenhuma negociação será aceita.", escreve o jornalista Luís Nassif. Leia o artigo na íntegra.
Leia Mais ►

domingo, 20 de fevereiro de 2022

A antessala do golpe. Por Carla Teixeira

Publicado originalmente por Carla Teixeira, no site A Terra é redonda: Dizem por aí que o PT quer imitar Jesus e fazer milagres. Cristo ressuscitou Lazaro de Betânia quatro dias depois de falecido. Lula afirmou que quer fazer mais e melhor, então decidiu ressuscitar Geraldo Alckmin de Pindamonhangaba para ser seu vice, um cadáver político malcheiroso que há quatro anos amargou 4% dos votos nas eleições presidenciais de 2018.
Leia Mais ►

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022

"Foi golpe", repercutem internautas após artigo de Barroso

Por Júlia Schiaffarino, no Congresso em Foco: O artigo publicado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (03). À revista do Centro Brasileiro de Relações Internacionais Barroso afirmou que "o motivo real" para o impeachment da presidente Dilma Rousseff foi a falta de apoio político e não as pedaladas fiscais.
Leia Mais ►

segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Tal pai, tal filho. Por Bernardo Mello Franco

Publicado originalmente por Bernardo Mello Franco, em O Globo: o advogado Ives Gandra da Silva Martins é o jurista de estimação do golpe. Sua leitura distorcida da Constituição, que atribui um "Poder Moderador" às Forças Armadas, embala o sonho autoritário dos bolsonaristas.
Leia Mais ►

sábado, 4 de setembro de 2021

CNBB desafia Bolsonaro e solta nota contra o golpe

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil publicou um vídeo nesta sexta (3) defendendo a democracia. O presidente da CNBB falou para as pessoas que "não se deixe convencer por quem agride os Poderes Legislativo e Judiciário". As declarações do Dom Walmor Oliveira de Azevedo ocorrem perto dos atos de 7 de setembro.
Leia Mais ►

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Jair avança antes da hora? Por Fernando Brito

Publicado originalmente por Fernando Brito, em seu blog: À primeira onda de ameaças às eleições, Jair Bolsonaro insinuou recuar, marcando o tal "encontro entre os 3 Poderes" que acabou não se realizando pela suposta crise intestinal que o levou, às pressas, a uma internação de emergência e aquela tenebrosa apelação da foto "moribunda", substituída, poucos dias depois, pela imagem máscula do desfile de motos pesadas.

www.seuguara.com.br/fraude/urnas eletrônicas/Bolsonaro/

Agora, porém, com a live de quinta-feira à noite e a nova saraivada de bravatas disparadas hoje, com as mensagens para suas manifestações "meia-boca", tudo indica que Jair Bolsonaro não contará com reações tão lenientes quanto as que teve da outra vez.


Até o insosso Luiz Fux, antecipa Luís Nassifi, no GGN, ensaia uma reação forte. 

Não é para menos, porque Bolsonaro chegou ao limite da explicitude golpista:

"Vocês estão aí, além de clamar pela garantia da nossa liberdade, buscando uma maneira que tenhamos uma eleições limpas e democráticas no ano que vem. Sem eleições limpas e democráticas, não haverá eleição (...) Nós mais que exigimos, podem ter certeza, juntos porque vocês são de fato meu Exército - o nosso Exército - que a vontade popular seja expressada na contagem pública dos votos".


É verdade que reforçou seu cacife como "Rei da Direita", posição que retém, incontestável. Os atos que promoveu nem de longe poderiam ser realizados pelos que lhe disputam o lugar com o apelido de "Terceira Via" ansiando por recolher os despojos de um bolsonarismo agonizante.


Ao mesmo tempo, porém, empurra-os para que, diante da própria incapacidade de alavancarem suas candidaturas no campo conservador ainda controlado por Bolsonaro, comecem a perder sustentação política pela perda de suas bases eleitorais para ele e, também, para o polo nítido que se forma em torno de Lula.


Este, talvez, seja o grande erro - além, claro, do crime de golpismo - que Jair Bolsonaro esteja cometendo.

Ao fazer da mudança do sistema eleitoral uma exigência para haver eleições, sob o "argumento" de que, ao contrário, Lula vencerá, ele tente a transformar toda a rejeição que acumula em, cada vez mais, votos para Lula.


É como se dissesse: quem é contra Lula é Bolsonaro, o que, na reciprocidade, empurra ao ex-presidente o voto de quem não é Bolsonaro, de resto um personagem que não se adequa ao "tanto faz".

O ex-capitão pôs suas tropas em marcha, com rumo definido, e não há paradas no caminho quando se inicia uma ofensiva.


A alardeada capacidade de composição política de Ciro Nogueira, na Casa Civil, foi reduzida a zero mesmo antes de sua posse, porque só lhe resta o papel de emissário do senhor das armas para propor rendição incondicional.


Nem mesmo teve tempo de costurar acordos, fazer composições, agregar aliados ou construir neutralidades.

O ex-capitão subiu no jipe e partiu para a guerra aberta.


Bolsonaro crê que poderá fazer sus segunda campanha com os mesmos grupos de fanáticos que o cercaram na primeira, mas revela pouca compreensão de que, daquela vez, rolaram a seu lado os barulhentos tanques da mídia e os silenciosos blindados do Judiciário, com o s quais não pode mais contar. Ao menos, não na sua cavalgada solitária e alucinada, carregando a bandeira do "que fique tudo como está". 


Imagem: reprodução


Leia Mais ►

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Política: "É pouco, mas é meu". Por Fernando Brito

www.seuguara.com.br/bolsonaro/manifestação/bolsonaristas/
Por Fernando Brito* - Não são tão poucos que permitem à direita convencional aspirar aparecer com outra solução, nem tantos que possam manter o país na insensatez em que está mergulhado.
Leia Mais ►

Golpe com quem, cara pálida? Por Moisés Mendes

www.seuguara.com.br/bolsonaristas/manifestação/golpe/
Publicado originalmente por Moisés Mendes, em seu blog: O voto impresso é o habeas da extrema direita insegura para as eleições do ano que vem. A defesa do comprovante do voto em papel, como pede Bolsonaro, apareceu com força nas manifestações de sábado. O truque já está consagrado como arma de Bolsonaro e se disseminou como parte da estratégia golpista.
Leia Mais ►

segunda-feira, 19 de abril de 2021

Golpe e contragolpe - charge do Amarildo

Leia Mais ►

sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Política - Eduardo Cunha concluiu livro sobre o golpe de 2016 e revela: Temer foi o grande conspirador

www.seuguara.com.br/Cunha/Temer/livro/impeachment/

O ex-presidente das Câmara dos deputados, Eduardo Cunha, preso pela Lava Jato, concluiu o livro-bomba "Tchau Querida, O Diário do Impeachment", e aponta Michel Temer como "o grande conspirador" do golpe que resultou no impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff, em 2016.
Leia Mais ►

Presidente do TSE diz que Bolsonaro contribui para "ilegítima desestabilização das instituições"

www.seuguara.com.br/Luís Roberto Barroso/Tribunal Superior Eleitoral/

Em nota publicada no site oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente da instância jurídica máxima da Justiça Eleitoral brasileira, ministro Luis Roberto Barroso, rebateu as declarações sem provas de Jair Bolsonaro sobre fraude nas eleições presidenciais por meio das urnas eletrônicas.
Leia Mais ►

terça-feira, 28 de julho de 2020

Homem reconhece tentativa de golpe por WhatsApp e grava ligação; escute

www.seuguara.com.br/golpe/WhatsApp/vídeo/
Um homem gravou uma ligação recebida no celular em uma tentativa de golpe. O bandido tentava se passar por um funcionário de uma plataforma de vendas, alertando sobre uma duplicidade de anúncios. A quase vítima foi avisada que havia um anúncio idêntico referente a um produto vendido por ela, porém com valor mais baixo.
Leia Mais ►

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Auxílio emergencial: 'link falso para cadastro é enviado para 6,7 milhões'

Bruna Arimathea - Estadão conteúdo: Links falsos estão circulando na internet para cadastrar pessoas que desejam receber o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal. Em vez de receber o auxílio, porém, quem usar esses links pode ter seus dados roubados. O golpe já tem 6,7 milhões de compartilhamentos e acessos em todo o País e exige atenção de quem navega pela rede.
Leia Mais ►

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger