sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Toda a bandidagem contra o PT e o Lula

Não bastasse essa do Marcos Valério em novo depoimento à Procuradoria Geral da República, com novas denúncias contra o ex-presidente Lula e o PT, agora é a vez de outro meliante mor da alta cúpula da bandidagem brasileira declarar quem é o "garganta profunda" do PT. Carlos Cachoeira, neste ping-pong de entra e sai da cadeia, disse que tem vontade de contar sua versão, até agora não dita, sobre o processo que o levou à prisão.
"Agora eu acho que vou falar realmente. Amanhã tem a coisa da CPI, né, o relatório final. Vou falar de alguns personagens que a Delta tem diretamente participado na vida deles e que hoje estão na CPI fazendo um relatório totalmente sem escrúpulo nenhum", disse Cachoeira. A notícia está no site do Jornal do Brasil.

"Garganta profunda foi o codinome pelo qual ficou conhecido um informante dos jornalistas do jornal Washington Post que desmascararam o plano do presidente Richard Nixon para destruir os rivais do Partido Democrata. O fato ficou conhecido como Caso Watergate e levou à queda de Nixon. O "espião" só se revelou em 31 de maio de 2005, por meio de um artigo de revista. Ele era W. Mark Felt, vice-diretor do FBI, polícia federal norte-americana, na década de 1970" - informa a reportagem de Mirelle Irene para o portal. (caso virou filme, veja paródia aqui).  

Então, que Cachoeira e Valério aproveitem a oportunidade e contem tudo! Abram o bico e vomitem de vez toda a sujeira da qual fizeram parte todo esse tempo. Reúnam todos os segmentos da mídia brasileira, para que possam informar o povo sem tendências político-partidárias. Que o primeiro tenha coragem não somente de detonar o pessoal do PT, mas conte também sobre suas relações com o DEM. Principalmente com seu parceiro Demóstenes Torres, ex-senador, ex-paladino da moral e dos bons costumes, que defendia seus interesses e de sua quadrilha no Congresso Nacional. 

Igualmente cite maiores detalhes sobre o conluio com o jornalista Policarpo Jr. da revista Veja, para pautar matérias fabricadas contra a turma do governo. E Valério, porque nesta oportunidade não trouxe ao conhecimento da Procuradoria que prestava os mesmos "valiosos serviços" ao PSDB de Minas Gerais, no tempo em que Fernando Henrique Cardoso era presidente da República?  Utilizando exatamente do mesmo esquema corrupto tal qual repetido agora com os petistas do governo Lula, já devidamente condenados e fora de combate? O que talvez aconteça aos outros envolvidos no escândalo do outro mensalão, e que certamente não terá a mesma dimensão nem repercussão equivalente a este de agora.

Agora, se não for uma tentativa desesperada de ambos para aliviar suas penas com a delação premiada, pois já estão condenados pela justiça, não dá para engolir esses ares repentinos de honradez e confiabilidade desses dois criminosos. Pior, não dá para crer na confiabilidade que lhes oferece os próprios meios de comunicação, sem que se perceba que a finalidade é tão somente abater em definitivo e impedir o ex-presidente Lula de qualquer ação ou reação. Colocando-o inerte, ao ponto de não representar ameaça alguma para que a oposição possa retomar o caminho do poder político. Tudo é um jogo. Afinal, porque não conseguiram levá-lo ao Supremo juntamente como os outros? Tudo ficaria mais fácil. Não haveria necessidade de todo esse empenho sistemático para continuar com essa ofensiva sem limites contra Lula, com a finalidade de derrubá-lo de vez, através de denúncias de origem duvidosa. Normalmente oriundas de quem não tem moral nem dignidade para tal, e que logo adiante acabam dando em nada.

Enquanto o Ministério Público talvez aguarde um momento oportuno e uma denúncia mais consistente para mover uma ação contra o ex-presidente, já disseram de tudo um pouco sobre ele. Eu sou corrupto, mas o fulano é mais do que eu. É o pensamento recorrente depois do evento do mensalão. Toda a prática corrupta cometida dentro e fora de governos anteriores (caixa 2, compra de parlamentares, tráfico de influência, desvio de dinheiro público), utilizando-se do mesmo esquema, era visto tão somente como roubo de galinhas. Fato é que alguns pecadores são mais pecadores que outros, mesmo tendo cometido o mesmo tipo de pecado. E a penitência de uns, mais leve do que a de outros.

No passado, deram um jeito de fazer aparecer uma amante, tanto para Lula quanto para FHC. Este foi mais esperto, se livrou do ônus do caso rapidinho, e a mídia não deu muita importância. Já com Lula foi diferente, custou-lhe a derrota na disputa para a presidência, uma vez. Agora, estão dizendo que Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo e alvo principal da Operação Porto Seguro da Polícia Federal que desmantelou novo caso de corrupção sobre tráfico de influência em órgãos governamentais, nomeada em seu governo, é sua amante há muito tempo. 

Lula não é burro. Nem o "apedeuta" como alguns o classificam. Também não é nenhum santo. Aliás, na política rasteira que é praticada no Brasil, é suficiente a quantidade de dedos das mãos para contar os grandes homens públicos que fizeram a diferença para o bem deste país. Em relação ao ex-presidente, se as denúncias contra ele forem provadas, que tenha o mesmo destino de seus ex-companheiros. Mas convenhamos, a pressão que tem sofrido nenhum político jamais sofreu. Muito menos pelos erros que cometeu e muito mais por representar uma constante ameaça política aos seus adversários. Dentro e fora do governo.

Culpado ou não, condenado ou absolvido o ex-presidente é o Judas da vez. Sim. Nós sempre estamos procurando um culpado para qualquer para qualquer erro, para qualquer malfeito, qualquer "merda" que aconteça. Agora, tudo é culpa do Lula. Partidos de oposição com o apoio de determinados setores da mídia querem a todo custo envolvê-lo em qualquer caso de corrupção que venha à tona. Basta que os envolvidos estejam de certa forma ligados ao PT, tenham sidos nomeados por ele, ou que sejam remanescentes do seu governo.

Só falta dizerem que o anjo mal, o "coisa ruim" expulso do céu pelo Grande Criador, encontrou guarida no PT, e imediatamente filiou-se ao partido. Que o pai da corrupção, responsável por toda a sorte de crimes e falcatruas praticadas até hoje na República, logo será acusado de mandar matar Eliza Samúdio. Que foi por causa dele que aconteceu o Tsunami no Japão. E, é dele também a maior parcela de culpa pela crise europeia. E por fim, que teria influenciado negativamente para que Barack Obama fosse reeleito presidente nos Estados Unidos. Do jeito que vão as coisas para seu lado, Lula passará de mito à maior enigma da política brasileira. Se não for assassinado antes, e divulgado que cometera suicídio.


Imagem: reprodução/internet
            
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger