segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Fatos sobre o conflito e a cultura da Síria

O noticiário nacional e internacional nos dão conta que a crise política na Síria se transformou em uma tragédia de larga escala. Armas químicas foram usadas contra os grupos que se rebelaram contra o governo. Milhares perderam a vida. Há rumores que essas armas foram usadas não pelas forças militares do governo, mas pelos próprios rebelados.
O governo dos EUA já se manifestou favorável a uma ação militar naquele país. Apenas aguarda aval do Congresso americano. Enfim, há uma situação de guerra permanente, onde muitas vidas já foram ceifadas e milhares de outras poderão ter o mesmo fim, a morte. Como já vimos, a história reescreve mais uma página de terror escrita por poderosos déspotas que desprezam a vida de seu semelhante.

Diante desta realidade muito pouco se sabe, ou quase nada foi divulgado sobre a cultura daquele país. Na Síria, vivem cerca de 23 milhões de pessoas. A maioria, mais ou menos 74% da população, são muçulmanos sunitas. Outros 12% é composta por alauitas, uma seita de muçulmanos xiitas. Que apesar de minoria tem dominado o governo por décadas.

O atual presidente da Síria, Bashar al-Assad é um alauíta. Somente 10% da população é cristã. Uma pequena porcentagem é composta de drusos, uma seita religiosa mística que compreende várias religiões monoteístas. A maioria das pessoas na Síria falam árabe. Só nove por cento falam curdo, no nordeste do país.
A história antiga reza que a Síria tem sido berço da civilização nos últimos 10 mil anos, parte do grandes impérios da história. Os egípcios, assírios, caldeus, persas, macedônios e romanos dominaram a região várias vezes. Aleppo e Damasco, as maiores cidades da Síria, também estão entre as mais antigas. Aleppo, pertenceu à rota da Seda, produto que movimentou o comércio durante séculos naquela região.

Junto com o Líbano, a Síria fez parte o império Otomano (Turquia) durante quatro séculos, son o controle da França. Depois que esse império entrou em colapso, em 1918, tornou-se um país independente. ASíria tem tradicionalmente tentado exercer influência sobre o Líbano. Entre 1972-2005, tropas sírias ocuparam partes do Líbano, aparentemente para protegê-lo de ameaças externas. Manifestações provocaram a retirada da presença síria em território libanês, depois do assassinato do primeiro-ministro do Líbano, Rafic Hariri do Líbano.


O atual presidente Assad, assumiu o cargo após a morte do seu pai Hafez al-Assad, em 2000. Hafez estava no poder desde 1971 e promoveu violenta repressão contra dissidentes, matando milhares de pessoas em uma operação contra a Irmandade Muçulmana, em 1982.

                                                                                                 Clique na imagem para ver galeria premiada.
Em 2011, após o presidente Bashar al-Assad reprimir com violência manifestações pró-democracia, começa a guerra civil. Grupos rebeldes começaram a se organizar para derrubar Assad. No entanto, cada vez mais facções islâmicas chegam a esses grupos, fazendo com que os EUA desconfiassem em ajudá-los. Como foi dito no começo, o governo americano diante das provas que tem sobre a utilização de armas químicas no conflito, submeteu a proposta de intervenção ao Congresso. A grande maioria os americanos é contra. Rússia e Japão se declararam contrários.

Em Fevereiro de 2012, vários líderes mundiais condenaram o massacre pelas forças do governo na cidade de Homs, onde mais de 300 pessoas perderam a vida. A ONU estima que mais de 100.000 pessoas foram mortas em combate até agora. E milhões estão sem rumo devido ao conflito.


Fonte: livescience
Adaptação da matéria de: Tia Ghose
Tradução: Amanda Maria Primo  
Imagem: pandora.jor


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

1 Comentário:

Lugar Certo Imóveis disse...

País marcado pelo massacre da População. Ação inssana e impensada !



http://www.lugarcertoimoveis.com.br

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger