sábado, 8 de dezembro de 2012

Dilma Rousseff: duas fotos inigmáticas que falam

Uma foto enigmática em que aparece a presidente Dilma Rousseff sendo julgada pelo tribunal militar nos tempos da ditadura, ganhou a rede. Aconteceu depois que a ex-guerrilheira foi indicada pelo então presidente Lula a ser a sua sucessora, e concorrer ao cargo de presidente da República. Foi eleita democraticamente pelo voto direto da maioria do povo brasileiro, e se tornou a primeira mulher a ocupar a presidência do Brasil.
Naquela época, sob o regime de um governo ditatorial, Dilma Rousseff fora mais uma dentre os muitos jovens que abraçaram a causa da democracia e liberdade. Alguns seguiram um rumo ideológico, protestando em manifestações e passeatas contra o regime. Outros se juntaram a grupos radicais que partiram para a luta armada. Um um movimento que ficou conhecido como guerrilha. 

Integrantes desses grupos eram taxados de subversivos e terroristas, acusados de querer implantar o comunismo no Brasil. Dilma fazia parte de uma dessas organizações. Como muitos jovens na época, foi presa e torturada pelo regime reinante. Ocasião em que foi fotografada em pleno julgamento por um tribunal militar. A foto veio à tona recentemente, durante a campanha política que a levaria à presidência, e depois quando ela já estava exercendo o cargo. Sites, blogs e revistas reproduziram a imagem originária do arquivo aberto sobre o processo, e divulgado depois de muito tempo.


Uma foto enigmática, sem dúvida. Quem tem por hábito relembrar momentos importantes através de fotos recentes ou antigas, interpreta as imagens como se elas quisessem transmitir alguma coisa. E elas falam. Não é verdade?  Esta foto de Dilma, retrata a audácia e a coragem de todos os jovens que se dispuseram a lutar contra a opressão e o despotismo do regime existente naquele momento. Enfrentavam com destemor e dignidade a causa que julgavam ser justa.

Rolou a história pela conquista da tal Democracia. Acabou a ditadura. O tempo comprovou que os métodos utilizados por àqueles grupos para a conquista da liberdade política, não eram 100% legais, como posteriormente ficou provado. Mas, por ironia da história aquela jovem guerrilheira do passado, taxada de terrorista e subversiva chegaria ao posto máximo da administração do país.

Outra foto, igualmente enigmática surge neste momento da história política brasileira. Em curso, o importante julgamento do dito "maior escândalo de corrupção do país". Tendo como réus algumas das mais importantes figuras políticas integrantes da cúpula do partido do governo anterior, e correligionários da atual presidente. Todos foram condenados pela suprema corte. Questiona-se o julgamento se fora puramente técnico ou político, por acontecer coincidente com a época das eleições municipais. Há quem diga que a sentença dos réus, "genis" e "madalenas", já estava pronta. E o início do julgamento começa com a performance teatral de renomados advogados de defesa, enquanto os senhores ministros tiravam um pequeno cochilo.

O fotógrafo Gustavo Miranda, da Agência Globo, captou no velório de Oscar Niemeyer, segundos de um encontro face a face, entre a presidente Dilma Rousseff e o ministro relator do processo de julgamento do mensalão, agora presidente do Supremo, Joaquim Barbosa. 


É preciso um feeling especial para "ouvir" esta foto. Interessante observar o semblante das duas personalidades neste breve instante em que se entreolham. O meio sorriso amarelo do ministro Barbosa parece buscar atenção, compreensão, aprovação, em virtude do seu comportamento durante o julgamento do processo do mensalão. O que será que passou pela cabeça da presidente ao fitá-lo com esta postura imponente? O olhar de Dilma é desconcertante. Dá pra perceber em seu olhar, a coragem retratada. Como que enviando uma mensagem sutil e misteriosa de não concordância. O ministro parece ter captado. 

Eis aí uma foto que revela todas as contingências do cargo que a presidente e o ministro exercem. Alçados a ele pelas mãos de uma mesma pessoa, o ex-presidente Lula. A fotografia revela ainda, o cargo separado da pessoa. 

As duas fotos "falam". E simbolizam um enígma que jamais será desvendado.  


Imagem: reprodução/época

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger