sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Salve Rainha.

Não reconhecidas e até combatidas por outras religiões, as orações pré-concebidas e adotadas pelo Catolicismo fazem parte da fé de muitos dos seus adeptos. Os evangélicos, por exemplo repudiam qualquer adoração a chamada Virgem Maria. Porém, os católicos a veneram como a escolhida para conceber o filho de Deus, Jesus Cristo.

A chamam de "Nossa Senhora", e depois da Ave Maria, a Salve Rainha é a mais famosa oração recitada em devoção a Ela.
Não se tem notícia de quem a recitou primeiro, mas na história da Igreja católica há fortes indícios para que seja atribuído a D. Ademar de Monteil,bispo de Puy-en-Velay no século XI. Neste lugar, situado na região de Auvergne no centro da França, há um santuário a Nossa Senhora de Puy. Muito visitado nos tempos mediavais, venera-se hoje a imagem de "Nossa Senhora das Cruzadas".
Na época das cruzadas, peregrinos e cruzados que se dirigiam à Terra Santa, costumavam passar por este Santuário para rogar por benções especiais à Santa. Reza a história que D. Ademar foi o primeiro bispo cruzado e o primeiro cruzado. Teria sido ele que antes da partida à cruzada, em outubro de 1096, que compôs a canção de guerra para a primeira delas, "na qual implorava a intercessão da Rainha do Céu, a Salve Rainha."
Alguns historiadores acham que a "Salve Rainha" foi obra de um alemão chamado, Hermann Contractus cultuado como santo. Tão grande era a devoção mediaval pela "oração", que o próprio gregoriano haveria elaborado "muitas formas de cantá-la."

Este é o canto em latim, realizado pelos Monges da Abadia de Notre Dame:



Acompanhe o canto e a tradução:

Salve Regína, Mater misericórdiae, vita, dulcedo et spes nostra salve!
Salve, Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura, esperança nossa, salve!

Ad te clamámus, éxsules filii Evae.
A vós bradamos os degredados filhos de Eva;

Ad te suspirámus geméntes et flentes in hac lacrimárum valle.
a vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas.

Eia ergo, advocata nostra, illos tuos misericórdes óculos ad nos convérte.
Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,

Et Jesum, benedíctum fructum ventris tui, nobis post hoc exsílium, osténde.
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto de vosso ventre.

O clemens, o pia, o dulcis Virgo Maria!
Ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria.


Diz-se que a exclamação final é atribuída ao padrinho e "mentor" espiritual dos TEMPLÁRIOS, São Bernardo de Claraval. Que comprovadamente cultuava Nossa Senhora como inspiração divina.

Fonte: Orações e milagres medievais.


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger