quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Médicos cubanos elogiam postos de saúde em Londrina-PR


Os sete médicos cubanos, que estão conhecendo as Unidas Básicas de Saúde (UBS) na cidade de Londrina-PR onde irão trabalhar, afirmaram que os locais oferecem boa estrutura e com remédios a disposição dos pacientes. Eles começam a atender no próximo dia 25. A matéria é de responsabilidade de William Casagrande, publicada no Jornal de Londrina em 13/11/13. 

“Para os médicos cubanos que vão atender em Londrina pelo Programa Mais Médicos, do governo federal, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade estão bem estruturadas e com remédios à disposição dos pacientes. Os sete profissionais começariam a trabalhar na segunda-feira, mas tiveram o início das atividades adiado para o dia 25. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, eles precisam aprofundar o conhecimento sobre a realidade londrinense.

O médico Jordis Pla Fuentes, 38 anos, elogiou a estrutura e a “beleza” da UBS Vila Ricardo, onde vai atender pelos próximos três anos. “Achei [as unidades] muito desenvolvidas. O problema é a falta de pessoal.” Os londrinenses, afirmou, foram bem receptivos em sua chegada, no dia 28 de outubro, e continuam recebendo-os muito bem. “Ainda nos falta aprender o protocolo daqui e as doenças mais comuns. Mas, a medicina é uma só, não há segredo”, pontuou o médico, há 14 anos na medicina da família.

Já Adalberto Jorge Hernandez Tamajo, 37 anos - 13 deles na medicina -, não achou que faltavam tantos médicos na unidade do Conjunto Armindo Guazzi, onde vai trabalhar. “Tem pessoal, sim. Deve faltar apenas em alguns períodos”, ressaltou. Tamajo disse estar ansioso para começar. “Viemos para trabalhar. O que nos move é a solidariedade e o trabalho.”
“Quinta-feira mostraremos a eles a dinâmica dos atendimentos na cidade, o protocolo de doenças mais comuns e as características da região”, explicou a diretora de Atenção Primária à Saúde, Tatiana Almeida do Carmo
.
A chegada dos médicos, tanto dos estrangeiros quanto dos brasileiros, que vieram pelo programa federal, vai ser um alento para a população, segundo a diretora. “Esperamos ainda mais seis estrangeiros, provavelmente cubanos. Eles devem chegar em dezembro”, adiantou.
A autônoma Luiza Castorino Dias, 64 anos, disse que a vinda dos médicos para a Vila Ricardo “fez os olhos brilharem”. Ela aguardava na recepção o chamado para ver o resultado de exames de diabetes, colesterol e hipertireoidismo. “Aqui só temos dois médicos”, reclamou. Para Luiza, os novos médicos têm que ser atenciosos com os pacientes.”


Fonte: Jornal de Londrina
Imagem: reprodução/blogdoEnem


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger