sábado, 29 de agosto de 2015

Dilma leva cantada em público

Durante o evento Dialoga Brasil realizado em Fortaleza, na noite desta sexta-feira (28), a presidente Dilma Rousseff levou uma cantada em público de um participante. Esta foi a terceira edição do evento que reúne movimentos sociais e ministros para debater propostas nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e desenvolvimento social. No microfone, ao fazer um comentário na área da saúde, o militante Antônio Carlos Fernandes iniciou dizendo que a presidente estava “muito bonita”.
E acrescentou: “"Presidente, a senhora é da minha idade. Pena que não nos encontramos na nossa juventude", arrancando risos da plateia.


A presidente sorriu e agradeceu o comentário de Fernandes. Em seu discurso, Dilma fez elogios ao povo do Nordeste, e “também voltou a defender o "combate ao ódio" e afirmou que uma das bases da "atitude ética" de seu governo é a luta "contra o preconceito e a intolerância".

Leia na íntegra, a matéria vinculada no site bemparana:

“PATRÍCIA BRITTO, ENVIADA ESPECIAL FORTALEZA, CE (FOLHAPRESS) - A presidente Dilma Rousseff levou uma cantada em público de um militante que participava da terceira edição do evento Dialoga Brasil, em Fortaleza, na noite desta sexta-feira (28). O evento funciona como um debate entre movimentos sociais e ministros, para debater propostas para as áreas de saúde, educação, segurança, cultura e desenvolvimento social.

Ao usar o microfone para fazer um comentário sobre a área da saúde, um militante que se identificou como Antônio Carlos Fernandes começou seu comentário dizendo que a presidente estava "muito bonita". Em seguida, acrescentou: "Presidente, a senhora é da minha idade. Pena que não nos encontramos na nossa juventude", provocando risos da plateia. Dilma sorriu e agradeceu o comentário.

Em seu discurso, Dilma agradeceu. "Eu queria agradecer o Antônio Carlos, porque não é todo dia que a gente recebe uma declaração. Fico muito agradecida, viu, Antonio Carlos. Fico extremamente agradecida, muito gentil da sua parte", disse.

”Combate ao Ódio”

Dilma fez elogios ao Nordeste e agradeceu os votos que recebeu na região. "Olhavam para nós com preconceito e falavam: você só tem voto no nordeste. Eu quero dizer a vocês que eu me orgulho de ter muitos votos do Nordeste", disse. A presidente também voltou a defender o "combate ao ódio" e afirmou que uma das bases da "atitude ética" de seu governo é a luta "contra o preconceito e a intolerância".

Ela reafirmou que o "crescimento" e "desenvolvimento" são questões "fundamentais" para seu governo. Nesta sexta-feira, dados do IBGE mostraram que o PIB do país teve a segunda queda trimestral consecutiva, configurando uma recessão técnica. "Nós vamos voltar a crescer, gerando emprego, renda, reduzir a inflação e, sobretudo, nós não vamos deixar que tudo que nós conquistamos, que os programas que com tanta força nós construímos, tenham qualquer retrocesso", afirmou Dilma.

A presidente foi recebida pela plateia de militantes aos gritos de "olê, olê, olê olá, Dilma" e "Não vai ter golpe". O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), foi vaiado pela plateia, que antes do começar o evento também pediu a saída do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e do ministro Joaquim Levy (Fazenda).

Do lado de fora, um grupo de cerca de 30 pessoas vestidas de verde e amarelo e com bandeiras do Brasil protestou contra Dilma na entrada do Centro de Eventos do Ceará, mas a presidente chegou de helicóptero e não cruzou com os manifestantes. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), lembrou o período da ditadura a afirmou que o Brasil irá "lutar pela democracia". "Nós não vamos aceitar neste país que firam a democracia", disse ele.

Maratona

A agenda de Dilma no Ceará é a quarta viagem presidencial ao Nordeste apenas neste mês - após passar por Maranhão, Bahia e Pernambuco. A maratona é um esforço da petista para tentar recuperar sua popularidade, em meio às crises política e econômica enfrentadas pelo governo. No Dialoga Brasil, os ministros Miguel Rossetto (Secretaria-Geral), José Eduardo Cardozo (Justiça), Renato Janine Ribeiro (Educação), Juca Ferreira (Cultura), Arthur Chioro (Saúde) e Tereza Campello (Desenvolvimento Social) destacaram programas do governo federal, como Bolsa Família e Mais Médicos.

Antes, Dilma e quatro ministros se reuniram com cerca de 50 empresários cearenses, numa tentativa de restabelecer a confiança do setor. Questionada por jornalistas sobre a declaração do ex-presidente Lula de que ele poderá ser candidato em 2018, ela afirmou: "O que Lula fala, eu concordo". Mais cedo, Dilma esteve em Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza, onde entregou unidades do Minha Casa Minha Vida. Também houve entregas simultâneas em outras cinco cidades, do Ceará, Pará, Tocantins e Pernambuco.

***
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger