quinta-feira, 24 de março de 2016

As semifinais da Primeira Liga

Em confrontos válidos pelas semifinais da Primeira Liga realizados na noite desta quarta-feira (23), o Fluminense eliminou o Internacional, nos pênaltis. E disputará o título de campeão com o Atlético paranaense, que venceu o Flamengo, por 1 a 0. O destaque do tricolor carioca na partida contra o Colorado foi o goleiro Diego Cavalieri, que defendeu duas cobranças na disputa das penalidades máximas e garantiu o Fluminense na final.
O Fluminense iniciou melhor que Inter e teve duas boas chances de abrir o placar, no Estádio Mané Garrincha. Mas foi o Colorado que marcou o primeiro gol da partida, aos 24 minutos. Depois de uma sequência de passes na intermediária, Artur cruzou rasteiro para dentro da área, Anderson errou o chute ao tentar pegar de primeira e a bola sobrou para Vitinho, livre bater sem apelação pro fundo da rede.

Seguiu-se a pressão do tricolor em busca do gol de empate, que aconteceu cinco minutos depois. Osvaldo recebeu a bola pelo lado esquerdo dentro da grande área e bateu firme por entre as pernas do goleiro Muriel. Momento de falta de sorte do bom goleiro gaúcho, que antes já tinha evitado o gol do adversário e faria outras grandes defesas no decorrer do jogo. Como no cabeceio do zagueiro Gum, aos 43 minutos. Na segunda etapa, mais pressão do time carioca.

Aos 15 minutos, Wellington Silva recebeu cruzamento pelo alto e deu um passe de peito para Marcos Júnior, que na hora do chute foi travado pelo zagueiro Jackson. O bola sobrou para Osvaldo, que ganhou a dividida com Ernando e cutucou para marcar seu segundo gol na partida colocando o Flu na frente do placar. A primeira finalização a gol do Internacional só aconteceu aos 35' do segundo tempo, quando Sasha aparou um cabeceio de Marquinhos.

No entanto, chegaria ao empate que levaria a decisão da vaga na final para os pênaltis, decorridos 40' do segundo tempo. Sasha driblou Andrigo dentro da área e chutou firme. Cavaleri, que depois veio a se redimir do erro, rebateu nos pés de Vitinho, que ficou à vontade para marcar seu segundo gol na partida decretando o empate que levou a decisão da vaga na final da Primeira para os pênaltis, merecidamente conquistada pela Fluminense.        

No confronto entre o rubro-negro carioca e o paranaense, Marcos Guilherme marcou um golaço para dar a vitória ao Furacão. Aos 16 minutos do segundo tempo, o atacante atleticano acertou um belo chute de fora da área, no ângulo, sem chance para o goleiro Paulo Victor do Flamengo.


Empurrado pela torcida, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, o Flamengo dominou as principais ações de ataque no primeiro tempo. Quase abriu o placar no cabeceio do zagueiro Juan, aos 18 minutos. O Atlético paranaense finalizou pela primeira vez aos 28', com bom chute Otávio que passou rente ao travessão. Aos 38', o Mengão teve uma grande oportunidade de sair na frente. No cruzamento de Jorge, Felipe Vizeu cabeceou com perfeição e obrigou o goleiro do Furacão a praticar excelente defesa.

No segundo tempo, o Atlético, que vinha de uma derrota no clássico contra o Coritiba pelo campeonato paranaense, foi melhor que o Flamengo. O Furacão criou duas boas oportunidades de gol, antes que Marcos Guilherme abrisse o placar. Uma, aos 7 minutos na cobrança de falta de Nikão que passou raspando a trave. Outra, no lance seguinte em cobrança de escanteio, quando o zagueiro Paulo André cabeceou com firmeza obrigando Paulo Victor a praticar grande defesa. 

Aos 15', outra intervenção importante do goleiro flamenguista, quando Walter arriscou de fora da área. Animados, já com 1 a zero a favor no placar, os paranaenses criaram mais uma boa chance de ampliar. Paulo André levou muito perigo, aos 20 minutos em novo cabeceio. Aos 26', quase o empate do Flamengo. Marcelo Cirino fez boa jogada individual driblando dois zagueiros, mas chutou por cima do travessão.

Em busca de igualar o placar, o rubro-negro carioca partiu pra cima do Furacão. Facilitou os contra-ataques do adversário. Num deles, Marcos Guilherme arrancou com velocidade do campo de defesa até a entrada da área e tocou para Pablo, que bateu em cima do goleiro Paulo Victor salvando os cariocas de levar o segundo gol. Nos minutos finais, blitz do Flamengo na área dos paranaenses, sem no entanto levar muito perigo de gol.

Aos 43', nova chance do Atlético-PR criada por André Lima e dupla defesa de Paulo Victor. O Furacão mereceu o resultado e administrou os instantes finais com  a vaga assegurada na final da Primeira Liga contra o Fluminense, que será no dia 07/04.

Assista os melhores momentos das semifinais da Primeira Liga:  





(com informações da Gazeta Esportiva)
Imagem: reprodução/Créditos da foto: Gustavo Oliveira/CAP


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger