domingo, 15 de março de 2015

Swissleaks: Barões da mídia brasileira na lista do HSBC

“Todos são iguais perante a Lei”, menos àqueles que tem conta no HSBC da Suíça. - Nos documentos revelados neste sábado (14) pelo jornal O Globo, constam nomes da família Frias, proprietários do Grupo Folha/UOL”, da família Saad, da Band. Também da viúva de Roberto Marinho, Dona Lily, ou seja, madrasta de João Roberto, José Roberto e Roberto Irineu, donos bilionários da Globo.
Nomes de vários jornalistas famosos, integrantes do corpo editorial dos mais importantes meios de comunicação no Brasil, que tiveram contas no banco e foram encerradas também aparecem nos registros do HSBC. E regularmente escalados para falar sobre corrupção e deitar o pau no governo.  

Atuando em outro segmento da mídia, o nome do veterano Alberto Dines, jornalista de posições dúbias, que apoiou o golpe de 64, mas depois se arrependeu, também aparece na lista. Seus filhos também são mencionados.

Até o apresentador de TV Carlos Roberto Massa, conhecido como Ratinho e dono da “Rede Massa” (afiliada ao SBT no Paraná) tinha uma conta com sua mulher, Solange Martinez Massa, em 2006/2007. O saldo era de US$ 12,5 milhões.



Neste sábado também, o jornalista Renato Rovai, editor da Revista Fórum publicou uma matéria referente ao assunto:

Swissleaks: a mídia golpista está toda na lista do HSBC

“Começam a aparecer os indícios que levaram o jornalista Fernando Rodrigues a tratar a lista do HSBC como algo a ser investigado e a não revelar de imediato, como fazem com qualquer investigação onde apareça um nome de petista, os nomes dos 8.667 brasileiros que, entre 2006 e 2007, tinham contas numeradas no HSBC da Suíça.

Evidente que manter uma conta no exterior não é crime, mas é absolutamente suspeito fazê-lo num banco da Suiça que operava como um bunker do dinheiro sujo do planeta.

Nos documentos, revelados hoje pelo O Globo, mas que já estavam para ser vazados por pessoas que trabalharam na investigação internacional se Fernando Rodrigues não os divulgassem, constam os nomes de proprietários do Grupo Folha/UOL, a quem Fernando Rodrigues que dormiu com a lista é vinculado.

Octavio Frias de Oliveira e Carlos Caldeira Filho, ambos falecidos, tiveram conta conjunta na instituição. Luiz Frias aparece atualmente como beneficiário da mesma conta, que foi criada em 1990 e oficialmente encerrada em 1998. Em 2006/2007, os arquivos do banco ainda mantinham os registros, mas, no período, segundo o jornal, ela estava inativa.

Lily de Carvalho, viúva de Roberto Marinho, aparece na lista. Mas como ela também foi casada com Horácio de Carvalho, proprietário do extinto “Diário Carioca”, a reportagem “esclarece” que o nome de Lily surge nos documentos com o sobrenome de Horácio, seu primeiro marido, e que o representante legal da conta junto ao HSBC é a Fundação Horácio de Carvalho Jr. O saldo registrado em 2006/2007 era de US$ 750,2 mil. Lily morreu em 2011.


Quatro integrantes da família Saad, dona da Rede Bandeirantes, também estão na lista do HSBC. Constam entre os correntistas os nomes do fundador da Bandeirantes, João Jorge Saad, da empresária Maria Helena Saad Barros e de Ricardo Saad e Silvia Saad Jafet, filho e sobrinha de João Jorge.” Leia a matéria completa.

O jornalista e repórter de TV Rodrigo Vianna, o escrevinhador, também falou sobre o caso para ajudar você a entender essa história

Imagem: reprodução/portalmetropole

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger