terça-feira, 16 de abril de 2013

O lado sombrio do futebol [vídeo]


Sempre existiram momentos, que dentro ou fora de campo denigrem a beleza da arte de jogar futebol. Se por um lado o esporte mais querido e praticado no Brasil, tem contribuído para fomentar a sociabilidade e a amizade entre quem admira e o pratica, por outro protagoniza acontecimentos reprováveis de pura violência.   
Justamente por envolver paixão, difícil não observar em uma partida instantes de desequilíbrio ou raiva por parte dos jogadores. Infelizmente, qualquer pessoa está sujeita a uma reação negativa, um ato impensado diante da pressão de uma disputa. Mesmo estando na torcida. Imagine como profissional em uma partida decisiva. É uma situação em que a serenidade vai para o espaço, dando lugar a uma torrente de emoções. Que até os mais preparados encontram dificuldades para contê-la.

Esse tipo de reação que deveria não existir qualquer esporte, constitui lado sombrio do futebol. Produz o sentimento de revolta. Justamente por resultar na violência que ninguém tolera.

Há algum tempo, na final da Copa do mundo de 2006 na Alemanha, o experiente jogador francês Zinédine Zidane, foi o personagem principal de um lance de violência que marcou a competição e o mundo do futebol. Virou estátua, em Paris. Zidane foi expulso após aplicar violenta cabeçada no zagueiro italiano Materazzi. Perdeu a cabeça. Sem trocadilhos, tinha revidado insultos à sua família. Tudo aconteceu com o jogo já na prorrogação.

Talvez um lance que aconteceu na partida realizada em Wembley neste Domingo (14) entre Manchester City e Chelsea, válida pela semifinal da Copa da Inglaterra, não ganhe a mesma notoriedade que a cabeçada do Zidane. O resultado colocou o City na final, mas ficou marcada por um infração de extrema violência que repercutiu muito na mídia esportiva.  

Sérgio Agüero, autor de um dos gols da partida foi responsável por uma falta que chamou a atenção de todo mundo menos da arbitragem. Nem cartão amarelo foi mostrado para o jogador. Mais uma dessas inexplicáveis atitudes do árbitro que acontecem durante um jogo. Depois de uma dividida forte no meio campo com o zagueiro da seleção brasileira David Luiz do Chelsea, o atacante argentino do Manchester City pisou com os dois pés na parte posterior da coxa David que rolava no chão.

Como todo o bom atacante, Agüero cansado de apanhar dos zagueiros teve um acesso de raiva que durou poucos segundos. Agüero se arrependeu. David Luiz perdoou o companheiro de profissional. Mas disse que esse tipo de de reação é lamentável. Um mal exemplo, principalmente para crianças e adolescentes que costumam ir aos estádios. Uma cena que o torcedor amante do futebol jamais gostaria de rever  em uma partida.

Abaixo, veja o vídeo do lance.



Via
Imagem: reprodução/globoesporte/Foto:Reuters


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger