terça-feira, 3 de setembro de 2013

Literatura- Veja entrevista com o autor do livro "O Príncipe da Privataria"

De autoria do jornalista Palmério Dória, o livro "O Príncipe da Privataria" foi lançado no Sábado (31/08) e já está em 2º lugar na lista dos livros mais vendidos na Livraria da Folha. A obra retrata os dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e como o Brasil perdeu seu patrimônio através das polêmicas privatizações ocorridas durante o seu governo.
Revela o processo da compra de votos para sua reeleição, quem foi o Senhor "X", fonte misteriosa que gravou deputados confessando venda de votos. Ainda, quem foram os verdadeiros amigos do então presidente da República, o papel da imprensa em relação ao governo do PSDB. E a ligação do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) com a CIA, além do suposto filho de FHC fora do casamento, um "segredo de polichinelo"guardado durante anos.

Abaixo um trecho das matéria de divulgação preparada pela Geração Editorial, a mesma editora que lançou livros-reportagem de sucesso como Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr., e Segredos do Conclave, de Gerson Camaratti. O material foi publicado em primeira mão pelo site de informação 247, na Sexta (23).

Divulgação - Em menos de uma
semana entre os mais vendidos
"Após 16 anos, Palmério Dória, apresenta ao Brasil o personagem principal do maior escândalo de corrupção do governo FHC: o "Senhor X". Ele foi o ex-deputado federal que gravou num minúsculo aparelho as "confissões" dos colegas que serviram de base para as reportagens do jornalista Fernando Rodrigues publicadas na Folha de S. Paulo em maio de 1997. A série "Mercado do Voto" mostrou da forma mais objetiva possível como foi realizada a compra de deputados para garantir a aprovação da emenda da reeleição. "Comprou o mandato: 150 deputados, uma montanha de dinheiro pra fazer a reeleição", contou o senador gaúcho, Pedro Simon. Rodrigues, experiente repórter investigativo, ganhou os principais prêmios da categoria no ano da publicação.

O autor e o coautor desta obra, o também jornalista da velha guarda Mylton Severiano, viajaram mais de 3.500 quilômetros para um encontro com o "Senhor X". Pousaram em Rio Branco, no Acre, para conhecer, entrevistar e gravar um homem lúcido e disposto a desvelar um capítulo nebuloso da recente democracia brasileira. O "Senhor X", aparece - inclusive com foto na capa e no decorrer do livro. Explica, conta e mostra como fazia política no governo "mais ético" da história. Um dos grandes segredos da imprensa brasileira é desvendado."

Se, Pau que dá em Chico dá em Francisco, é salutar deter-se com mais atenção ao outro lado da moeda. FHC pode olhar nos olhos do "Senhor X"? Por que será que tucanos não são investigados? As desventuras do príncipe por acaso seriam piores que as do seu sucessor plebeu?

A máxima "a justiça é cega", nos conduz a uma analise racional, excluindo paixões, e porventura opções politico-partidárias.

O livro do jornalista Palmério Dória, que já trabalhou como chefe de reportagem na Rede Globo e nos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de São Paulo, saiu com a tiragem inicial de 25.000 exemplares. Leia aqui o primeiro capítulo. Aqui a fala do jornalista Nirlando Beirão sobre o livro.

A entrevista de Dória foi concedida a bancários e blogueiros no programa de webTV Contraponto, que vai ao ar todas as primeiras segundas-feiras do mês, pelo site do Sindicato dos bancários de São Paulo, rede Brasil Atual e blogues alternativos. Confira abaixo.


Imagem: divulgação


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger