terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Gigantes da tecnologia publicam manifesto contra espionagem na Web

As maiores empresas de tecnologia do mundo, entre elas, Apple, Google, Microsolf, Facebook, Twitter, Linkedin, AOL e Yahoo!, divulgaram nesta segunda-feira (09), o projeto chamado “Reform Government Surveillance”, (Reforma da Vigilância do Governo, em tradução livre). O projeto solicita aos governos de todo o mundo, incluindo os EUA, uma reforma mundial no sistema de vigilância norte-americano e de outros países para garantir mais segurança às companhias e usuários da Internet.
Leia abaixo, a carta aberta publicada no site oficial do projeto, em que as empresas pedem ao presidente Barack Obam e membros do Congresso americano, maior transparência sobre informações coletadas dos internautas por organizações como a NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos).
       
Caro presidente e membros do Congresso,

Entendemos que os governos têm o dever de proteger seus cidadãos. No entanto, as revelações do semestre passado mostraram a necessidade de uma reforma urgente nas práticas de monitoramento governamental em todo o mundo. O equilíbrio, em muitos países, pendeu muito mais em favor do estado e se distanciou dos direitos do indivíduo – direitos previstos em nossa Constituição. Isso prejudica a liberdade que todos nós prezamos. É hora de mudar.

Do nosso lado, estamos focados em manter seguros os dados de nossos usuários – implementando as tecnologias mais modernas em criptografia para evitar o monitoramento não autorizado em nossas redes e também contestando solicitações governamentais para garantir que elas apresentem escopo legal e razoável.

Solicitamos aos Estados Unidos que tomem a iniciativa e façam reformas que garantam que os esforços de monitoramento sejam claramente restritos pela lei, proporcionais aos riscos, transparentes e sujeitos a supervisão independente.

Atenciosamente

AOL, Apple, Facebook, Google, LinkedIn, Microsoft, Twitter, Yahoo!


“No site do projeto, as companhias publicaram os princípios básicos que constituem a reforma no sistema de monitoramento. São eles: limitar a autoridade dos governos na coleta de informações dos usuários; supervisionar as agências de inteligência e regulamentar de forma independente todos os dados requisitados por essas instituições; garantir a transparência sobre demandas governamentais de vigilância de dados; respeitar o livre fluxo de informações na rede; evitar conflitos de leis entre governos.

Além dos princípios, o projeto também traz a seção "Vozes da Reforma", com depoimentos dos líderes das empresas de tecnologia participantes que defendem a neutralidade e transparência na coleta de dados. Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, disse que é preciso "uma melhor divulgação e novos limites na forma como os governos coletam informações", enquanto Larry Page, cofundador do Google, afirma que "devemos ter lugares seguros onde podemos tentar coisas novas e descobrir seus efeitos na sociedade".

A matéria completa está em: http://canaltech.com.br/noticia/espionagem/Gigantes-da-tecnologia-publicam-manifesto-contra-espionagem/#ixzz2n5aG2UuY


Fonte: Redação do canaltech
Imagem: reprodução/nahorah.net


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

1 Comentário:

Brasil esperança disse...

OLHA O GOOGLE esta de bvrincadeira conosco, so pode, porque ele tem verificado as contas de todos os internautas principalmente quem tem alguma conta no google, ou que tenha blog como eu. comigo por exemplo eles para me impedir de publicar amplamente como antes inventou que meu nome nao estava de acordo com sua politica de nomes, continuou me espionando entrando na minha conta e vendo tudo que eu faço, depois suspendeu os compartilhamentos, ao posso compartilhar nada com o twweter nem com o proprio blog. solicitei a outas pessoas que verificassem meus blogs e a ultima publicaçao tinha 7 meses Quer dizer que o google alem de participar com o controle dos internautas, ele tambem estar tirando opçoes das pessoas mesmo antes do marco civil da internet . porque depois eles vao alegar que funciona assim. mais na verdade eles cortaram opçoes dos internautas. A briga toda dos poderosos com Bil Gate era justamente por isso eles queriam manipular a internet isso ficou nas escondidas Bil Gate nunca falou nada ou pelo menos talvez nao soubesse quais as reais intençoes dos grandes grupos de processa-lo

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger