quarta-feira, 7 de maio de 2014

Blogueiro é detido após confusão com senador do PSDB


O blogueiro Rodrigo Grassi foi detido pela polícia do Senado ao abordar, ontem (06), o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). No princípio da tentativa de entrevista, ao questioná-lo sobre a função das comissões parlamentares de inquérito e sobre a postura de seu partido, o PSDB, a respeito de investigações na Assembleia Legislativa de São Paulo, o senador mostrou-se solícito. Mas, quando perguntado sobre seu suposto envolvimento no desvio de verbas para a construção do metrô de São Paulo, o congressista reagiu com um palavrão e tentou agarrá-lo.
Rodrigo Grassi foi detido pela Polícia já dentro do ônibus. Como havia prometido durante o bate-boca, postou o vídeo da discussão em sua página no Facebook.

A liberdade de imprensa ganha contornos estranhos no ambiente do Congresso Nacional. Poderia ter sido pior.
E se o personagem envolvido fosse algum repórter do CQC?

Clique na imagem

A respeito do caso, o portal da Agência Brasil produziu a seguinte matéria:

Por Mariana Jungmann
Edição de Helena Martins.

 Blogueiro que ofendeu Joaquim Barbosa é detido após confusão com senador do PSDB
 
“Um bate-boca com o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) resultou na detenção do blogueiro Rodrigo Grassi hoje (6), pela Polícia do Senado. Grassi abordou o senador para questioná-lo sobre a função das comissões parlamentares de inquérito e sobre a postura de seu partido, o PSDB, a respeito de investigações na Assembleia Legislativa de São Paulo.
Inicialmente solícito, Aloysio Nunes se irritou com uma pergunta de Grassi sobre o suposto envolvimento dele com desvio de verbas para a construção do metrô de São Paulo.

“Um jovem me abordou a pretexto de fazer uma entrevista a respeito de CPIs. Eu parei para falar com ele e, no meio da entrevista, ele me fez uma ofensa muito grave. Eu então tentei segurá-lo para chamar a segurança e ele saiu correndo. Depois, quando eu estava saindo do Senado, ele voltou a me abordar e foi preso”, contou o senador.

Rodrigo alega que apenas fez perguntas a Aloysio. O blogueiro divulgou um vídeo em sua página no Facebook com a discussão. “Eu fiz três perguntas e ele se irritou, começou a me xingar e me agredir. Como foi na saída do Senado, a Polícia veio e me prendeu. Me pegaram dentro do ônibus já, quando eu estava indo embora”, contou.

Conhecido como Rodrigo Pilha, Grassi já foi assessor da deputada Érika Kokay (PT-DF) e foi exonerado depois de ter se envolvido em outro episódio com autoridades. Ele próprio divulgou um vídeo em que abordou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, na saída de um bar em Brasília. Na oportunidade, Rodrigo chamou o ministro de “autoritário”, “tucano” e “projeto de ditador”. Ele também gritou palavras de ordem a favor do condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, José Dirceu.

Na época, o senador Aloysio Nunes Ferreira foi à Câmara solicitar abertura de processo disciplinar contra o assessor de Érika Kokay, mas logo depois ele foi exonerado. Hoje, o senador disse que Rodrigo usava o crachá de funcionário da Câmara para circular livremente dentro do Congresso.”

(com informações do justiçaemfoco)
Imagem: reprodução/montagem-247


RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

1 Comentário:

Antonio Gomes disse...

Esse blogueiro babaca é PTista, obviamente, pois atacou o Joaquim Barbosa, esse senador do PSDB.... mas... atacou alguém do PT, por acaso ??? Claro que não, né ?

Postar um comentário

Comente e compartilhe. Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger