terça-feira, 21 de julho de 2020

Política: Roberto Jefferson ataca ministros do STF em entrevista para canal bolsonarista

www.seuguara.com.br/Roberto Jefferson/PDT/governo Bolsonaro/
O ex-deputado federal e atual presidente do PTB, Roberto Jefferson, em entrevista concedida nesta segunda-feira (20) a um canal do YouTube conhecido por apoiar o governo do presidente Jair Bolsonaro, atacou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O político fez graves ofensas a componentes da Corte em uma série de comentários homofóbicos, e diz que dois magistrados "são sodomitas" e que "usam saia pela opção sexual".
www.seuguara.com.br/Roberto Jefferson/PDT/governo Bolsonaro/
Durante a entrevista para o canal Questione-se, do bolsonarista Renato Barros, em live  no Facebook, Jefferson ofendeu gravemente os ministros da Suprema Corte quando falava sobre o julgamento de pautas de gênero, como a decisão do ano passado em que o Supremo enquadrou como crimes a homofobia e a transfobia. 

"Aí querem fazer pauta de gênero. Porque eles até hoje não encontraram os seus, não é? Você imagina uma cena, um ministro do Supremo de quatro, e um negão pa, puf puf nele [simula gestos de conotação sexual]. Não dá. Como esse homem pode representar a Justiça, rapaz?", disse. 

"Tem dois ministros lá que tem esses gostos (...) tem dois ministros que são meninas. Tem ministros de rabo preso e dois de rabo solto, conhecidos. Um é o (sic) Carmem Miranda, e o outro é Lulu boca de veludo (...) e eles querem fazer pauta de gênero, porque eles ainda não encontraram o deles (...) tem dois sodomitas ministros", afirmou Jefferson. 

Segundo informações da jornalista Mônica Bergamo, o ex-deputado também chamou Fachin de "Carmem Miranda", Barroso de "Lulu Boca de Veludo", Gilmar Mendes de "Sapão" e Fux de "Beija Pé". Além disso, o político disse que dois magistrados "são sodomitas".      

Roberto Jefferson, que recentemente convidou o presidente Jair Bolsonaro para ingressar no PTB, é investigado no inquérito que corre no Supremo e apura a organização de atos antidemocráticos. O político chegou a ser alvo de um mandado de busca e apreensão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes. Segundo Moares, reiteradas ofensas promovidas por Jefferson pela internet ofendem o Tribunal e seus integrantes, "com conteúdo de ódio e de subversão da ordem".

Fonte: Correio Braziliense/247/Último segundo
Imagem: reprodução/Foto: Valter Campanato/Agência Brasil 

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para agregar valor à matéria. Obrigado.

Arquivos

Site Meter

  ©Blog do Guara | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger